quinta-feira, 17 de junho de 2010

Bolinho de banana [Não vou dizer cupcake! Não vou!]

Moda me irrita um bocado às vezes. Nem tanto a moda que insiste em tentar trazer as ombreiras de volta, ao invés de deixá-las nos anos 80, onde elas deveriam ter sido esquecidas, mas a moda que faz com que todos os restaurantes tenham alguma versão de rattatouille logo após o lançamento da animação de mesmo nome. Sabe? Essa moda irritante. A moda que torna instantaneamente cafona alguma coisa que você antes julgava comum ou mesmo especial. A moda que trouxe o lado mais chato dos vampiros, a moda que não me deixa sair de cinto de tachinha sem que um amigo me encha os pacová dizendo que sou emo, mesmo que eu tenha comprado o cinto na Galeria do Rock há mais de dez anos atrás. Em suma, aquela modinha chata que bota na boca do povo algo que você julgava especial... para você.

Por isso quando comecei a ver matérias de TV sobre cupcakes, estremeci. Ah... não. Acharam os cupcakes. Da mesma forma como acharam (e estragaram) a rúcula com tomate seco, o petit gâteau, o creme de papaia com cassis, o vinho, o café e o vinagre balsâmico (e os vampiros). Daí que por conta disso, tinha prometido a mim mesma não falar de cupcakes nesse blog até a moda passar. Até a última confeitaria vender seu último cupcake com cobertura de brigadeiro. Mesquinharia pura, confesso mesmo.

Mas... [*Suspiro*] Fui prá New York, New York [não se esqueça de imaginar a melodia enquanto lê], e calhei de comer justamente um excelente cupcake. E calhei de, em uma livraria, dar de cara com um livrinho muito cotchoco, fofinho, rosa e azul bebê, só de cupcakes, com receitas que me pareceram mais interessantes e apetitosas que outras que já vira por aí... Ai, ai, ai... Tá, levei. Levei mesmo. Por causa da receita de cupcake de banana com cobertura de caramelo.

E fiz. E pretendia fazer em segredo. Porque se alguém virasse para mim e comentasse que cupcakes estão na moda no momento em que os estivesse servindo, provavelmente diria impropérios. Shhhhh...! Não conte para ninguém, mas fiz cupcakes! [Da mesma forma que corri para tirar meu esmalte verde assim que alguém perguntou se era por causa da Copa...] O problema é que quando a massa ainda estava na batedeira, o cheirinho era tão bom, que me pareceu pecado não dividir isso com alguém. E os bolinhos assaram tão bem, que me pareceu um absurdo que ninguém mais pudesse prepará-los. E o resultado com a cobertura de caramelo ficou tão gostoso, que um dos comensais que corre comigo votou o bolinho como a melhor coisa que já levei para o café-da-manhã da corrida.

Pronto. Cupcakes da banana. Só porque, pelo menos, os anos 90 finalmente voltaram à moda e posso sair por aí de vestido florido e coturnos de novo. E a gurizada agora parece que adotou as cores fluorescentes, de que nunca fui fã, e posso voltar a usar meu cinto de tachinha e meu esmalte preto sem que ninguém me encha as pitangas. E só porque apesar de toda a melação de cueca que é Crepúsculo, pelo menos True Blood salva meu apetite sanguinário com algo que não envergonhe a pobre lenda vampiresca.

BANANA BUTTERSCOTCH CUPCAKES
(do livro Cupcakes, de Elinor Klivans)
Tempo de preparo: 1 hora
Rendimento: 12 cupcakes

Ingredientes:
(bolinhos)
  • 1 1/2 xic. farinha de trigo orgânica*
  • 1/2 colh. (chá) fermento químico em pó
  • 1/2 colh. (chá) bicarbonato de sódio
  • 1/4 colh. (chá) sal
  • 6 colh. (sopa) manteiga sem sal, em temperatura ambiente
  • 1 xic. açúcar cristal orgânico
  • 2 bananas médias, em pedaços de 2cm
  • 2 ovos grandes, orgânicos, em temperatura ambiente
  • 1/2 colh. (chá) essência de baunilha
  • 1/4 xic. buttermilk
  • 1 xic. chips de caramelo (usei chips de chocolate branco)
(cobertura)
  • 2 colh. (sopa) creme de leite fresco + 2 colh. (sopa) leite, misturados
  • 3/4 xic. açúcar demerara orgânico, apertados na xícara
  • 1/2 xic. manteiga sem sal em temperatura ambiente
  • 1 xic. açúcar de confeiteiro
  • 1/2 colh. (chá) essência de baunilha

* A autora pede por farinha de trigo não alvejada (unbleached). No Brasil, apenas farinhas brancas orgânicas não são alvejadas. Ao tratar quimicamente as farinhas para que fiquem mais brancas, há um empobrecimento da farinha em termos de proteínas e, portanto, glúten. No entanto, caso não use farinha orgânica, você pode usar farinha de trigo comum no lugar.

Preparo:
  1. Pr´é-aqueça o forno a 180ºC e forre 12 formas de empada ou muffins com forminhas de papel. 
  2. Peneire a farinha, o fermento, o bicarbonato e o sal em uma tigela e reserve. 
  3. Na tigela de batedeira, bata a manteiga e o açúcar em velocidade média até que fique cremoso, cerca de 2 minutos. Pare a batedeira para raspar as laterais da tigela com uma espátula, sempre que necessário. Junte as bananas em pedaços e bata até que esteja bem misturado; você ainda verá pedaços pequenos de banana na massa. 
  4. Junte os ovos, um por vez, batendo bem a cada adição. Junte a baunilha e bata por 1 minuto. 
  5. Em velocidade baixa, adicione metade da farinha, batendo apenas até que não se vejam mais flocos de farinha na massa. Junte o buttermilk, misture bem e adicione o restante da farinha. Quando estiver homogêneo, desligue a batedeira, acrescente os chips e misture com uma espátula.
  6. Preencha cada forminha até cerca de 0,5cm da borda (quase 1/3 xic. de massa por forma). Leve ao forno e asse por 25 minutos, ou até que estejam firmes ao toque e um palito inserido no centro de um dos bolinhos saia limpo.
  7. Retire, coloque sobre uma grade e deixe esfriar por 10 minutos ainda na forma de metal. Desenforme, então, cuidadosamente, e deixe que terminem de esfriar sobre uma grade. Enquanto isso, faça a cobertura. 
  8. Numa panela pequena, misture o creme de leite, leite e açúcar demerara e leve ao fogo baixo, mexendo sempre, até dissolver o açúcar. Aumente o fogo para médio-alto e leve à fervura. Ferva por 1 minuto, mexendo sempre. Despeje em uma tigela e leve à geladeira por 45 minutos, ou até que esteja frio ao toque. 
  9. Na tigela da batedeira, bata a manteiga e o açúcar de confeiteiro em velocidade baixa, até totalmente cremoso e uniforme, cerca de 2 minutos. No começo a mistura parecerá uma farofa, mas ela ficará cremosa eventualmente. Junte a baunilha e o caramelo frio e bata em velocidade média até que fique homogêneo e cremoso, cerca de 1 minuto. 
  10. Com uma espátula pequena, espalhe a cobertura nos cupcakes, cerca de 1 1/2 colh. (sopa) por bolinho. Os cupcakes se mantém em temperatura ambiente (21ºC) por 2 dias, desde que em um pote coberto.

39 comentários:

ila fox disse...

Também tenho birra de modinhas. Não assisti Harry Potter nem Senhor dos Anéis, de tanto que o pessoal falou!

Esta Billie's que vc foi em NY fica onde? quero ver se consigo dar um pulo lá quando for, fiquei com água na boca de ver seu post!

Marianna Cataldi disse...

Eu li pensando em Cat Power, e não em Frank Sinatra! Hehehe

augusto. disse...

Não se deixe intimidar pelas modinhas. O que é bom é pra ser feito/usado, independente de moda.

Fiz uma receita muita parecida com essa sua, substituindo o caramelo e açúcar por mel e acrescentando aveia. Tirei desse livro aqui, dos melhores muffins de paris:

http://www.amazon.fr/gp/product/2501057236?ie=UTF8&tag=rkh05-21&linkCode=as2&camp=1642&creative=6746&creativeASIN=2501057236

O cara tb tem uma loja de sucos incríveis em paris tb: http://www.bobsjuicebar.com/

Edilia disse...

Eu achei ótimo a receita, como disse Augusto,o que é bom tem que ser feito.Pelas fotos deviam estar muito bons.
Edilia

Carol Romagnolli disse...

Ana, welcome back! Devo confessar q fui mordida pelo Twilight Saga (apesar de mela-cueca, acho a historia bonitinha), mas entendo o q vc quer dizer com modinha irritante. O seu cupcake parece muito sensacional!
Outra coisa, so hj vi seu post onde vc conta q comprou uma camera nova. Eu adoraria ver mais videos sobre panificacao, ou como fazer a pate brisee por ex. Eu tenho problenas serios com a pate brisee, eu sempre meco os ingredientes exatamente, e sigo direitinho as intrucoes mas nunca da certo (ou fica pesada, ou fica muito engordurada...) Enfim, acharia bacana videos nesse sentido.
Beijinhos, Carol

Tetê!!! disse...

ahhahahahah... eu já me sentia anormal... abomino as modinhas também e desde q os maravilhosos bolinhos viraram cupcakes (é.. e porque temos que usar o termo em inglês??)...confesso que também não os fiz mais... por mais que houvesse pedido de amigos para tal...
Aconteceu comigo também a questão do esmalte verde e copa... porque??? verde só representa a copa agora???
Eu fico perplexa com essas bobeiras momentâneas que quase todos caem...
Eu sempre que posso boicoto esses modismos...mas confesso que depois de ver essa receita e as fotos... fica muito difícil resistir a não reproduzí-lo...ahahha...só porque o sabor deve ser diviiinoooo!!!
Pensarei e guardarei com carinho a receita!!!
Conto depois qual foi a decisão!
Beijinhos!

Marcia H disse...

Meu tio fazia bolinhos, pastéis e banana-real para vender lá nos anos 70 e 80. Os bolinhos mais deliciosos que já comi sairam de sua padaria, ele sempre inventava umas coisas. Pena que na época eu era muito menina para pensar em anotar receitas.
Vi uns meninos vestindo camisa verde neon, agora li que está na moda. Hoje vi umas fotos de mulheres no rio com roupa de ginástica e meia até o joelho, é moda também?
E adoro esmalte preto, sem ser emo e nem roqueira.
Deu vontade de fazer esses bolinhos.

Patricia Scarpin disse...

Ana, nem ligue para as modinhas - continue fazendo cupcakes/bolinhos lindos e deliciosos assim! :)

Amei essa cobertura!

Beijo!

Andreia disse...

Ana, sinceramente não me incomodo com modinhas. Simplesmente uso e faço somente o que eu gosto, se me sinto bem e ficou legal para mim, encaro, senão não uso nem por decreto, pode estar na moda ou não. Porque aquilo é único para mim, não importa que todos estão usando ou fazendo, se gostei, me sinto única. Esse cupcake deve ser muito bom mesmo, espero testá-lo em breve. Bjos.

Dani Etoile disse...

Ana, impossível não compartiçhar de tuuuudo que vc disse nesse post. No meu blog tem uma receita de cupcake muito antiga... Agora, as pessoas fazem a massa de bolo normal, às vezes de caixinha e colocam em formas de bolinhos... Simplesmente o óh!
Beijo,
Dani

Juliana Masselli Castro disse...

Eu adoro a modinha de cupcakes! Só servem pra adoçar as nossas vidas... eheheh
Lindos os seus... :)
Bjos

Fernanda disse...

Ana, adorei o post, como sempre! Obrigada por mais essa receita, vou provar assim que puder... hmmm... quem sabe este fim de semana mesmo? hehehe!! Depois conto como ficou.

Bj!

Lindson disse...

Sou um leitor assíduo de seu blog, esta entre meus favoritos!!! Suas receitas de brownies agora são as “minhas” receitas. Muito bom!!!
Quanto a essas modas concordo contigo! Tudo que se massifica como algo extraordinário e que ninguém poderia viver sem, perde a graça e sua espontaneidade. Sempre se comeu bolinho aqui... ou quando queríamos usar outro termo se usava muffins. Não é? Não é a mesma coisa?!
Um grande abraço e sucesso!

Anônimo disse...

Que delícia de receita! vou fazer.

beijos
Elisa

p.s. Nada tenho contra modinhas que dizem respeito à gastronomia. Acho graça, isso sim, ao me lembrar que estrogonofe já foi fina iguaria, pelo menos aqui no Rio de Janeiro, esse balneário provinciano... rsrsrs

Fernanda disse...

Querer ir contra a moda ainda que você goste do que esteja na moda, só para contrariar é ainda pior... Se você gosta, o que muda os outros gostarem? Não monopolize os cupcakes! "Eu descobri primeiro" não funciona muito bem nesse mundo...

Ivy Machado disse...

HAhahahahh modinha é o péssimo! Tô contigo e não abro!
Mas sabe o que é pior? Fazer o estardalhaço todo e encher a boca pra falar Cupcake, que na verdade é um bolinho igual ao que sempre comemos da Panco (tá bom...EU sempre comi)!!
Mas nada de se irritar com isso!O bom mesmo é continuar com seu pensamento e fazer o que gosta independente dos outros!
Ah e esse bolinho com certeza eu farei porque parece ser tranquilo de fazer (espero^.^)
Bjs!
Ivy

Mariana E. disse...

Olá Ana,
gostaria de saber se posso substituir açucar demerara por açucar comum.

Tenho tentado há um tempo já fazer um frosting para cupcakes e nunca da certo, sempre ficam inconsistentes...seria bacana um video ensinando o tal do buttercream..

Obrigada

Renato S. Alves disse...

Ana, eh muito estranho nas receitas americanas, quase todas tem bicarbonato de sodio. Eu peguei uma receita no foodnetwork de bolo de chocolate. Coloquei o bicarbonato como mandava a receita. O bolo ficou salgado e estranhamente preto. Na segunda vez decidi nao colocar o bicarbonato. O bolo ficou delicioso e marrom chocolate, nao preto como o primeiro. Eu li aqui no site o que o bicarbonato faz na receita. Mas minhas experiencias com ele nao tem sido muito boas...:-(
Ana, qual eh a diferenca entre cupcake e muffin?
Ta bom, ja sei, se vc nao responder eh porque a resposta esta escondida em algum lugar aqui (hehehe)
Obrigado!
Renato

Anônimo disse...

Ana,
obrigada pela receita e os comentários. Pareciam tão positivos que fiz os bolinhos hoje mesmo e estou presenteando duas famílias de vizinhos com crianças pequenas. As meninas de casa, que normalmente não comem bolo normal, amaram! Com certeza vai para o caderno de receitas a repetir :O)
beijo,
glau

Gabriel Leicand disse...

Adorei!
Menos os bolinhos, que esses eu não sou tão fã, fiquei fazendo milhares de cupcakes semana retrasada), mas compartilho totalmente do sentimento de ter "algo exposto a pessoas que não entendem totalmente o que antes era meio que nosso", quando vira febre.

Dani Bros disse...

Lindos e divinos!
bj

Fe. disse...

Ana, adorei o post! de verdade! Sua escrita sobre as modinhas..nossa ri mto! adoro true blood e bolos de bananas são meus preferidos!!! Adorei a receita-obrigada por compartilhar!!hehehe
Bjao Fe;)

Rosana Prado disse...

Esse negócio de modinha é chato mesmo. Sempre usei tênis 'All Stars' e agora, até meus alunos perguntam se sou emo pq uso esse tipo de tênis...
Anyway... Amei a sua receita de cupcake de banana. Copiadíssima e no topo da minha lista de cups pra fazer qdo entrar de férias.

Lau Verrengia disse...

Hum, os bolinhos ficaram com uma aparência ótima.
Adoro a combinação de banana e caramelo.
Que bom que resolveu dividir a receita, já está guardada aqui.
Quanto à moda que se refere, tem coisa que irrita mesmo, mas tem coisa que prefiro ignorar.
Um beijo

Lau Verrengia disse...

Hum, os bolinhos ficaram com uma aparência ótima.
Adoro a combinação de banana e caramelo.
Que bom que resolveu dividir a receita, já está guardada aqui.
Quanto à moda que se refere, tem coisa que irrita mesmo, mas tem coisa que prefiro ignorar.
Um beijo

luka disse...

O Mark Bitmann do NYT deu uma receita de muffins integrais muito fáceis e muito boa. O legal é que parte da massa é um legume ou fruta que você goste. O dele foi com banana amassada, mas pode ser com batata doce, abobora e por ai vai. Dá uma procurada porque é uma perdição.

Eliana - Brasilia disse...

Coloca uma foto da capa do Livro pra gente ver. Beijos!

luhh disse...

Ana, nunca comentei aqui, mas agora acho necessário: não bastam as receitas ótimas, as fotos adoráveis e as boas histórias - tu ganhou completamente minha simpatia quando te declarou fã de True Blood. Sabe que é engraçado, comecei a cozinhar justamente por querer fazer meus próprios cupcakes - isso aconteceu há quase três anos. No entanto, apesar da modinha, continuo amando comidinhas em versão mini, e certamente não vou parar de assar cupcakes adoráveis.

Paulo Machado disse...

Olá Ana, adorei seus bolinhos, ou melhor "queques", é que esse é o nome melhor utilizado em portugues, para os tais cupcakes, segundo alguns historiadores e a Chef Lúcia Soares, dá só uma olhada no texto dela: http://confeitariaprofissionalbr.blogspot.com/2010/06/queques-historia-de-amor-que-originou.html

até mais!

Dani Moll disse...

Foram meu desafio do fim de semana e ficaram simplesmente espetaculares! Só faria menos cobertura da próxima vez, já que sobrou bastante!

Ana E.G. Granziera disse...

Mariana E.,
O açúcar demerara não dissolve tão facilmente quanto o cristal e menos ainda em relação ao de confeiteiro. Eu desisti de usar açúcar cristal em buttercream, pois ele parece ficar grabuloso mesmo. O tempo que se bate a manteiga não parece suficiente para dissolver a grande quantidade de açúcar que a receita pede. Fora que, em termos de VOLUME, pelo formato dos cristais de açúcar, 1 xic. de açúcar cristal conterá MENOS açúcar do que o mesmo volume de açúcar de confeiteiro, que ocupa melhor o espaço na xícara por ser fino. Logo, será mais difícil obter a consistência correta com o mesmo volume de açúcar cristal ou demerara.

Renato,
pode ser que você estivesse usando o tipo errado de cacau na receita. Normalmente o bicarbonato, que é alcalino, é usado em receitas com cacau natural, que é ácido, ou em receitas em que haja algum elemento ácido, como iogurte, buttermilk, sour cream, vinagre, limão, etc... O cacau mais escuro, aquele marrom, geralmente de marcas mais caras, é alcalinizado, não tem acidez e costuma deixar os bolos mais escuros e menos avermelhados. Provavelmente faltou acidez no bolo (acho, uma vez que não sei a receita e que produtos você usou). Na hora em que você tirou o excesso desse "sal", a receita ficou equilibrada de novo. ACHO eu. Você usa colheres-medida? Pode ser também que esteja exagerando na quantidade, e por isso esteja dando errado...

bjs

Renato S. Alves disse...

Ana
Vc matou a charada. Eu uso colheres medida mas, a receita pedia Buttermilk e eu tava com preguica de ir ao supermercado por isso coloquei so leite normal. Aprendi entao, se nao tiver buttermilk, tire o bicarbonato hehehe
Mas ficou uma delicia com leite e sem bicarbonato. O Icing das receitas daqui vao muita manteiga. Usei um de um livro bem chulozinho do Brasil. Derrete o chocolate depois mistura creme de leite. Ficou delicioso! Obrigado pela resposta!
Sucesso!!

Gabrielle disse...

Sério, este post foi muito engraçado!
Mas relax com as modinhas, elas passam...E o que é especial, continuará sendo para vc.

Camila disse...

Não vejo problema algum em se popularizar delícias gastronômicas. todos tem o direito de conhecer cupcakes, ratatouille, petit gateau, etc... E essa popularização e modificações das receitas que permitem que a culinária evolua e não fique estática. Apesar de não compartilhar com a sua visão da modinha, gostei muito da receita.

Carla disse...

Não fica brava, mas você me lembra a Mafalda dos quadrinhos! Adoro seus comentários. Cupcakes ou não, adoro esses bolinhos, e esse aí não me escapa. Brigadão por dividir. bju

vanessafontes disse...

Eu simplesmente chorei de rir com o seu post. Tenho birra de modinhas, mas me rendo a algumas delas de coração aberto. Pensa por um lado: às vezes, elas nos possibilitam ter um acesso mais fácil a coisas que gostamos muito.
Me diverti muito com esse post!

Anônimo disse...

Faço mini cucas nas forminhas desde 2000 quando resolví inovar na cocção da cozinha regional e adaptar para a festinha de aniversário da minha sobrinha, além de brigadeiros coloridos. Adorei esta receita...mas fazendo coro às demais tbm não gosto destas modas na culinária, roupa-calçado e cabelo de ocasião... parece efeito manada - todos ao piquete!!! Hehehe

Ana Cláudia (Ninha) disse...

Olha, só!!! Eu já te adorava de forma compulsiva toda manhã e tarde do meu pobre computadorzinho, onde, insisto de forma absurda que sou ilustradora (impropério, não?...rs). Mas, quando li True Blood, além de avistar em uma de suas ilustrações, uma pequena alusão à tal série. Ah... A Ana é minha ídola, minha guru, minha inspiração... Ah,(suspiros) C'est la absolute perfection!

Nina disse...

Querida Ana, fiz esses bolinhos com algumas adaptações (sem os chips de caramelo, sem essência de baunilha pq não tinha e com coberturas de ganache e doce de leite). Fiquei encantada com a massa, macia, cheirosa, perfeita. Já tô querendo fazer uma segunda leva, hehe! Beijos, adoro seu blog!

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails