sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Quinua com couve-flor assada

Ele faz sujeira. Ele quer segurar a colher. Quer pegar o pote. Quer comer direto do pote, enfiando a cara inteira no purê. Ele emite grunhidos de nhaum-nhaum-nhaum com a colher na boca. Ele mete os dedos no purê e os passa na orelha, nos cabelinhos ralos. As mangas da roupa, mesmo arregaçadas, já foram esfregadas na comida espalhada sobre a bandeja de sua cadeira. Ele inclina todo o corpo em direção à próxima colherada, bracinhos jogados para trás, e então ri, boca escancarada, cheia de comida.

Quando a papinha faz sucesso, ela acaba em quinze minutos. Quando nem tanto, o processo pode durar até uma hora. Os maiores sucessos foram sopa de espinafre com aveia e parmesão, e refogado de legumes (cenoura, couve e repolho) com crumble de tofu. As frutas nem têm mais graça, ele devora todas, mas se animou um bocado com a compota de pera e fava de baunilha e a de pera e cardamomo.

Tinha deixado separada uma sopa de lentilhas e maçã para ele. Mas quando o almoço ficou pronto, decidi que daria uma boa papinha. Como já havia temperado com pimenta, bati a quinua e a couve-flor com leite, para amenizar o apimentado e manter o sabor, além de melhorar a textura para ele.  O pequeno raspou o prato e as lentilhas ficaram para amanhã. Orgulho desse moleque! :)

No que diz respeito aos adultos, esse prato era apenas uma salada quente de couve-flor, da revista do Jamie Oliver. Acrescentei quinua cozida para completar a refeição, que ficou muito saborosa. Adoro jeitos diferentes de se preparar couve-flor; principalmente uma que leva coentro, erva adorada aqui em casa.

Corte uma couve-flor média em floretes menores; mergulhe em água fervente com um pouco de sal pr um minuto ou dois, escorra e deixe sair um pouco o vapor antes de dispor em uma assadeira. Amasse no pilão 2 colh. (chá) sementes de cominho, 1/2 colh. (sopa) de coentro em grão e uma pitada de pimenta calabresa. Misture à couve-flor, regue com azeite, tempere com sal e pimenta, misture 2 colheres de semente de abóbora ou girassol e leve ao forno a 200ºC por 20 minutos. Enquanto isso, cozinhe um pouco de quinua segundo instruções da embalagem. Retire a couve-flor, junte coentro e cebolinha picadas, tempere com uma espremida de limão e sirva sobre a quinua. Serve 4 pessoas.

21 comentários:

Silvia disse...

Olá Ana, tudo bem?
Acompanho seu blog há anos, adoro seu jeito de lidar com a comida e de escrever.

Como todos seus leitores, "acompanhei" sua gravidez, principalmente porque espero ter o meu logo...

Queria te perguntar uma coisa, se não lhe parecer muita intromissão: Como é o relacionamento do Gnocchi com o baby? Ele tem ciúmes? Você deixa ele se aproximar do bebê?

Pergunto isso porque tenho uma cachorra, a luz da minha vida, diga-se de passagem.
Ela é bem apegada a nos, e já tenho como pensamento que no dia que estiver grávida, vou deixá-la participar de tudo, incluí-la.

Queria que vc contasse como é o relacionamento do Gnocchi com o bebê :)

Muita saúde pro pequenininho.


beijos, Silvia.

Aline Bessa disse...

Seu blog é incrível.

Carolina Frîncu disse...

Ana! Couve-flor é minha "coisa" preferida dentre tudo o que existe e é comestível que já provei até hoje! Vou usar sua receita. Quanto ao filhote, repito para vc o que me disseram no shopping outro dia quando almoçava com meu filho na praça de alimentação: ele come de tudo porque vc ensinou; não foi milagre, foram boas escolhas de uma mãe consciente. Bjão!

Ana disse...

Ando para provar quinoa, mas ainda não me aventurei. Adoro o seu blogue.

Beijinhos

Laura disse...

Adoro o seu blog, já fiz várias receitas que peguei aqui e todas foram um baita sucesso. Quinua pra mim tem gosto de unha, mas com couve-flor tenho certeza que melhora :)

DoNa Madry disse...

OLá Ana!
Como voCê já sabe tenho feito algumas andanças pelo seu blogger... Desde então, tenho adorado;Creio que eu seja novata por aqui. As vezes fico voando com suas histórias de vida, do baby, dos "cachofinhos"... Tô pra Ler suas primeiras postagens pra conhecer mais sobre o universo da sua cozinha tão "confort".

Paula disse...

Como sempre é um prazer imenso ler o que escreve Ana Elisa. Bjs.

Luciana Betenson disse...

Tô adorando as suas ideias de papinhas pro fofo :-) Não tive nem um terço desta criatividade toda e acho o máximo viu? Adorei a receita, eu faço um curry de quinoa com couve-flor e castanha de caju que fica divino. Bjs!

Helena Jacob disse...

Oi, Ana. Pedro, aquele quase companheio de maternidade do seu pequeno, também anda se acabando nas papinhas. Hoje comeu beterraba, abobrinha, mandioquinha e cenoura temperados com pimenta com limão, azeite e cebola. Devorou tudo. Quinua com abobrinha, salsa e azeite: sucesso total. Pra quem gosta de comida esse processo é uma delícia. Mingau de fubá orgânico com pera batida: ele enlouquece. bjs

Euzinha por ai disse...

Oi Ana, consegui ver a cena do nham nham....otima dica!!!

CRISTIANE LARA disse...

Oi Ana, tudo legal ? Adorei a história sobre o seu pequeno. E também gostei bastante dessa receita. Mais uma para eu fazer. Bj p/vocês.

Mari disse...

Ana, pelas suas postagens, seu bebê deve estar sendo alimentado maravilhosamente! Nunca tinha visto combinações de ingredientes como as que você menciona! Você poderia fazer umas postagens com essas receitas, tipo uma La Cucinetta "bambini"....rs
Meu bebê nasce em Janeiro, estou empolgada para a fase das papinhas!

Muriel Goldoni Rossi disse...

Ana Elisa, eu descobri a quinua há uns anos e adoro! Vou testar essa receita, adorei a ideia de assar a couve flor. beijo

Flávia Junqueira disse...

Minha pequena come pimenta, mas pouca, claro ( ela tem 2 anos e meio). Há pouco tempo, no último dia de uma viagem nossa, estávamos loucos por algo mais comfort food e fomos comer burrito. Pedi sem pimenta para poder dividir com ela, mas obviamente o sempre pimenta ainda era picante. Na manhã seguinte, no aeroporto, ela teve uma pequena dor de barriga. Nada sério, mas reclamou para ir no banheiro. Imagino que ardia, tadinha, hehe... Ela chegou na fase da opinião, e apesar de comer bem começou a rejeitar alguns alimentos principalmente por causa da textura. Mas isso faz parte de uma fase, acredito. O importante é continuar apresentando, tentando, mudando porque já percebi que um dia ela não come, no outro pede aquilo que não comeu. Ah, e vou te dizer que tenho vontade de comer as papinhas do seu pequeno! :))

Sylvia disse...

Adorei seu texto e adoresi sua receita, Tenho couve flor que adora e quinoa, hoje a noite mesmo vou fazer.
obrigada

Patricia Scarpin disse...

Eu adoro couve-flor mas ainda não a experimentei assada - delícia!
Dar comida pra bebê/criança pequena é um barato. Apesar da sujeirada, é bem divertido... :)

Beijo pra vcs dois!

Ana Paula disse...

Minha filha quando era pequena, comia quase tudo, inclusive gostava de quiabo, pepino, abóbora e outro legumes e verduras, mais minha alegria acabou, agora não pode ver um verde que fala "eca" e não há cristo que faça ela comer, espero que seja só uma fase.
O cardápio do teu pequeno é demais!!! Parabéns, criança qunado gosta de comida, gosta mesmo! Ótima receita, vou testar, bjs.

Anônimo disse...

Nossa, seu bebê já come tudo isso?
Vc não seguiu o conselho da OMS da amamentação exclusiva até 6 meses? Pq?
Vc teve sorte de ele não ser alérgico a nada...

Bjo

Paula

Ana E.G. Granziera disse...

Paula,
eu segui meu feeling, meu pediatra e meu bebê, que parece entediado de peito, já está com dente aparecendo, estava curioso com relação à comida e não estava ganhando peso. Entre dar leite artificial e maçã, não pensei duas vezes (e ele continua mamando). Quanto a alergias, o único jeito de descobrir é dando a comida a ele, certo? Acho que toda essa exatidão numérica e "jeitos certos" só fazem estressarem as mães. Cada bebê é de um jeito. Por isso é "recomendação", e não "regra".

bjs

Afinidades Aleatórias disse...

Oi, Ana,
Adoro o site e já fiz algumas receitas, que deram super-certo.
Também tive um baby em abril e vou começar a introduzir os alimentos agora. Estou ansiosa para ver a reação da minha pequena aos novos sabores. Ao mesmo tempo, me sinto um tanto insegura na preparação destes alimentos. Fico babando só de ler sobre as suas invenções e estou louca de vontade de começar a testar logo. As sua dicas são mais que bem-vindas! Por favor, não deixe de postar as receitas das papinhas, estas, com certeza, farão feliz uma linda princesa!
Beijos
Luciana

Marina disse...

Ana, parabéns!!!! Ainda falta 1 ano e meio pra eu chegar nos 30, mas tb estou (graças a Deus) bem longe do ideal que tinha de mim aos 30!!!!
Amadurecimento é a palavra! Aqui tb cortamos a tv a cabo! E tb temos gastado menos, comprado menos e coisas do tipo. Só a comida que ainda não é 0 industrializados como a sua! Já mudamos muita coisa desde que comecei a ler blogs como o seu, que incentivam uma comida mais natural, sem tantos conservantes e coisas e tal, mas estamos MUUUUUITO longe de não consumir industrializados ainda!

Seu filho tá lindo! Um beijo enorme

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails