A COZINHEIRA, FOTOGRAFIA E ONDE COMPRAR

Aniversário: 3 de outubro (libra, ascendente em gêmeos, mas não leio horóscopo desde a adolescência)

Estado civil: muito bem casada, graças a Deus, e agora com um pimpolho lindo e bom garfo e uma pimpolha foférrima ainda mamando.

Prato favorito: pappa al pomodoro

Doce favorito: panna cotta

Algo que você não sabia:
Eu choro com tudo, desde episódio final de Cavaleiros do Zodíaco até quando vejo alguém recolhendo cocô de cachorro da calçada. 

Para curar ressaca
2 ovos mexidos com torrada e muito café preto no café da manhã e sanduíche de atum na ciabatta (assim, uma lata inteira de atum dentro de uma ciabatta imensa) com coca-cola no almoço (único motivo pelo qual eu tomaria coca-cola seria ressaca mesmo) – hoje em dia, na verdade, nem doença me faz tomar coca-cola. E litros de água. Não sobra ressaca nenhuma.

AÇÕES DE MARKETING E PROPAGANDA NO BLOG:
Não faço propaganda, post pago ou participo de ações de marketing vinculadas a empresas cujos produtos não consumo. Se não é bom para mim, não é bom para quem lê o blog. Todos os produtos e livros citados no blog fazem parte de meu quotidiano e não estou recebendo um centavo por isso. Também não me interessa vender espaço publicitário para seu portal em troca de visibilidade. O blog não foi feito para alimentar meu ego, e se eu tivesse apenas um bom leitor já estaria bom para mim. E ISSO É SÉRIO.

 MINHAS TRALHAS DE FOTOGRAFIA:
Aprendi na faculdade e na marra; nunca fiz nenhum curso, então não tenho escolas para recomendar. Até a viagem para a Califórnia, em 2008, eu usava uma Nikon Coolpix 5400. A partir deste post, passei a usar uma Canon EOS Rebel Xsi, e todas as fotografias de comida do blog usam uma lente Macro 60mm, essencial para o desfoque do fundo e o foco de um objeto tão de perto. Não uso tripés nem iluminação artificial. As fotos noturnas são tiradas com iso 800 ou 1600 e uma mão firme. Fotografo em RAW, e não JPG, e dou um tapa nas fotos no Photoshop, caso a foto tenha saído um pouco escura ou sem contraste.



MINHAS TRALHAS DE COZINHA:
Batedeira KitchenAid
Sorveteira Hamilton Beach
Fogão de 2 fornos da Eletrolux
Panelas WMF
Faca Zwillig Henckels (comprada no exterior)
Processador Philips-Walita 
Forma de muffins e mini-muffins Wilton (as formas deles são ótimas, e formas da Dr. Oetker também, para bolos e kugelhopf)
Banetton e silpat Sur La Table
Pilão de pedra-sabão mineiro achado numa loja qualquer. 
Louça e afins: a louça branca era uma marca própria que não existe mais na loja, e o resto é catado da casa da mãe, ganhado aqui e ali, comprado em viagens.
Não tenho e não quero uma máquina de pão.

LOCAIS ONDE COMPRO TRALHAS NO BRASIL: 
Utensílios:
M. Dragonetti
Pinheirense
Doural
Barra Doce

Utilplast
Artmix
Especiarias, pimentas, alfazema, etc:
Bombay
Todo o resto (farinhas, importados, orgânicos, etc):
Empório Santa Luzia

Legumes, verduras (cesta orgânica):
Alimento Sustentável
Peixes:
Feira livre

Onde comprei minha "pedra de forno"
Minha irmã (arquiteta) foi numa obra, pegou uma pia de granito que ia para o lixo e mandou cortá-la do tamanho do meu forno. Você pode ir a uma loja de construção e fazer o mesmo com uma peça de granito de 2cm de espessura.

Onde encontro farinhas e ingredientes diferentes
 Santa Luzia, por mera conveniência. Chocolates de qualidade e farinhas importadas podem ser compradas em empórios do mesmo gênero, e outros ingredientes, como a farinha de sarraceno, podem ser encontrados em lojas de produtos naturais.

RECOMENDAÇÕES DE LIVROS E CURSOS:
Não fiz nenhum curso de culinária, aprendi tudo lendo, pesquisando e praticando, então não posso recomendar curso nenhum. Recomendo livros de técnicas, e meus favoritos estão marcados na página MEUS LIVROS, aí em cima. 
 

Livros de pães que recomendo: 
Em inglês, Professional Baking e os dois do Richard Bertinet. Em português, Pão, do Senac (equivalente nacional do Professional Baking).

Livros de sorvete que recomendo: 
The Perfect Scoop, do David Lebovitz, e The Ultimate Frozen Dessert Book.



PERGUNTAS FREQUENTES:

Sobre escrever um livro (muita gente tem sugerido): não tenho planos, mas se alguma editora quiser conversar, estou aberta à idéia.

Sobre abrir um restaurante (muita gente também tem sugerido): vocês estão loucos? Sabem o trabalho que isso dá? Eu gosto muito do meu tempo livre para trabalhar em restaurante... ;)

Sobre morar na Itália (fato que causa confusão em alguns)
Não, nunca morei na Itália. Passei apenas um mês lá, tendo visitado umas 20 cidades, de norte a sul. Mas dá para ver o estrago que isso fez na minha cabeça.

Sobre vegetarianismo
Falar que sou vegetariana é mais fácil e requer menos explicações, mas é óbvio que isso não é verdade, uma vez que como peixe. Detesto soja, a não ser que seja em forma de shoyu e tofu. Detesto ficar "substituindo" a carne no prato, a não ser que estejamos falando de hambúrgueres ou outros pratos tradicionalmente feitos com carne. E finalmente, não tenho NADA contra comer carne ou quem a come. Não acho que a solução do mundo seja todo mundo ser vegetariano. Mas as pessoas comem sim mais carne do que precisam, e estão sim muito distantes do processo que envolve sua produção e venda. Seu bife também merece uma vida digna. :) (E ultimamente ando tendo mais vontade de comer principalmente carne de porco. Carne bovina, no entanto, descobri que realmente comia por hábito quando mais nova – hoje detesto a textura e o sabor.)

Sobre orgânicos
Hoje em dia todas as frutas e verduras que consumo são orgânicas, compradas numa banquinha da feira local. Se não tem orgânico, não compro. Outros itens que compro orgânicos são: ovos, farinhas, açúcar, tofu, mozzarella de búfala, flocos de milho, feijões, alguns cereais. Praticamente apenas leite, creme de leite, manteiga e alguns temperos e ingredientes asiáticos é que não são orgânicos aqui em casa. Ao contrário do que você imagina, esse hábito DIMINUIU meu gasto em supermercado.
 

VERDADES QUE PRECISAM SER DITAS:
  1. tenho ciúmes de algumas receitas que demorei muito para aprimorar. Pronto, eu disse. Mas são só duas ou três. Então se você calhou de pedir uma delas, e eu estou enrolando para passar a você, agora você sabe o motivo. :P hehehe...
  2. fico brava quando recebo perguntas por email cujas respostas estão a um Google de distância ou mesmo dentro do próprio blog (às vezes dentro do próprio post onde a pessoa comentou, o que mostra que ela não leu o texto). O mecanismo de busca do blog não é enfeite. Ele funciona. Use.
  3. fico mais brava ainda quando recebo emails de gente que acha que sou SAC de empresa. Galera, eu trabalho e cuido da minha casa e da minha vida. Se você for mal educado, eu não vou responder. E se for educado, eu respondo, mesmo que demore. Fico chateada quando eu demoro dois dias para responder um email e a pessoa já me escreve de novo cobrando. :(
  4. não traduzo receitas. Não adianta pedir. Se eu só coloquei o link é porque eu já estou com preguiça de traduzir. Como eu disse, o blog é meu hobby (um dos), e não minha profissão. Se eu ficar traduzindo e enviando receita por email para todo mundo, quem é que vai pagar meu aluguel?

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails