quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Bolo de carne sem carne num belo de um sanduíche


Tem coisa mais caseira que "bolo de carne"? Num dia desses, perguntei ao Allex se ele sentia falta de algum prato específico de sua infância, que ele não comia mais, e bolo de carne foi a resposta, quase imediata.

Para ser sincera, não me lembro de minha própria mãe preparando bolo de carne com muita frequência. Carne moída, em casa, tinha quase sempre outros destinos: lasagne, polpette, e, principalmente, aquela "torta" de carne moída e purê de batatas, que muitos anos depois, quando minha mãe se lamentava que sua comida não era "sofisticada" como a minha (até parece!), contei-lhe que se tratava de Hachis Parmentier, o que a deixou muito contente e orgulhosa. ;)

O caso é que desde que comprei esse livro da Deborah Madison, que apesar de trabalhoso é um dos melhores que tenho, estava de olho nessa receita de "Cheese and Nut Loaf", uma versão vegetariana do bolo de carne, que prometia ser tão "meaty" e satisfatória quanto o original. Mas eu nunca tinha todos os ingredientes em casa, e eu sempre arranjava uma desculpa para não prepará-lo.

Até ontem.

Se arrependimento matasse... como é que eu não fiz esse prato no dia em que comprei o livro?? Ele é de preparo fácil, principalmente se você tiver sobras de arroz integral. E a única parte chatinha é picar as nozes, mas isso você pode fazer num processador, com cuidado para não transformá-las em farinha: você quer pedaços irregulares para conferir textura ao bolo.

Além do fato de ele ficar a cara de um meatloaf de verdade (inclusive mesma textura), fica absolutamente delicioso. E eu me diverti com a carinha caseira dele e o fato de seus ingredientes serem tão naturebas: parece o tipo de prato que uma mãezona "hipponga", de saia indiana e lenço na cabeça, faria. Imagino que seja uma receita dada a adaptações, também, trocando-se os tipos de nozes (com castanha-do-Pará deve ficar bom!), variando os tipos de queijo ralado, as ervas (acho que dá pra simplificar), os cogumelos... Se duvidar, deve continuar gostoso mesmo sem o gosto forte dos cogumelos secos. Ah, e funciona mesmo quando o arroz fica empapado. :D

O resultado é um bolo de queijo e nozes bastante substancial, então uma saladinha basta para acompanhá-lo. Deborah Madison sugere servi-lo com molho branco com ervas, mas eu sabia que o condimento principal aqui em casa estava fadado a ser o ketchup. O melhor de tudo, ele é facilmente "requentável", e fica ótimo dentro de um belo sanduíche com alface, tomate, mostarda e maionese, que foi, por acaso, meu almoço. :)

BOLO DE QUEIJO E NOZES (bolo de carne vegetariano)
(do livro The Greens Cookbook, de Deborah Madison)
Tempo de preparo: 40 min + 1h15min de forno
Rendimento: 1 bolo de cerca de 21x10cm

Ingredientes: 
  • 1 1/2 xic. de arroz integral (orgânico) já cozido (Cerca de 1/2 xic. de arroz integral cru rendem o suficiente para a receita)
  • 1 1/2 xic. nozes
  • 1/2 xic. castanhas de caju
  • 1 cebola média, picada
  • 2 colh. (sopa) manteiga
  • sal
  • 2 dentes de alho, picados
  • 1/2 xic. cogumelos (à sua escolha), limpos e picados
  • 15-30g cogumelos shiitake ou porcini secos
  • 2 colh. (sopa) salsinha picada
  • 2 colh. (chá) folhas de tomilho, ou 1/2 colh. (chá) tomilho seco
  • 1 colh. (sopa) manjerona fresca, ou 1 colh. (chá) manjerona seca
  • 1 colh. (chá) sálvia fresca picada, ou 1/2 colh. (chá) sálvia seca
  • 4 ovos orgânicos
  • 1 xic. queijo cottage (caseiro ou comprado pronto, sem gomas)
  • 250-350g queijo ralado grosso que derreta bem (como Parmesão ralado na hora, Gruyère, Ementhal, Fontina, Prato, Mussarela, Cheddar... dependendo do que você tiver à mão)
  • Pimenta-do-reino moída na hora

Preparo:
  1. Comece cozinhando o arroz, caso você não o tenha pronto. Enquanto o arroz cozinha, deixe os cogumelos secos de molho em água quente. Toste as nozes e castanhas numa frigideira grande e quente, até que fiquem perfumadas, sem deixar queimar. Pique e reserve. 
  2. Pré-aqueça o forno a 190ºC.
  3. Limpe os resquícios de nozes da frigideira e derreta a manteiga em fogo moderado. Junte a cebola, uma pitada de sal, e cozinhe até amaciá-la. Enquanto isso, rapidamente escorra os cogumelos secos e pique-os grosseiramente. Junte-os à cebola com o alho, os cogumelos frescos e as ervas. Cozinhe até que todo o líquido liberado pelos cogumelos se evapore. 
  4. Bata ligeiramente os ovos numa tigela grande. Junte o arroz cozido, os cogumelos refogados, as nozes, os queijos e misture muito bem. Experimente, tempere com pimenta e acerte o sal se necessário.
  5. Unte uma forma de bolo inglês com manteiga. (A receita original pede para forrar com papel-manteiga untado, mas ele grudou no bolo. Eu faria novamente sem o papel, pois fica mais fácil de apenas passar uma faquinha nas laterais e desenformar. Só fique de olho para não queimar.) Espalhe uniformemente a mistura na forma, preenchendo bem e alisando a superfície com uma colher.
  6. Asse por 1h-1h15m, ou até que o bolo esteja inflado, bem dourado e pareça firme ao balançar a forma. Retire do forno e deixe descansar por 10 minutos antes de desenformar e servir. Para reaquecer as sobras, pegue a fatia que você quer, embrulhe em papel alumínio e leve ao forno médio por uns 15 minutos. 

16 comentários:

Liv Baum disse...

Fiquei curiosa agora... esse bolo de carne sem carne parece uma delícia! E seu marido é vegetariano tb??? Pq minhas tentativas de mudar os hábitos do meu aqui são altamente frustradas. Não sei se conseguiria virar vegetariana, mas meu consumo de carne diminuiu mto! O q já é alguma coisa! E a nutri indicou algo pra vc específico agora q ficou grávida???
Beijos!

Bia disse...

Ana, desculpe pela a pergunta talvez idiota, mas o arroz misturamos em qual etapa? Juro que li o post algumas vezes, mas não encontrei o arroz depois de pronto. Obrigada.

Patricia Scarpin disse...

Agora fiquei doida pra provar esta receita, Ana - depois de você ter me apresentado ao hamburguer vegetariano, tudo mudou. :D

xx

Ana E.G. Granziera disse...

Bia, foi mal, passou batido. Já está corrigido: o arroz vai junto com todo o resto, com os ovos. :)

Bjs

Luiza Coelho disse...

Nossa anei pois sou vegetariana e procuro receitas assim mas sem a soja texturizada que é rica naturalmente em glutamato monossódico, o que em excesso faz mal a saude (e os vegetarianos tem a mania de substituir carne por PST).
Com certeza farei!
obrigada pela dica

Guilhermino disse...

Vou experimentar e aproveitando, parabéns pelo baby...

disse...

Mas, e seu marido que provavelmente se referia àquele bolo de carne moída mesmo, aprovou? rsrsrs.
Bjs.

livinha disse...

maravilhosa essa receita! vou tentar com amendoim ( será q presta? hehhe)
olha esse fds vou fazer doce de tangerina e vi seu post sobre a odisseia q foi confecciona-lo (=OO), mas mesmo assim, nada me desanima, eu quero de qq jeito provar o danado! kkkk
então eu queria saber apenas quando foi q vc usou o "tempero" (canela e cravo.
eu peguei essa receita daqui ó:

INGREDIENTES

casca de tangerinas
3 xícaras (chá) de açúcar
5 xícaras (chá) de água
cravos

MODO DE FAZER

Cortar as cascas em quatro numa tigela com água. Aferventar. Tirar do fogo, sem destampar, e deixar um dia de repouso. Nos 5 dias seguintes, trocar a água duas vezes por dia até que a casca não esteja amarga. Fazer uma calda rala com a água, o açúcar e o cravo. Colocar as cascas dentro da calda e cozinhar. Desligar o fogo e, no dia seguinte, cozinhar novamente para apurar.

Mas sem cozinhar no dia seguinte, já que vc desaprovou esta parte..
Devo tentar?

bjs e parabéns pelo baby!!!

linda disse...

Voce nao acredita que acabei de comprar todos esses ingredientes no mercado, e entro aqui e vejo essa bela receita. Marido é vege e as vezes fico sem inspiraçao. Com certeza vou fazer.bjs

Carol Romagnolli disse...

Achei super sweet a imagem da mae hipponga de saia indiana e lenco na cabeca!
Adorei a receitinha, vou testar e com certeza vai ser um sucesso aqui em casa. Bjs

Lucianna disse...

Olá!
Estou acompanhando seu blog há uns 2 meses e é maravilhosos! Assim como você, adoro cozinhar e adoro suas receitinhas e o jeito como escreve é uma "delícia" (rs)... Confesso, ainda não fiz nenhuma... mas assim que fizer, venho te contar!
Bjs!

Ana Dias disse...

Uau! EXPERIMENTEI! E aprovei... Bela sugestão....!!

p disse...

fiz agora pouco. da próxima vez faço só metade da receita. pra uma pessoa achei grande demais. com cogumelo paris deve ficar bom tb.
tentaria sem o cogumelo seco tb... achei o gosto forte demais.
imagino que em um sanduíche deve ficar uma delícia. vou experimentar amanhã! bjo

Lix disse...

Oi Ana, não entendi se é cottage + qualquer dos outros queijos citados "ou" cottage E qualquer dos outros queijos. Obrigada!!!

Lila disse...

Fiz ontem, ficou maravilhoso. Usei a quantidade de queijo gruyere, mas confesso que tbem não entendi se deveria ter colocado o coattage. Na dúvida, descartei. Será que fica mais úmido com ele???

Ana E.G. Granziera disse...

Depois é que percebi que a confusão dos queijos estava acontecendo pela ausência de um bullet na lista de ingredientes. Já está arrumado. O correto é sim incorporar tanto o cottage quanto o queijo ralado grosso (esse sim, qualquer um de sua preferência).

abs

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails