terça-feira, 7 de junho de 2011

Somen, acelga e tofu para um almoço tranquilo

O bebê segue meus movimentos com seus olhinhos alertas e azul-acinzentados. Ele parece gostar dos sons da cozinha, e apesar do tilintar de louças, da batida ritmada da faca contra a tábua de madeira e do burburinho da água da torneira sobre a pia de inox, ele adormece.

Abro a geladeira para apanhar meus ingredientes: molho de ostra, shoyu (ambos sem glutamato monossódico), mirin, um toco de tofu orgânico e uma linda e enorme acelga orgânica. Da despensa, apanho uma porção de somen. Tenho consciência de que somen costuma ser comido frio, mas em minha tentativa de trabalhar com o que tenho em mãos, o somen hoje será servido quente.

Coloco água para ferver numa panela pequena e aqueço um fio de óleo em uma frigideira. Corto o toco de tofu em pedaços menores e atiro-os ao óleo quente, dourando-os dos dois lados. Enquanto isso, misturo numa tigela um pouco de mirin, shoyu e cebolinhas picadas. No olho, a gosto. Aqueço outra frigideirinha pequena, onde tosto sementes de gergelim e junto-as ao molho. Assim que o tofu está pronto, ele vai para a tigela, para absorver os sabores. A frigideira grande continua no fogo enquanto mergulho algumas folhas de acelga fatiadas fino na água fervente. Um minutinho apenas. Então, com a ajuda de um pegador de metal, retiro as folhas amolecidas e verde-vivo da água e jogo-as na frigideira ainda com um pouco de óleo pelando. Muito barulho e uma nuvem de vapor branco. Junto uma colherada de molho de ostra e mexo bem, desligando o fogo. Na água ainda fervente vai o somen, por poucos minutos. Escorro-o e junto à acelga e ao molho com tofu, misturando tudo muito bem.

Levo minha tigela fumegante para a sala e vou buscar o bebê adormecido. Sento-me no sofá ao lado do cão peludo, quentinho e ligeiramente carente. Ele repousa sua cabeça em meu colo quando cruzo as pernas. O bebê dorme profundamente em sua cadeirinha, enrolado no xale de lã, e sei que ainda poderei cochilar por meia hora antes que ele acorde para mamar novamente.

10 comentários:

Picarota disse...

Adoro as suas histórias a acompanhar as receitas. Desculpe a "lata", mas parece que a vou conhecendo e acompanhando o crescimento do seu viking. Beijinhos

Lari/Jê disse...

Também adoro suas histórias... Fazem toda diferença ao ler suas receitas!!!
E (que meu namorido não leia isso!!!) a cada história sinto uma vontade de ser mãe também... Quem sabe =D

Beijos
Lari

Zípora disse...

Querida, achei seu blog do nada.
Eu adoro cozinhar e sou ovo lacto vegetariana, seu blog caiu como uma luva.
Estou adorando olhar cada receita.
Obrigada por compartilhar suas receitas, continue escrevendo.
Beijo grande
Verônica

Zípora disse...

Flor, achei seu blog assim do nada!
E caiu como uma luva, sou ovo lacto vegetariana e não existem blogs bons assim como o seu.
Continue a compartilhar suas aventuras culinárias, obrigada obrigada!!!
Verônica

Eloisa Vidal Rosas disse...

Querida, é uma delícia acompanhar o crescimento e participação do 'pequeno metaleiro'... muitas bênçãos para vocês!
(Tenho uma netinha nova, a Clara, filha da Paula, que me apresentou seu blog... acho que a mamãe não está tendo tempo por enquanto para acompanhar essas estórias... além da Clara tem o Joaquim!)

Rose disse...

Seus posts, depois do nascimento do bebê, ficaram ainda mais interessantes. Adoro que você reserve uma justa porçào de carinho para Gnocchi. Diferente de muita gente que dispensa o cão depois do nascimento do bebê. Felicidades & saúde para todos.

linda disse...

Oi Ana, depois de vc contar sobre o leite de coco tailandes,ficou alucinada pra comprar tb,rs. Enfim fui a Curitiba e encontrei, o leite de coco, e acabei comprando tb pasta de curry verde e vermelha e molho de peixe. Vou fazer aquela sua receita. Tem algum livro pra indicar de comida oriental, que levem ingredientes desse tipo, agora to apaixonada. rs.bjs

Anônimo disse...

Descobri só ontem seu blog. Adorei!
Faz tempo que eu procurava um blog como o seu, pois a maioria dos blogs de culinária são superficiais.

Atitude Zen disse...

Olá :)
Adorei o seu blog! Vou segui-lo!
Passe na minha cozinha (http://www.atitudezen.com) para tomar um chá :)
Beijinho

Betis
http://www.atitudezen.com

Anônimo disse...

Ana, onde é que eu encontro o molho de ostras sem glutamato? o shoyo eu encontrei, mas esse aí...tá difícil. Poderia me ajuda?

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails