segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Huevos rancheros, ou gororoba de café que virou jantar

Quando estive na Califórnia, minha parte preferida do dia era o café-da-manhã, como sempre é quando estou viajando, não importa onde. A oportunidade de mergulhar em hábitos que não são os meus e experimentar novas guloseimas matutinas sempre me empolga. No entanto, é preciso impor um limite em algum ponto. E, quando minha tia propôs que eu experimentasse huevos rancheros, encontrei o meu limite: feijão no café-da-manhã não rola.

A verdade é que quando já era tarde demais, com meus pezinhos de volta ao Brasil, arrependi-me de não tê-los provado. A perspectiva de ovos fritos sobre tortillas quentes e quebradiças, acompanhados de feijões, salsa de tomate e sour cream logo tornou-se uma das minhas inúmeras, pequenas e irritantes obcessões.

A idéia insistente então terminou de eclodir em meu cérebro e dominar meus pensamentos quando vi os huevos de Deb. Era o empurrãozinho de que eu precisava para apanhar os ingredientes na geladeira e colocar as mãos na massa. Metida como sou, no entanto, resolvi que, ainda que minha salsa não fosse autêntica, meus feijões não fossem refritos e eu estivesse sem queijo Cheddar ou sour cream, ao menos as tortillas de milho eu faria do zero.

As tortillas são tão fáceis que podem acabar virando a desculpa de que eu precisava para nunca mais gastar dinheiro em restaurantes mexicanos. A única diferença desta salsa para a que costumo fazer foi o fato de ter colocado meio pimentão verde picado no meio dela. Para os huevos rancheros, basta fritar os ovos em pouco azeite, temperá-los, cobri-los com um pouquinho de queijo, colocá-los sobre as tortillas quentes e servi-los com os feijões e a salsa de tomate.

TORTILLAS DE MILHO
(Adaptado do livro O Livro Essencial da Cozinha Vegetariana)
Tempo de preparo: 20 minutos

Rendimento: 4 tortillas grandes (20cm)


Ingredientes:
  • 45g de farinha de milho fina
  • 85g de farinha de trigo
  • 1/3 xíc. de água
  • 1 pitada de sal
Preparo:
  1. Misture as duas farinhas em uma tigela. Faça um buraco no meio e despeje a água devagar, mexendo com um garfo, trazendo mais farinha para dentro da água. Forme uma massa e sove por alguns minutos.
  2. Divida em quatro pedaços, forme bolas, achate-as e abra com o rolo de massa cada uma delas até que formem discos finos, de 20cm de diâmetro. Vá empilhando os discos, separando-os com filme plástico.
  3. Aqueça uma frigideira grande de fundo grosso. Quando estiver bem quente, abaixe o fogo para médio e coloque a primeira tortilla. Quando ela tiver muitas bolhas de um lado, vire-a e cozinhe-a do outro lado. Deixe-a num prato e prossiga com as outras.

9 comentários:

Clarissa Fondevila disse...

Ana,
Eu simplesmente A-M-O huevos rancheros! Os melhores que já comi foram num trailler de um cubano figura que vive em Visconde de Mauá: El Cubano. No próximo final de semana estarei em Visconde e adivinha só onde eu vou correndo almoçar (depois de andar como louca pelas cachoeiras de lá)?
Bjs

carladuc disse...

Nossa, isso parece MUITO bom! Já entrou na minha todo list da cozinha!

E eu não fazia idéia de que tortilhas eram tão simples de se fazer! Obrigada pela dica e receita. :)

Abraço,

Carlota disse...

Huevos rancheros me lembram Chaves ahahahahhah
Fui há algum tempo pra Costa rica e lá eles comem algo parecido de manha...chama Gallo Pinto...é uma mistureba de arroz + feijão e uma especie de ovo mexido!

Tb não encarei, preferi a minha conhecida granola ahahahaha mas confesso que as vezes me dá vontade ainda!

bjooo

Mari Rezende disse...

Ana, adorei a receita de tortillas! Simples, fácil, gostosa... Vou comer tortillas com tudo agora! Hehehehe!
E eu concordo com você: feijão no café da manhã não dá...
Beijinhos!

Ivette Raymunda disse...

No Perú, a gente pode quase de tudo no café da manhã. Dentre as iguarias, destaca-se uma mistura de arroz com feijão - que geralmente sobraram do dia anterior - chamada de "Tacu tacu", e quase sempre vem gentilmente acompanhada de um belo ovo frito por cima e claro, pão! É um clásico ...

Ana Elisa disse...

Clarissa,
hmmm... invejinha de você, pelas cachoeiras e pela comida!

Carla,
Essas são daquelas quebradiças. Não sei se simplesmente deixando-as em cima da mesa elas ficam molinhas. Não deu tempo... hehehe...Mas ficaram boas!

Carlota,
olha só... tenho uma receita de Gallo Pinto que nunca fiz... Tava na hora de tentar, não?

Mari,
tente sim. Achei-as bem fáceis. Boas para quebrar e comer com algum patezinho...

Ivette,
pois é, até quis comer, mas meu estômago não tava com cara de que aceitaria bem aquele feijãozão todo logo cedo... hehehe...

Beijos!

Alê Campos disse...

Olá,

Acho o seu blog fantástico e leio todos os dias. Ontem fiquei enlouquecida para fazer as tortilhas, mas foi um fracasso!!!!!!!!!!!Estou arrasada. Para começar não achei a farinha de milho fina, então comprei aquela em flocos e esfarelei bem com um martelinho de bater bife. Depois a minha balança só tem unidades múltiplas de 50 g então fiz uma aproximação das quantidades de farinha e tive que colocar mais água. O pior mesmo foi a frigideira, pois não tenho nenhuma de fundo grosso e fiz na que tinha em casa mesmo. As tortilhas ficaram um pouco cruas. Não sei se deixei pouco tempo ou se a culpa foi da frigideira. Também achei um pouco sem sal. Meus filhotes (santos anjos que gostam de tudo que a mãe faz)acharam gostoso, mas eu fiquei arrasada. Tenho que tentar de novo. Sei que pareço uma herege usando tudo diferente da receita original mas eu adoro tortilhas e queria muito, muito tentar fazer estas. Quem sabe com uma frigideira melhor tenho mais sucesso? Vou ver se compro no fim de semana.
um abraço

Alessandra

Ana Elisa disse...

Alê,
é, não tem como: a farinha grossa tem outra textura, não dá certo mesmo. PRECISA ser a fininha, que tem textura de farinha de trigo. Senão não rola. E é preciso abrir beeeeeem fininha, quase transparente, quase rasgando, para que ela asse direito. O que acontece é que, enquanto ela vai dourando de um lado, as paredes da tortilla descolam (que nem aquele pão indiano) e inflam, como na foto. O ar quente as cozinha por dentro. Elas são bem finas e quebradiças.

Beijos.

Haikai distorcido disse...

Essa farinha de milho, seria a flocada e processada para ficar fina ou o fubá ?

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails