segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Frenesi e conservinha de abobrinha


O quintal era feiosinho, até minha sogra aparecer com um lindo manacá que não pára de florir. Então, num frenesi de plantação, plantei gardênias. E romã, e meu pé de maracujá moribundo que me segue desde o primeiro apartamento. E um pessegueiro cujo galho solitário comprei por uma ninharia e achei que fosse morrer em uma semana, mas que está repleto de novos brotos. E como forração do vaso amplo, plantei alfaces e rúcula, para colher logo. E também num outro vaso grande, onde plantei duas batatas que estavam brotando na cozinha. E usei as jardineiras velhas e abandonadas que vieram com a casa para plantar minhas ervas: alecrim, cebolinha, sálvia, manjericão, tomilho, coentro, manjerona e duas mudinhas de espinafre, que a moça me garantiu que cresceriam a ponto de não precisar mais comprar espinafre na feira. As duas mudinhas de morango também me paqueraram direito, e ganharam uma jardineira com sol matutino e temperaturas amenas no terraço. E plantei berinjelas. E pitanga, que minha mãe plantou de uma sementinha que lhe dei, vinda de uma pitanga roubada de calçada de São Paulo. E uma enorme muda de limão siciliano, e uma pequenina de mirtilos. No fim do ano, o limão ganhará como forração em seu imenso vaso sementes de radicchio de Treviso, que minha cunhada me deu. As sementinhas de manjericão genovês já brotaram, e esperam o momento certo de serem transplantadas, para o mesmo vaso onde plantarei meus tomates (um repele a praga do outro). Ainda não sei onde colocarei os feijões rajados que germinaram num vidro na cozinha e as favas que estão chegando pelo correio, junto com os tais tomates (variedades selvagens, diferentes), os rabanetes-melancia, o tomatillo mexicano, o manjericão tailandês e as acelgas coloridas. Fiz um enorme vaso de melissas, confundindo com um de hortelã, e depois fiz um de hortelã, agora sim ele mesmo. Plantei begônias num canto sombreado. Há ainda uma bandejinha de pimentas sortidas que serão semeadas, pois eu quero mudas de jalapeño e habanero. E ainda quero plantar abobrinhas, muito mais pelas flores frescas que pelas ditas-cujas.



Frenesi de plantação.
E tem meu pinheiro, minha tuia-maçã, que está entrando no lugar de uma touceira que só servia para acumular aranhas e pernilongos.

Quem lê, pensa que moro num sítio. Quem me dera. Meu frenesi é em vasos, todos acumuladinhos contra as paredes ensolaradas. Vamos ver no que vai dar. Adoraria ter uma produção tão prodigiosa de frutos ou legumes a ponto de precisar produzir conservas para não colocar a perder os alimentos. No entanto, sei que se minhas duas mudinhas de berinjela produzirem cada uma um único fruto, ficarei um bocado contente.

Enquanto isso, minhas conservas vêm de geladeira cheia. É o que dá quando você diz aos amigos e família que podem "trazer o que quiserem para colocar na grelha", e, todos muito generosos trazem o bastante para cada um produzir seu próprio churrasco veggie. A geladeira lotou e quem me conhece sabe que geladeira cheia me dá siricutico. Daquelas que você abre a porta e não enxerga o que está no fundo. Você sabe que não vai dar tempo de consumir tudo, e se há algo que me enerva profundamente é jogar comida fora. Num ponto que já cheguei a usar a sardella que sobrou de um encontro com amigos como molho de macarrão. Só para não ir para o lixo. (Daí que pretendo me arranjar um minhocário, para unir o útil ao agradável, e o que não virar molho de macarrão ou caldo de legumes, pelo menos vira composto para adubar o jardim e, quem sabe, produzir mais de uma berinjela por muda.)

Nisso, me vi com uma braçada inteira de abobrinhas e lembrei imediatamente de uma conservinha rápida (rápida de fazer e de consumir) da Marcella Hazan, que sempre quisera preparar. Fiz o dobro da receita e ficou uma delícia (a transcrição abaixo é da quantidade original da receita), apesar de ter usado vinagre branco, pois não havia do tinto na despensa. A hortelã veio direto do quintal, essa sim, quentinha de sol e tinindo de fresca.

Retire as extremidades de meio quilo de abobrinhas, e corte-as em palitos finos, de de uns 6-7cm de comprimento. Coloque em uma frigideira grande com 1/3 xic. de azeite de oliva, 1/3 xic. de vinagre de vinho tinto (ou branco, como usei), 3 dentes de alho descascados e meio amassados e sal a gosto. Leve ao fogo baixo por cerca de 30 minutos, ou até que todo o vinagre tenha evaporado e as abobrinhas estejam macias, mas ainda um pouco firmes. Você vai saber que o vinagre evaporou porque o óleo que sobra começa a dourar os vegetais. Coloque numa tigela e misture a umas 10 folhas de hortelã fresca. Essa não é uma "conserva" propriamente dita, de meses ou de prateleira de armário: pode ser consumida na hora ou ficar até uma semana na geladeira, coberta.


19 comentários:

Fernanda Amarante disse...

Elisa, cuidado com o espinafre, ele quase vira praga. Agora quando plantar o basilico genovês, esse sim, vira. Nunca vi algo crescer igual esse bichinho. Chegamos a doar muito pros restaurantes aqui em BH, pois não aguentávamos mais cozinhar com o tal... Até q um dia a empregada saiu de férias, e fomos deixando ele sozinho... E morreu! Ficamos livres. Às vezes sinto falta, e aí ... Compro. Beijos.

Laís Brevilheri disse...

Que delícia! Eu faço o que posso com minhas janelas iluminadas de apartamento em São Paulo, mas não sei porquê o Alecrim nunca vai pra frente... Plante abacate também http://www.healthyhouseplants.com/index.php/growing-house-plants-from-kitchen-scraps.html é uma planta bonita crescendo no vidro. O meu já me conformei que vai ser só ornamental, mas com um pedacinho de terra ele vira arvorezona boa de subir. E também amoras, invejo qualquer pessoa com um pedacinho de terra onde o sol deixe amoras crescerem docinhas.

Anônimo disse...

Que delícia toda essa variedade em casa!! Acabei caindo em um site e tenho quase certeza de que a foto é sua e usada sem permissão (uma panna cotta?). Sou totalmente contra!! E sei q vc tb é.
Lala.

http://www.mundodastribos.com/pudim-de-iogurte-com-frutas.html

Cynthia Nogueira disse...

Olá Ana Elisa,

Aproveitando que estou de molho na marra (pneumonia) e com tempo de sobra agora, este será o momento, vou pertubar a dona do blog porque ninguém mandou ela vir à público falar de comida.
Muito bom que você tenha espaço e esteja aproveitando para plantar. Na minha infância tínhamos um quintal pequeno com algumas árvores frutíferas e um jardim cheio de roseiras. De tanto pularem a grade para roubarem rosas minha mãe desistiu de tê-las e o jardim passou a ser a nossa horta. Melhor assim, nunca roubaram nossas cenouras. Até morango tínhamos e eram suculentos, deliciosos e orgânicos. Minha avó fazia preparados naturais para expelir pragas usando fumo de rolo, folha de fumo, sabão de côco, etc. Mas, como eu prometi que ia te encher a paciência queria te perguntar algumas receitas:
Você já fez, ou tem receita de beterrabas fritas à moda asiática?
Sabe fazer creme de leite caseiro? Eu queria tanto não ter que pagar aquela fortuna e muitas vezes abrir um produto aguado que dá vonatde de bater no dono do laticínio !!!
Já leu o Poderoso Chefão? É que tem uma parte do livro que faz a descrição da esposa do Dom Corleone preparando pimentões fritos e o meu marido me atormenta dia e noite pra te perguntar se você conhece essa receita.
Ele morre de vontade de comer isso!
Bom, acho que é só.
Ah, eu fiz o queijo caseiro, delícia! Passa logo para os próximos passos, quero aprender a fazer mozzarella.
E, vou fazer esta abobrinha, afinal tenho seis na geladeira e não quero só comer omelete delas com cream cheese.

Abs e boa saúde para você e para os babies!

Ana E.G. Granziera disse...

Cynthia,
não conheço essas beterrabas, vou pesquisar. E não, nunca fiz creme de leite em casa. Acho até que o leite vendido é ralo demais pra isso, e precisaria de uma tonelada dele pra um tantinho de creme. Aliás, diminuíram mais a gordura do leite e agora tem gente anunciando leite integral a 3% de gordura (antes tinha 7%) como se fosse coisa boa. Tristeza, viu?

Anônimo,
de fato a foto é minha. Se não me engano, a receita também, mas não parei pra ler direito. Já me deu um saco cheio tão grande dessas coisas, que eu não sei se tenho mais ânimo pra ficar reclamando lá. O site inteiro é feito com foto e receita dos outros. Coisa mais comum na net. :(

Fernanda,
ih, espero que vire praga mesmo, porque eu adoro, tanto espinafre quanto manjericão! :D

Laís, abacate tá na lista.

bj

Lia disse...

Bem a propósito: http://come-se.blogspot.com.br/2012/08/ritmos-de-jardim.html .

Aninha disse...

Oi, Ana! Adoro seu blog! Tenho planos de mudar do apê pra uma casa, mas enquanto isso não acontece vou curtindo suas peripécias. Estive em Mendoza há alguns anos e em uma das vinículas me explicaram que a lavanda é um ótimo repelente de pragas, além de linda e perfumada! Fica a sugestão... Ah, eles tinham roseiras também ao redor do parreiral, pois são sensíveis e usadas como "termômetro" - se elas adoecessem, os técnicos logo adotavam medidas preventivas para que as parreiras não fossem atacadas também.
Uma pergunta: você conseguiu muda de mirtilo ou semeou?
Abs., Ana Sílvia

P.S. Ana, acho um barato seus posts sobre seu filho...tenho uma bebê de 1 ano e dois meses e ouvir suas histórias tranquiliza minha alma de mãe neurótica. Fiz muttar paneer lá em cassa e ela adorou!

CRISTIANE LARA disse...

Boa tarde Ana, tudo bem ? Que delícia poder plantar ervas, legumes e tudo que tiver vontade !
Ana, você conhece artemísia ? Se puder, plante-a ! E seu quintal e sua casa vão ficar perfumadíssimos ! Bjs e ótimas colheitas !

Anônimo disse...

Descobri o seu blog nem sei como... Fui lendo, lendo e hoje recebi a minha primeira cesta de produtos orgânicos.
Abraço e muito obrigada pela inspiração
Thatiana Bandeira

Liana disse...

Amei seu post. Realmente pela descrição parecia que vc mora em um sítio rsrsrs.
aqui em casa eu fiz um mini canteirinho. Tinha acerola e pitanga que já deram frutos, mas transferi a acerola para um vaso. Já plantei um bocado de couve.
Atualmente tenho orégano,salsinha, cebolinha,bertalha meu tomilho acabou de morrer. Meu tomateiro está com 9 tomates pequeninos. Dessa vez vai para frente, pois nào esqueço de aguar todo dia(antes quase matava tudo esturricado).
E estou fazendo compostagem. É muito bom mesmo.

Karin disse...

Laís, o meu alecrim é igual praga!! É uma touceira! De todas as ervas que eu cultivo na minha varanda, o alecrim é o que vai melhor.

Se você me permite, sugestões para que seu alecrim "vingue":
- coloque num vaso grande (não precisa ser muito profundo, mas precisa ser largo);
- ele precisa pegar sol direto pelo menos 2-3 horas por dia e precisa molhar todo dia (nos dias muito quentes, duas vezes por dia).

Léia disse...

Lindas suas ervas amiga.Adoro tudo fresquinho.Adoro abobrinhas, ainda não as fiz em conserva, qualquer dia experimento.Beijos querida e tudo de bom.

Yaya disse...

Sua simplicidade me empolga e comove =)Almejo isso para minha vida.

Milene diiirce disse...

Que delícia de blog! Por indicação das meninas do Comer p Crescer, cheguei até aqui. E virarei visita constante!
Jokas da mais nova leitora
Milene www.diiirce.com.br

Carolina Frîncu disse...

Ana,delícia de conservinha e o prato do último post tb fez sucesso com a tropa aqui. Vou testar o pão de milho e centeio, te falo como ficou.
Coisa super gostosa essa sua nova casa.
Morro de inveja de quem consegue cuidar de plantas/temperos/coisas verdes vivas. Sou péssima!! Eu coloco a mão, a plantinha morre... Bjo, boa gestação.
Olha, uma bobeira, mas que acabou de vir à minha mente agora. Quando minha filha nasceu, meu filho ficou meio perdido nos primeiros dias, nervoso. Queria dizer algo que ele fosse para mim e que fosse uma palavra exclusiva para ele, prá ver que a irmã não roubaria o seu lugar, afinal, todo mundo tava falando prá ela coisas que ele ouvira antes... Primogênito. Ele adorou essa palavra e é só dele. De repente, algo assim te interesse quando o segundinho chegar aí. Bjo de novo.

Rninguem disse...

Ana, eu moro em uma chácara, então aqui tenho várias árvores frutíferas, flores, ervas... Duas delas são lindas (quando estão floridas, quando dão frutos), e seu resultado é maravilhoso: plante jabuticaba e acerola!

A primeira é a coisa mais linda quando flora (a minha nasceu do nada, acho que um pássaro plantou, único tratamento que damos é água, e ela dá frutos por mais vezes que o comum, lindos, doces, enormes). E a acerola, além de fazer deliciosos sucos com laranja e limão, sorvetes perfeitos em dias de calor, ainda é a linda: se faz calor e chove, ela dá frutos de forma tão rápida que assusta. Pelo que você conta do seu filho, ele vai amar pegar aquelas frutinhas vermelhas direto do pé. Quando eu era criança, minha mãe congelava as acerolas inteiras para fazer suco quando elas acabassem. Nos dias de intenso calor, minha irmã e eu roubavamos aquelas bolinhas vermelhas do freezer e comiamos aos poucos o nosso sorvete azedo, natural, cremoso... Em muitas vezes, não havia nada na hora de fazer o suco. Lembro com saudade de ter os dedos gelados e avermelhados pelas acerolas congeladas :)

Livia Luzete disse...

Ana, agora me envergonhei de vez!! Moro num quintal bem grande, bem grande mesmo,temos só para você ter uma ideia,uns 10 pés de acerola e no total de árvores frutíferas 13 tipos (jambo,goiaba,banana,siriguela,caju,etc) E agora vendo esse seu post, sobre ervas e legumes, envergonhei nivel: máximum! Já está na lista a areia de minhocário e outros para começar minha horta.
Beijos a vocês.

Dani Moll disse...

Querida, obrigada por compartilhar tantos textos e dicas inspiradores. Confesso que fico sempre na torcida por algo novo - uma dica, uma receita ou mais uma das suas crônicas. Hoje acordei inspiradíssima para cozinhar algo 'diferente', algo que não acontecia há certo tempo. Tratei logo de fazer um bolo de banana e, ao me deparar com a abobrinha já meio murcha na geladeira não tive dúvida e corri pra cá. Prontinho, acabei de fazer a conserva com algumas adaptações - aceto balsâmico no lugara do vinagre e, além da hortelã, sálvia da hortinha aqui do prédio. Nham, ficou ótimo! Uma linda semana para você e a sua família.

Fabiane disse...

Digitei marcella hazan no google e cai aqui. Ta no fogo, mas nao tenho hortelã entao coloquei oregano. O cheiro de vinagre cozinhando tomou conta da casa hahahha
To so por elas esfriarem 😊

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails