segunda-feira, 21 de junho de 2010

Pêras gratinadas com roquefort

É claro que ando me empolgando horrores com a variedade de maçãs e pêras disponível nessa época do ano. Apenas quando se tenta comer sazonalmente é que se percebe como durante todo o ano reinam as velhas maçãs Fuji e "Turma da Mônica" e, de repente, assim que o tempo esfria, pipocam as Gala, Oregon, Golden, Pink, Red, Granny Smith... O mesmo com as pêras. Por conta disso e de minha insaciável curiosidade, acabei comprando muito mais pêras e maçãs do que conseguiria consumir. Daí que já fiz pelo menos três tortas com diferentes misturas de maçãs, pêras e marmelos. Tenho comido marmelos pochées com iogurte de manhã, e as pêras e maçãs restantes acabam parte integrante do almoço e do jantar, em forma de sanduíche de pêra e taleggio, saladas, couscous com maçãs ao curry, e outras gostosuras mais.

Esta delícia saiu, como quase tudo o que tenho feito de salgado ultimamente, da revista francesa Saveurs. Se você entende francês, está aí uma revista excelente. Depois que você se acostuma com algumas medidas padrão francesas como "1 iogurte" ou "1 envelope de fermento químico" [resolvido com uma busca rápida na internet, para descobrir que se trata de 125g de iogurte e 11g de fermento], e depois que se habitua a substituir determinados queijos que não se encontra por aqui, a revista é lindíssima e incrivelmente útil para uma cozinha do dia-a-dia com um toquezinho sofisticado.

Corte uma pêra por pessoa ao meio (descasque se quiser) e retire o miolo. Coloque as metades com a parte cortada virada para cima em um refratário ou assadeira. Em uma tigelinha, misture (por pessoa) cerca de 50g de gorgonzola ou roquefort esmigalhado, 1/2 colh. (sopa) vinagre balsâmico, 1/2 colh. (sopa) sementes de gergelim e 1/2 colh. (sopa) uvas passas (claras ou escuras). Distribua a mistura nas cavidades da pêra, tempere com 1 colh. (chá) óleo de nozes para cada 2 metades de pêra, pimenta-do-reino moída na hora e leve ao forno a 180ºC por 15 minutos ou sob o grill aceso, até que o queijo esteja derretido. Sirva com uma salada e use os sucos que ficarem na assadeira para temperá-la. No meu caso, rasguei algumas folhas de radicchio e de almeirão pão-de-açúcar, cujas folhas mais internas têm a cor da endívia, mas um amargor muito suave e delicioso.

18 comentários:

miosotiis disse...

Quando miúda, provei roquefort e detestei! Eu, que adoro queijo!, nunca mais pensei sequer voltar a provar.

Ultimamente, vejo tantas receitas óptimas com este queijo, que me apetece fazer as pazes com ele! Será que é desta?? :)

Stefânia Barreto disse...

Excelente combinação Ana! Para mim uma das melhores combinações entre fruta e queijo!
Como uma eterna apaixonada pela gastronomia francesa (até escrevi isso hoje na minha prova de francê :)), só tenho a agradecer a dica da receita e da revista que até então era desconhecida por mim!

Parabéns mais uma vez!

Ah, queria saber se você registrou o seus passeios no google maps...estou programando uma viagem para New York e, dicas para uma completa desconhecida da terra do Tio Sam, são sempre muito bem-vindas.

Um abraço e boa semana,
Stefânia

www.comumapitadadeacucar.com.br

Anônimo disse...

Olá Ana Elisa,tudo bom?
Sempre q posso leio seu blog e adoro acompanhar suas receitas.É muito legal a forma que vc escreve, parabéns!
Vc poderia me ajudar? Não sei se guardo alguns condimentos corretamente...como vc guarda seus temperos(pimentas,orégano,curry...)e as farinhas? Tenho deixado tudo bem embaladinho fora da geladeira...vc tb faz isso?

Mariana

Lu disse...

Eu te apóio na das modinhas..! Elas acabam banalizando o que era especial mesmo...

Gabriel Leicand disse...

Hum!
Harmoniza bem com um vinho de sobremesa como um Sauternes!

Beta disse...

Ana, espetacular esse prato! Boa semana! bjs

Ana E.G. Granziera disse...

Mariana,
meus temperos ficam todos fora da geladeira, nos potinhos originais ou, se eles não fecham direito, em vidrinhos bem fechados. Eles ficam dentro de um cesto de vime em uma prateleira aberta. Assim fica mais fácil para limpar: posso passar o espanador sem jogar longe um vidro de orégano. hehehe... As farinha que uso com frequência ficam em potes de vidro com tampa de rosca, bem fechados, também na prateleira aberta. As farinhas que uso menos e, principalmente, as integrais, de centeio, sarraceno e de castanha, que estragam mais rápido, ficam na geladeira. Compre temperos sempre em pequena quantidade, pois mesmo que não estraguem, muito das ervas e pós perdem o "punch" depois de um ano na prateleira. O que posso comprar em grão (ao invés de pó) para moer na hora no pilão eu compro. Os grãos parecem manter seu sabor e perfume por mais tempo. Ah, importante: minha cozinha é iluminada, mas não bate sol direto na prateleira. E o cesto de vime meio que protege os temperos da luz direta.
Ok?
bjs

Renata Niemand disse...

Descobri seu blog há mais ou menos um mês, e de vez em quando leio, tanto pelas receitas vegetarianas (não sou, mas a vida não pode ser só carne), quanto pq gosto da forma divertida com que você escreve seus posts.

Nunca comentei, mas essa sua saga das maçãs, pêras e marmelos me fez lembrar o meu, infelizmente, falecido namorado, que fazia um sanduíche de maçã grelhada com geléia de uva, gengibre e queijo fresco no pão tostado com um pouquinho de manteiga. Fiz o sanduíche, não ficou como o dele, mas foi reconfortante lembrar de muitos momentos. Obrigada, involuntariamente você me trouxe um momento bom, de lembranças que eu estava precisando :)

Anônimo disse...

Oi Ana Elisa!
Muito obrigada pelas explicaçoes, adorei!
Aliás, é a primeira vez que me comunico com uma pessoa através de um blog...acho q sou um espécime em extinção(rsrsrs)....estou sempre super hiper atrasada em relação aos avanços da internet....
Como te falei, gosto do jeito como vc escreve...vc é educada, criativa e muito organizada, isso ajuda à beça pessoas como eu q são iniciantes e curiosas na cozinha. Se vier ao Rio, me avise q terei o maior prazer em te mostrar a cidade. Qto a NY, só tenho uma coisa p te falar: a cidade é tudo de bom mesmo!!!!!Eu e meu marido já fomos umas vezes, e cada vez que vamos experimentamos alguma comida de um país diferente...é como dar a volta ao mundo na gastronomia mundial(rsrsrs)...
Fique c Deus! Muita luz p vc!
Mariana

Anônimo disse...

Oi ana elisa!
sempre leio seu blog..Sei q não tem nada a ver com esse post, mas também moro em sao paulo e tenho dificuldade de encontrar favas de baunilha! onde vc compra, na Casa Santa Luzia?
Alias, faço gastronomia... e pra falar a verdade vc cozinha mto melhor q muita gente na minha faculdade! hahaha
Beijos e parabens pelo blog
Monique

Tee disse...

Nossa achei seu blog por acaso, e adorei, adorei mesmo muito legal, fotos lindas, receitas legais, tudo muito caprichado e... roquefort humm

ROBERTO (ANTICA OSTERIA MARINO) disse...

Adoro essas peras e engraçado aprendia comer primeiro assada e depois in natura9 Não gostava de pera).Isso tudo me lembra aquelas maçãs assadas recheadas com nozes, avelas, cravo, canela....

Abbracci!

Gabrielle disse...

Encontrei seu blog hoje. Amei!
As receitas são ótimas e a fotografia valoriza muito os pratos. Não ando com muito tempo, mas já adicionei aos favoritos para poder vasculhar os posts mais antigos quando tiver uma folguinha. Parabéns Ana!

karla dani disse...

ana, acabei de me deliciar fazendo essas peras. que essa combinação era de sucesso eu ja sabia, mas preparado assim, com vinagre balsâmico, temperinhos (e ainda coloquei castanha do pará)... nossa, perfeito!!!!!

Valentina disse...

Ana, pêra e queijo nasceram para fazer a união perfeita.Disso ninguém me convence do contrario. Sou louca por tudo que é queijo tipo 'blue cheese'. São bons demais,não? Aqui ha um tipo muito bom local chamado ..xi, esqueci o nome do bicho. juro por Deus. Stilton.. phew!! Quando apareceres por aqui vale a pena comprar numa boa loja de queijos para provar. Adorei esta tua pêra com queijo roquefort. muito bom gosto.
conheco varias revistas francesas de culinaria mas nao conhecia a saveur.obrigada por compartilhar pois amo descobrir coisas novas.

Anacah disse...

Acabei de fazer, ficou uma delícia!

Gabi disse...

Olá,
Mais uma receita que aprendi aqui e já entrou na rotina de casa.
Abraços,
Gabriela

Deda disse...

Adorei a receita! Rápida mas com um gostinho de elaborada...

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails