segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Um pouco de Jane Austen, um pouco de sorvete de chocolate

Em todos os aniversários durante minha infância meus pais me deram dois presentes: um brinquedo e um livro. Desde muito antes de eu conseguir ler meia palavra. Confesso que o hábito de ler como se minha vida dependesse disso só se instaurou de verdade durante minha adolescência, quando costumava matar aulas de química para sentar no pátio do colégio sob uma árvore e continuar a leitura que interrompera no café-da-manhã. Eu sei, eu sei... essa última frase provavelmente não me faz parecer a garota mais descolada da escola, e vocês podem bem imaginar que nunca fui lá muito popular.

De qualquer forma, adorava ler. Comprava livros compulsivamente, e fazia pequenas listas mentais daqueles que estava lendo e dos que estavam na fila. A faculdade de filosofia parecia-me apenas a desculpa perfeita para continuar lendo e exercendo minha habilidade inata de ser... bem... nerd.

O tempo passou. Troquei a filosofia por publicidade, emagreci um bocado, fiz novos amigos, descobri os prazeres da cerveja. Se por um lado a nova faculdade atenuou minha tendência a eremita, por outro ela ocupou meu tempo e minha mente cada vez mais, entre aulas, estágios e festas, até que viesse o o sinal definitivo do fim da boa vida: o trabalho em tempo integral.

Lembro do choque que foi dar-me conta de que minha vida seria aquela rotina para sempre: acorda, trabalha, almoça, trabalha, janta (às vezes trabalha) e dorme. Veio a formatura, vieram novos empregos, novas decepções, veio a decisão de ser freelancer, juntar os trapos com o namorado, pagar contas, fazer supermercado, o que fazer de jantar hoje, tem que passear o cachorro e é isso... Não consigo me lembrar da última vez em que sentei sob uma árvore para ler um livro.

O computador, principalmente, estando ali, ligado, vira um veículo de leitura mais facil, e me pego lendo mais blogs do que romances. A compra compulsiva de livros, no entanto, só foi alterada para uma estante diferente da livraria: a de culinária. [Não preciso dizer que, com a aproximação do meu aniversário, já comprei pelo menos 5 que serão entregues mais ou menos perto da data.]

Por isso estou tão contente pelos poucos livros que consegui terminar este ano. E também por tudo isso que descrevi sinto-me tão calma ao ler Jane Austen ou, para todos os efeitos, qualquer escritor contemporâneo seu. Adoro o hábito de escrever cartas descrito nos livros. Adoro o modo como a estória se desenrola devagar, uma vez que os personagens podem demorar um ano para se encontrarem novamente. Fico fascinada com as visitas, principalmente: tão trabalhoso era para alguém se arrumar, montar uma charrete e ir até o vilarejo vizinho visitar um amigo, que era loucura voltar para casa no mesmo dia. Uma visita para um chá poderia se estender por uma semana. E com meios de entretenimento limitados, era comum passar o tempo com um dos presentes simplesmente lendo em voz alta, ou tocando ao piano. Ainda que possa parecer uma rotina fastidiosa, sinto-me inclinada a apreciar esse tipo de morosidade, uma vez que me parece que se dava mais importância para cada ação do dia-a-dia ao executá-la devagar e com atenção. Muito ao contrário da correria que vivemos hoje.

Ainda que tenha muito apreço por algumas facilidades de nossa época (como máquina de lavar roupas), não consigo deixar de me imaginar nesse tempo mais calmo, a despeito de todas as suas dificuldades. Enquanto leio esses livros, meu corpo inteiro relaxa, muda de ritmo, vive devagar. Nesses momentos, normalmente recorro a uma xícara de chá para complementar a imersão naquele outro tempo. Mas, acometida pela inquietude da dieta e pelo calor intenso que invadiu minha casa neste fim de semana, coloquei um pezinho de volta nos tempos modernos e apanhei uma bola (uma só!) de sorvete de chocolate.

Sorvete de chocolate?, você me pergunta. Que diabos de dieta é essa em que você fica se empanturrando de sorvete de chocolate? É light? É?

Não, não é light e jamais será. Noutro dia fuçava na Amazon, quando dei de cara com o livro Bittersweet, de Alice Medrich, inteiro devotado ao chocolate. Dei uma olhada no interior do livro e fiz o que costumo fazer antes de gastar meu dinheiro: anotei uma das receitas para testar e ver se o livro presta.

A julgar por essa receita, o livro deve ser excelente. O que me chamou a atenção foi o título "Sorvete de chocolate siciliano". Hmmm... Já ouvira falar de sicilianos engrossando o sorvete com amido de milho por causa das altas temperaturas do verão, mas nunca vira um sorvete assim, tão simples: leite, cacau em pó, açúcar e amido. Ignorando meus primeiros instintos que tendem ao purismo, pensei: "tudo bem, se ela fizer isso funcionar, essa mulher é um gênio".

O seguinte raciocínio, então, soou-me apropriado: posso comer 1/2 barra de chocolate a 70% de cacau por semana. Cacau em pó tem ainda menos manteiga de cacau (gordura) do que a barra a 70%. Leite pode, no horário certo. O açúcar vai de lambuja. Não tem ovo. Não tem creme de leite. O sorvete promete ser tão intenso, que uma bolinha só basta.

Aaaah, vai? Como que isso não poderia entrar na dieta? [E é assim que eu engano minha consciência e ela cai feito um patinho... patinho gordo, não à toa.]

No fim das contas, não apenas funciona, como é um dos sorvetes de chocolate mais saborosos que já provei. E o mais fácil de se fazer. O livro já está no WishList. Claro, a não ser que você tenha em mãos cacau de excelente qualidade (escuro, perfumado e saboroso), não perca seu tempo. Deixo a receita ipsis literis, ao contrário do que costumo fazer, porque achei um pecado não dividi-la com vocês...

SORVETE DE CHOCOLATE SICILIANO (do livro Bittersweet, de Alice Medrich)
Tempo de preparo: 10 minutos + 1 noite na geladeira
Rendimento: 1 litro
Ingredientes:
  • 3 xíc. de leite integral
  • 2/3 xíc. de açúcar cristal orgânico
  • 3/4 xíc. de cacau em pó de qualidade
  • 1 1/2 colh. (sopa) de amido de milho (maizena)
Preparo:
  1. Coloque 2 xíc. do leite em uma panela de fundo grosso e leve à fervura. Enquanto isso, misture em uma tigela o resto dos ingredientes com a 1 xíc. de leite restante.
  2. Junte a mistura ao leite fervendo, abaixe o fogo e cozinhe, mexendo com uma colher de pau até que o creme engrosse e borbulhe nas bordas. Continue cozinhando por mais 2 minutos.
  3. Coloque a mistura em uma tigela, deixe que esfrie por 5 minutos e então cubra com filme plástico, aderindo o filme à superfície do creme, para impedir que forme uma película. Leve à geladeira por pelo menos 4 horas. Coloque a mistura fria na sorveteira e siga as instruções do fabricante.

18 comentários:

carladuc disse...

Ana,

Após as 04 horas de geladeira, como faço sem a sorveteira? Misturo ele com um fouet e levo ao freezer repitindo o processo de hora em hora umas 4 vezes aproximadamente?

Obrigada! :)

Ele parece delicioso e é realmente muito fácil de fazer.

Stéfano disse...

Hey moça!
Marca de cacau, em pó, qual? Callebeaut?
Olha que a farinha "para pães" eu não achei por aqui no Rio.. Ainda não tive tempo de procurar direito e/ou tentar fazer pão... To muuuito sem tempo.. Mas vou procurar isso com afinco, vou falar com meus contatos hehehe Não sei como vc, publicitaria, consegue.. Meus amigos publicitários vivem loucos com prazos.
Seu blog é sempre sensacional! Continue assim!
Beijos,
Stéfano

Clarissa Fondevila disse...

Oi Ana,
Já assistiu "O Clube de Leitura de Jane Austen"? Acho que iria gostar...
Delícia de sorvete, hein? Chocolate é meu preferido, claro...
Bjs

Joana disse...

Fiquei a salivar por esse sorvete... Qual a equivalência das quantidades em gramas? Ou qual o tamanho da xícara? Obrigada, fiquei mesmo com vontade de fazer essa delícia!

Joana disse...

Não tinha visto que já estava aqui no blog a equivalência da xícara! Já anotei.

Ana Elisa disse...

Carla,
É, o jeito é ir batendo de hora em hora mesmo. Talvez seja mais difícil atingir a consistência correta à mão, pois como quase não há gordura no sorvete, ou emulsificantes como ovos, o sorvete tende a endurecer mais. Repita a batida com fouet umas 4 vezes e basta. Deixe o sorvete fora do freezer por uns 5 minutos antes de se servir, para que ele amoleça um pouco.

Stéfano,
Callebaut, até o dia em que encontrar algo ainda melhor! Se não achar farinha para pão importada (eu uso uma italiana) ou da Fleischmann (que sempre tem no Pão de Açúcar), use a orgãnica comum da Cotrimaio, que sempre me deu bons resultados apesar de não ser necessariamente para pães.

Clarissa,
Não, nunca vi. Vou procurar. Obrigada pela dica.

Joana,
é, eu ia justo falar que tinha colocado na lateral do blog, porque muita gente perguntava.

Beijos!

Anônimo disse...

Oi Ana, esse sorvete deve ser maravilhoso mesmo. O jeito é testar! Novas delicias para o final de semana... Mas me tira uma dúvida, você compra no Santa Luzia o cacau ou o chocolate em pó?
Besos,
Márcia

Ana Elisa disse...

Márcia,
é CACAU em pó. Chocolate em pó é uma mistura de cacau em pó, manteiga de cacau e açúcar, entre outras coisas, dependendo da marca. Ao contrário do que muita gente pensa, os dois NÃO SÃO intercambiáveis.
Ok?
Beijos!

clau disse...

Oi Ana: obrigadissima por compartilhar esta receitinha tanto basica qto essencial, para alguém assim viviado em sorvetes de chocolate...!
Meu cacao amaro premium, da Van Houten tb lhe agradece!
Bjs!

Fabrícia disse...

Também adoro ler .... leio 1 livro por mês pelo menos.... Assim como você sou uma compradora incontrolável de livros de culinária...conclusão: não tenho mais lugar para colocar ....tem livro por todos os lados aqui em casa...mas quer coisa melhor que isso? Eu não ....
Agora falando em sorvete.... aiaiai...eu quero.
Bjs.

Andreia T. Farias Britez disse...

Oi Ana!! Perguntinha básica: onde vc compra os produtos da Callebaut? TÔ tentando achar mas não tá fácil!! Beijão!!

Anônimo disse...

Ana quero comprar uma sorveteira de qualquer jeito mas estou em duvida se Cuisinart ou H. Beach por causa do comentario que voce fez no seu blog da Cuisinart,voce ja coversou com alguem que disse o balde rachou?pois a sorveteira da Cuisinart é elogiadissima e eu não quero pagar uma fortuna por uma coisa que não vai durar pelo menos 5 anos.

Neiva disse...

Ana quero comprar uma sorveteira de qualquer jeito mas estou em duvida se Cuisinart ou H. Beach por causa do comentario que voce fez no seu blog da Cuisinart,voce ja coversou com alguem que disse o balde rachou?pois a sorveteira da Cuisinart é elogiadissima e eu não quero pagar uma fortuna por uma coisa que não vai durar pelo menos 5 anos.

Ana Elisa disse...

Andreia,
compro no Sta. Luzia, mas conheço gente que comprou mais barato na Barra Doce.

Neiva,
Eu ganhei minha sorveteira, então não tive escolha. Mas se fosse comprar baseado nos comentários espalhados pela net, compraria a HB por ser mais barata e ocupar menos espaço. Mas tem muita gente blogs a fora que tem a Cuisinart e nunca reclamou...

Bjos

Gabriela disse...

uma pergunta: aqui na humilde bh não encontro o chocolate em pó callebeaut. alguma outra sugestão??? qual sua opinião sobre o chocolate da garoto? obrigada!!

Naila EMS disse...

Olá Ana!

Tenho apreciado muito o seu blog, mas fiquei super animada ao perceber que existem pessoas que também apreciam uma boa leitura, ainda mais se for Jane Austen! Fantástico. Adoro ela. Mulheres românticas a adoram. Eu não saía das aulas, mas ficava com o livro embaixo da carteira enquanto o professor passava aquelas aulas chatas...
Receitas e dicas ótimas. Como saí a pouco de um internato e como recém-casada, suas dicas culinárias me ajudam muito. Você é ótima ao valorizar cada ingrediente.

Abraço,

Naila

wicca disse...

oi, ana
tudo bem?
há um tempo comecei a colecionar receitas pra me "auto-justificar" o investimento numa sorveteira. eis que acabo de adquirí-la! experimentei essa sua receita como primeiro teste do novo equipamento. fiz meia receita, pois a capacidade da sua (hamilton beach, né?) é maior que a da minha (cuisinart). ao fim de 12min boa parte da "massa" já estava firme e presa nas pás. retirei e coloquei noutro recipiente, mas sobrou uma camada congelada e grudada no bowl... voce sabe se existe algum truque ou é normal isso?

Nívea emagrecendo disse...

Olá! Tudo bem... Amo Jane Austen.... Faço Letras na Universidade Federal do Piauí... boa noite.... acesse meu blog e deixe um post... abraço

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails