sexta-feira, 25 de julho de 2008

A Sra. gostaria de seus brócolis bem passados ou mal passados?


Enquanto muita gente fica atento ao ponto do filé quando vai a um restaurante, costumo ser muito picuinha a respeito dos meus legumes. Não por não comer carne [e é agora que talvez eu seja apedrejada], mas porque acredito que, enquanto qualquer um sabe preparar um bife, é preciso um pouco mais de sensibilidade (ou experiência) para acertar o ponto de diferentes legumes e verduras quando cozidos ao mesmo tempo. Por isso sempre avalio a qualidade de um restaurante pelo ponto e tempero dos legumes. Em especial brócolis, que, ao chegarem à mesa amarelados e desmanchando, fazem com que eu queira esfaquear o chef. Adoro brócolis, e nada me magoa mais do que ver esse lindos ramos verdes sendo mal tratados. Sem falar na couve-flor, pobre couve-flor: se ela estiver cheirando a... bem... pum, é porque você cozinhou demais; couve-flor no ponto não cheira a... hmmm... pum.


Antes que me executem por ser presunçosa, deixo claro que não acerto sempre. Demorei algum tempo para começar a tirar meus brócolis fumegantes da panela, cozidos mas ainda verde-vivo, brilhantes e firmes. Lembro-me sempre de um episódio de Jamie´s Kitchen, logo no início, quando ele pede aos estudantes para que preparem salmão com legumes cozidos, e a maior dificuldade da turma é o tempo de cozimento de cada legume, uma vez que iam todos para a mesma panela, cada um em um momento.

Por ser tão exigente com os outros, nada mais justo do que ser exigente comigo mesma. Portanto tomo cuidado e, como diria Gordon Ramsay, tenho respeito pelos legumes.

Fiquei contente com o resultado desse almoço, muito simples, na verdade. Tendo a sentir orgulho de mim mesma quando me vejo servir pratos com cara de saudáveis e que não sejam, bem, salada. Fiquei um pouco mais contente por conta do arroz selvagem, que não comia desde muitos Natais atrás, ocasiões em que minha tia [outra, não a do sorvete] costumava prepará-lo. Sempre gostei de sua textura diferente, seu sabor amadeirado, algo lembrando nozes. Cozinhei o arroz segundo as instruções do pacote, e achei (achei certo) que combinaria bem com brócolis branqueado e levemente refogado no alho e azeite, com castanhas de caju e um vinaigrette feito de 3 partes de azeite, 1 parte de vinagre de maçã, 1 parte de mostarda de Dijon, sal e pimenta-do-reino. Meu único erro foi ser muquirana com o vinaigrette, que não foi suficiente para temperar todo o arroz, que pegou muito pouco de seu sabor. Para acompanhar, uma fritatta de abobrinha, para a qual refoguei uma abobrinha no alho, tomilho fresco e azeite até cozida mas al dente, despejando por cima a mistura de dois ovos, uma colher de leite, um punhado de parmesão, sal e pimenta, deixando cozinhar e finalizando sob o grill.

Verde, saudável, gostoso. E brócolis no ponto.

9 comentários:

Glau disse...

Incrível como o povo brasileiro tem a cultura de que pra ser uma boa refeição tem que ter um pedaço de carne! Dá pra comer mto bem sem qualquer tipo de carne!

Humm, tá com uma cara boa sua comida! Tbém adoro brócolis!

Bjo

Dricka disse...

Nossaaa! Muito bom saber que eu não estou sozinha na minha luta por vegetais crocantes.
Eu tb acho imprescindivel acertar o ponto certo do legumes, porque se passa do ponto eles perdem todo o sabor e ficam com gosto de água fervida.Minha forma preferida de prepara-los é no vapor.Dificil errar.
Bjs

Renata Gaeta disse...

Seu post poderia ter sido escrito por mim, concordo em gênero, número e grau. Nada pior que legumes duros ou moles demais... adorei seu menu. Parabéns!
bjs

Rogério disse...

Ana, voce esta certissima. Aprendi moleque, com a minha avo, que legumes tem ponto certo e isto deve ser respeitado. Era lei para ela, que dizia que, se cozidos demais, os legumes perdiam as vitaminas e todo o sabor e textura. Ela defendia a seguinte tese: muita gente nao gosta de legumes porque aprendeu a come-los da maneira errada - muito cozidos, com gosto de comida de hospital.

Falando de brocolis, sou apaixonado por eles, mas prefiro o brocolis "brasileiro" (que esta cada vez mais dificil de encontrar) ao japones.
beijo
Rogerio

Michel disse...

A nossa cultura é de tudo muito doce, muito cozido, muito assado... é legal saber que estamos começando a tomar cuidado com isso.

Carola disse...

Ana!!!!

Estava procurando uma receita de risotto de alho-poró e encontrei seu blog!
FIQUEI ENCANTADA! A-DO-REI! Parabéns!

Beijos,
Carolina

Magia na Cozinha disse...

Gostei muito destas sugestões.
Arroz selvagem é tudo de bom!
Eu cozinho o meu brócolis por apenas 2 minutos, no máximo 3, em água fervente. Acho que fica perfeito, pois gosto crocante.
Bjs :)

Lílian disse...

Ana, ri demais com seu post, pois semanas atrás quis contribuir com o almoço da família e levei brócolis (para temperar no prato). Ok, é a coisa mais simples do mundo, mas contribuição é contribuição... e espera-se que seja bem-vinda.
Bem, meu pai, com o estilo objetivo dele de ser, me disse na lata: Filha, depois vou te ensinar a cozinhar brócolis!
Fiquei meio p* na hora (hehe), mas depois fiquei me questionando o porquê de não haver mais explicações quanto ao tempo de cozimento dos legumes e verduras (!?!). Depois desta "cobrada" do meu pai, estou mais atenta ao tempo de cada legume ou verdura.

Ana Elisa disse...

Glau,
Com certeza que dá!

Dricka,
Sabe que é raríssimo eu fazer vegetais no vapor por aqui? Acho que já estou tão acostumada a branqueá-los e refogá-los que esqueço que posso fazer de outra forma.

Renata,
Obrigada!!

Rogério,
"comida de hospital"! Muito bem definido! Também acho que o pessoal não come legumes porque nunca comer direito. Eu mesma tinha picuinha com alguns vegetais até aprender a prepará-los do jeito certo...

Michel,
com certeza. Mas ainda tenho arrepios ao ver algumas pessoas temperando comida. Tonelaaaaaaadas de sal. Irc...

Carola,
que bom! Espero que tenha gostado do risotto!

"Magia",
idem. Gosto deles ainda um pouco resistentes à mordida. Acho que é o momento em que são mais saborosos.

Lílian,
que sacanagem do seu pai!! hehehe... Sei bem o que é isso, pois costumava tomar umas bronquinhas assim também... hehehe...

Beijos!

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails