quinta-feira, 24 de julho de 2008

Enquete: panelofobia


Se você pensou que essa enquete serviria para alguma coisa... errou! O único propósito dela foi matar minha curiosidade... Fico muito contente em saber que Anthony Bourdain e eu não estamos sozinhos com nossa paúra de panelas de pressão.

Sinceramente, nunca conheci ninguém que tenha de fato tido algum acidente com elas. No entanto, o medo está ali, encutido desde a infância, e há já muito tempo que decidi que panelas de pressão (assim como forno microondas e vampiros) jamais serão convidadas a entrar em minha casa.

Quando criança, era sempre a mesma ladainha. Assim que minha mãe colocava o feijão na panela, vinha o aviso: "Não entrem na cozinha, que a panela de pressão está no fogo". E eu continuava no sofá da sala, esparramada, semiconsciente, vegetando em frente à tv. De vez em quando olhava de soslaio para a panela, no fim da cozinha comprida, e ela respondia bufando, irritada, como um francês nervoso, tremelicando sobre a boca do fogão.

Tchuf, tchuf, tchuf... Era como um trem se aproximando, trazendo consigo o cheiro do feijão pronto.

O silvo agudo e entrecortado que ela emitia era o alarme que soava quando eu tentava atravessar a barreira invisível da porta da cozinha para apanhar um copo d´água ou, como era mais comum, o pacote de bolacha de chocolate. Sinal de que a hora era crítica para estar ali, e tudo o que conseguia imaginar era aquela remota possibilidade, descrita por minha mãe tantas vezes, de uma minúscula e inocente casca de feijão subir e entupir a válvula de escape da panela.

Não podia deixar de fechar os olhos e imaginar que aquele apito estridente era o prenúncio de uma explosão inevitável, como nos filmes de ação.

Quem tira uma imagem dessas da mente de alguém cabeça-dura e impressionável como eu?

Prefiro o planejamento, o deixar de molho os feijões durante uma noite inteira, colocá-los na minha pequena, bonita, confiável e nada explosiva panela de barro, e cozinhá-los durante umas duas horas, devagar, em fogo baixo. Não fosse pelo episódio dos feijões esturricados, diria que esse modo é 100% seguro.

Aos que têm medo de ingredientes estrangeiros, não temam: existe sempre alguém para segurar em suas mãozinhas trêmulas e explicar o que é o quê. [Mamãe, o que é umbu? — Ahm... posso pensar?] Aos que sentem calafrios ao ouvirem a palavra "merengue", relaxem a bisteca, logo logo eu faço um passo-a-passo das claras em neve para iniciantes. Você, ah, você que não flambaria um par de crêpes se sua vida dependesse disso... não se sinta sozinho: nunca flambei nada em minha vida porque, francamente, morro de medo de colocar fogo em minhas próprias sobrancelhas. Mas para tudo há uma primeira vez (para flambar e para queimar as sobrancelhas). Quanto aos outros medos bizarros, nada me resta a não ser curiosidade, então adoraria saber quais são eles. Possuidores de sinistras fobias culinárias, manifestai-vos!

Claro que, como tudo aquilo que é um desserviço à humanidade, essa enquete só podia terminar em pizza...


40 comentários:

Anônimo disse...

Ana,

Adorei a enquete. Foi divertido...

Letrícia disse...

Adorei a enquete (até respondi mas, confesso, me senti a mais covarde - tenho medo de quase tudo). Este ano, aliás, me propus o desafio de perder medo da panela de pressão e de claras em neve. Metade da missão foi cumprida - já uso a panela de pressão. Mas a sensação que eu tenho é a de ter um pit bull adormecido na cozinha. 'E se ele acordar? E se ele acordar?', eu penso, enquanto a panela chia.

Mas as claras em neve... eu bato e elas ficam bonitas, até. Mas na hora de incorporá-las a qualquer receita, não dá certo.

Bom, quanto a flambar... é medo demais para enfrentar num ano só. Fica para o ano que vem ;-)

Beijos!

Dani disse...

hehehe... adorei a pesquisa.
Qual é a próxima???

Luciana Macêdo disse...

Bastante divertido a maneira como conta seu medo do monstro que bufa e apita, ri bastante. Pensei e acho que meu medo é dos suflês, eles não assam direito por dentro apesar de aparentemente lindos, mas ainda descubro o X da questão.
Bjs!

Dani disse...

Confesso:

Tenho medo de tirar travessas grandes e pesadas do forno... Huahuhauhaua :P Na minha cabeça so vejo imagens de pratos explodindo no chao da cozinha!

Quantas vezes deixei travessas imensas de lasanha, aves e carnes assadas um pouquinho alem da conta porque simplesmente não tinha ninguem por perto pra me socorrer?

Pra resolver o problema, só caprichando na musculação!

caosnacozinha disse...

Ana, eu queria ter respondido, mas cheguei à conclusão de que não tenho nenhum medo culinário bizarro... Meu único medo na cozinha é fazer asneira e acabar a deitar tudo fora, porque odeio desperdício. Fora isso nada. Já flambeei, já fiz merengue, claras em neve e uso a minha panela de pressão sem medo. E os ingredientes estrangeiros... eu leio muuuito, pesquiso muuuito, antes de arriscar! :)
Mas adorei o post!

Beijo *
Mariana

Andreia T. Farias Britez disse...

Adorei a pesquisa!! Como você mesmo disse, não estamos sozinhas!! Tenho horror a panela de pressão mas até uso sob supervisão do marido!! Sozinha, jamais!! rsrsrs!! Mas o meu motivo foi ver a cozinha da minha mãe ficar em frangalhos e seu fogão virar um V bem grandão... Tudo por causa de um bendito grão-de-bico. Conclusão: pânico duplo - panelas de pressão e grão-de-bico. Gde beijo!!

Elyana disse...

Oi Ana!
Pode parecer bobo, mas a única coisa de que eu tenho medo na cozinha é de fermento biológico :P
Não consigo fazer uma massa que vá fermento biológico de jeito nenhum.

cynthia disse...

é tão reconfortante saber que não sou só eu que tenho pavor de panela de pressão...

Letícia disse...

Ana, é pra rir esse post, como sempre você é muito espirituosa, prá não dizer hilária!
Como você nunca soube de caso nenhum de explosão de panela de pressão eu sei de dois, mas um era com panela muito antiga e o outro foi por uma casquinha que entupiu a válvula, mas nada que uma boa limpada na mesma e inspeção antes do uso não resolva. Só sei dizer que o fogão da minha avó ficou com 20cm de altura e a tampa da panela grudou no teto. Se é que vale a dica, existe tempo para a troca da panela de pressão, ela não deve ficar 20 anos na sua cozinha e você achar que está tudo bem. Ela deve ser trocada a cada 5 anos. Isso evita acidentes. Portanto nunca doe uma panela de pressão usada inteira, melhor mandar reciclar.
Quanto aos medos, claras em neve, flambrar,isso não me assusta. Tenho mais receio de ingredientes estrangeiros, mas lendo as instruções, tranquilo.
Outros medos bizarros: trocar bujão de gás (faço, mas não gosto), já tive medo de fazer pão e abrir latas, errar no sal e na pimenta e o gás acabar no meio de um bolo, isso é péssimo e irremediável.
Beijos.

Michel disse...

O que mais detesto mesmo é lavar concha. Uma grande parceira da panela de pressão.

Marta disse...

Hahaha...Ana, seus textos são sempre engraçadíssimos!
Eu particularmente tenho paúra de receitas que levam fermento: bolos, pães etc. Tenho pesadelos enquanto eles adormecem no forno. Não vão crescer... vai ficar duro... vai derramar... e na hora de desenformar o bolo, com certeza vai despedaçar...
Tenho me animado a tentar com suas receitas. depois te falo se deu certo.
Abraço,
Marta

Renata disse...

Também vim dar um depoimento de quem viu uma panela de pressão explodir.

Aqui em casa, ela acabou com um fogão que tinha só uma semana de uso, quebrou a lâmpada, amassou a geladeira e pintou as paredes e o teto da cozinha com feijão.

dricka disse...

Ana eu tenho um medo tremendo quando lavando verduras ou legumes não encontro nenhum serzinho vivente.Parece piada, mas quando a alface está limpinha lire de insetos eu me apavoro, fico imaginando o tanto de agrotoxico embutido ali.E é medo real, tanto que só estou esperando a entrega da cesta organica aki.Porque organicos no isopor não rola.Eu ODEIO isopor.Só de pensar no barulho já me dá coisas.Então tenho dois medos bizarros.

Danielle disse...

Oi Ana!!!

A-D-O-R-E-I a sua enquete... principalmente pq nunca tive medo de panela de pressão... mas agora depois de ler os comentários, acho que vou começar a tomar mais cuidado.... ;P

Eu sou da turma que tem medo de flambar coisas - não só pelo fato de queimar as sobrancelhas, mas vai que eu queimo mão ou braço fazendo isso??? Meeeeedo....

Mas como vc mesmo disse, sempre tem uma primeira vez pra tudo... quem sabe se eu achar uma boa receita eu não acabo tentando perder esse medo??

Bjos e ótimo fim de semana.

Danny

Roberta disse...

Oi Ana,

Votei na panela de pressão, ô bichinha assustadora, mas também não consigo ficar sem ela, o que eu fiz foi comprar uma Solar da Tramontina, que tem umas travas mais confiaveis que aquelas convencionais, então me faz sentir menos medo, e SEMPRE fico de olho nela, porque parece que as casquinhas do feijão ou outros grãos insistem em pular lá no bico dela :P.
Não confio muito em flambar por causa do meu depurador, tenho mais medo que ele pegue fogo do que eu, mas nem uso essa técnica nem sinto falta...
Adorei a enquete, um beijão
Roberta

Dani disse...

Ana, encaro a panela de pressão. Não tenho medo, é mais uma desconfiança. Eu tenho medo de receitas cheias de passos e etapas. Se vejo a palavra "reserve", já passo a procurar outra receita mais simples. Também tenho medo de fazer massas (pão, pizza) e bolos. Meus bolos dão errado com frequência...

espressa-mente! disse...

muito boa suas ilustraçoes! parabens pelo cuidado...
agora, so quem ja presenciou a explosao de uma panela de pressao sabe o que é!! a marca do feijao no teto da cozinha atravessou geraçoes!

Marcele Martins disse...

Eu sou uma desses 47%!!!
Lembro do dia em que abri a caixa da minha primeira panela de pressao. Ali eu tive a exata dimensao do perigo. Uma panela que vem com manual de 3 páginas nao pode ser uma coisa tao simples assim!!!
Sei usar bem direitinho, mas confesso que a cada "tchuf tchuf" estranho, eu sou a primeira a correr da cozinha!!!

Márcia disse...

Ana,
eu votei na panela tb, mas acredita q na casa de Mainha já explodiu uma lata de leite condensado que estava fazendo doce, mas NÃO era na panela de pressão? Isso pq mainha desde então já tinha nóia com a tal panela, mas o doce explodiu mesmo na normal... nunca esqueço o teto todo marronzinho, de doce de leite...
:)
Beijos!

Anônimo disse...

Ana Elisa,
Panela de pressao nunca usaria, las claras a nieve las evito porque al colocarlas a donde sean se cortan o algo asi, flambar ni muerta...
Tambien tengo miedo usar levadura, por eso nunca hice pan, asi que me estoy leyendo todas tus "panaderias de domingo", espero animarme algun dia.

espressa-mente! disse...

ola,
como seu leitor assiduo, gostaria de convida-la para participar (ao menos conhecer) da harmonização entre blog!
este em especial terá um cafe indicado por mim. leia mais sobre, nos blogs participantes:
http://gourmandisebrasil.blogspot.com
http://levinaublog.blogspot.com/2008/07/participe-da-8-harmonizao-virtual-entre.html

abs,
espressa-mente!

Laranja com Canela disse...

A minha resposta vai para a panela de pressão. Com receio do que possa acontecer, nunca usei.

Ana Elisa disse...

Letrícia,
acho que os livros de cozinha e alguns chefs de TV colocaram tanto "toma cuidado" junto das claras em neve, que as pessoas erram justamente por ter cuidado demais. Não é?

Dani,
não sei ainda. Vou pensar em algo bem inútil... hehehe...

Luciana,
já verificou se a temperatura do seu forno está correta? Soufflés tendem a ser sensíveis a temperatura...

Dani,
faça várias travessas pequenas!! Hahaha!

Mariana,
que beleza! Assim que eu gosto! Gente que corre atrás e não fica no escuro! :)

Andreia, Letícia, Renata,
Credo! Vocês terminaram de me convencer. Já estou com buraco no piso, não quero ter também buraco no teto! hehehe...

Elyana,
perde o medo, menina. Fermento biológico é sossegadíssimo de usar. Não precisa nem "reviver" o fermento na água. Esfarele ele na farinha e só não jogue o sal direto em cima dele. Use água em temperatura ambiente mesmo ou só ligeiramente morna (que não queime seu dedo), e manda bala!

Cynthia,
é bom saber que a gente não é louca, não?

Michel,
mas isso é preguiça, não medo! hehehe... ;)

Marta,
tente sim. Tanta coisa a perder por medo... Tem tanto bolinho e pãozinho fácil e delicioso para experimentar... :)

Dricka,
concordo com vc. Se tiver orgânico, eu compro. Principalmente da cesta. Sempre vem um bichinho perdido, mas faz parte.

Danielle,
vamos ver se logo logo faço algo flambado, aí quem sabe vc também perde o medo!

Roberta,
é, se tem coisa em cima do fogão eu também deixaria para lá...

Dani,
não, mulher! Não fuja não! Tem um monte de receita que é comprida mas é fácil!!! Volta prá elas, volta!

"Espressa-mente",
Obrigada! Achei que a ilustração cairia bem... E obrigada pelo convite, vou dar uma olhadinha sim.

Marcele,
é... todo cuidado é pouco.

Márcia,
dessa minha mãe também avisava, mas nunca tinha ouvido falar de história verídica! hehe... que medo... bomba de doce de leite!

"Anônima",
tenho certeza de que você encontrará algum pãozinho fácil por aqui para começar a perder o medo...

"Laranja",
é, minha mãe até quis me dar uma, mas recusei prontamente.

Beijos a todos e obrigada de verdade pela participação na brincadeira!

lunalestrie disse...

Eu respondi a panela de pressão, inclusive minha sogra já teve um sério problema com a dita: o fogão virou maracujá e o teto foi pro espaço. Mas do que eu realmente tenho medo é do microondas. Eu ligo e saio correndo, hehehe.

Rogério disse...

Ana, meu voto foi para os medos bizarros. O meu eh o forno explodir na hora de acende-lo. Explico: nao sei porque, meu forno as vezes cisma de nao acender com acendedor automatico. Entao tenho de ligar o gas, acender um fosforo e mete-lo no forno...como se fazia antigamente.
beijo
Rogerio

Aninha disse...

Ana,

Já não me sinto a única pessoa apaixonada por cozinha que moooorre de medo de panela de pressão e de flambar certos pratos...
Ufa! Que alívio...
Valeu a enquete!!
Bjs.

Ivette Raymunda disse...

Oi gente, Oi Ana

Eu não consegui ler todos os posts, mas eu tenho medo de fritar coisas na imersão. Para a minha sorte, eu não sou muito fã de coisas fritas, prefiro as assadas e as refogadas, mas tem coisa que não dá para fazer sem ser na imersão ... e é ahi que eu vou atrás de opções para a receita, tipo forno ou grelha ... quibe frito eu amo, mas pra fazer eu morro de medo. A única vez que tentei fazer alguma coisa do tipo, o teto da minha cozinha ficou preta de tão alto que o fogo foi, eu dei um grito que acho que deu pra escutar no quarteirão inteiro, a minha mãe veio correndo junto com o meu filho, e eles dizem que só viram uma chama gigante saindo do fogão, e eu na frente de boca aberta sem saber como reagir ....depois dessa, nunca mais ... talves um dia destes tente de novo, mas vai ser com um extintor ao lado :)

Iv.

Ana K disse...

Ana, eu, ou melhor, minha mãe teve um acidente com panela de pressão quando eu era adolescente! A panela estourou foi parar no teto e voltou com tudo em cima do fogão (que ficou destruido!) e a carne espalhada em minusculos pedacinhos por todas as paredes e teto... O barulho é assutador!! Não quero assustar ninguém, mas tomar um pouco de cuidado com essas "coisas" chamadas panelas de pressão não vai fazer mal para ninguém... eu uso na minha casa, mas fico de olho e sempre com medo na hora de abrir a dita cuja!

Dinda disse...

Eu achava que eu era a única a ter medo de panela de pressão. Me sentia sozinha nesse medo!!

Anônimo disse...

Uma panela de pressão estourou na cozinha da minha casa, há uns 7 anos atrás. Por sorte não havia ninguém na cozinha naquele momento. As paredes ficaram totalmente salpicadas com estilhaços dos feijões ali contidos, como se fosse uma granada explodindo. Portanto, é perigoso mesmo.

Simone Izumi disse...

putz.....vc é o próprio Calvin!!!!
hahahahahhaahah.....
adorei o texto, mas também ADORO UMA PANELA DE PRESSÃO!!!!rsssssssssssssssssssssss...como sou apressada, qdo desligo o fogo pego a panela ainda bufante e espeto uma faca no apito para o vapor sair logo!ahhahahah..

Sandra disse...

Ana, a resposta para enquete é panela de pressão na cabeça. A minha explodiu com feijão no ano passado. Nada aconteceu comigo, mais a cozinha ficou um desastre. Já comprei outra,porque não abro mão da rapidez, mais que dá medo, dá. Suas receitas são incríveis. bjs.

Anônimo disse...

Olá!
Bom, eu sou vítima de explosão de panela de pressão, digo que sou e não que fui, pois ainda estou em tratamento para me recuperar das queimaduras, que atingiram cerca de 10% do meu corpo (braço, antebraço,rosto e pequena parte do tórax), com queimaduras de 1º e 2º graus, além de ter atingido meu olho, quase fiquei cega, e depois de 12 dias de internação no Centro de Tratamento de Queimados -CTQ do hospital de referência em queimados aqui no Espírito Santo, o Dr. Dório Silva, tive uma inflamação de ouvido, Otite, possivelmente tendo relação com a explosão. Mesmo depois de 64 dias após o acidente, faço curativos no braço, pois tive que tomar corticóides, necessários a cura da otite, o que retardou a cicatrização da lesão, e além disso, faço uso de uma série de pomadas (para evitar quelóide e minizar cicatrizes) e filtros solares, inclusive à noite, pois não posso me expor a luz, mesmo que artificial, para que não fiquem manchas na pele, que está recém regenerada, e isso durante um ano no mínimo.
Escrevi um bocado, rsrs, escrevo aqui neste espaço, pois creio que poderá servir de alerta para o real perigo que é o uso deste utensílio, que antes eu usava sem problemas, hoje sequer me aproximo do fogão, e olha que a explosão nem foi em minha casa, foi na casa de uma amiga e eu tinha acabado de chegar por voltar de 5 minutos que eu estava na cozinha e foi de repente um estrondo, uma bomba mesmo, depois só desespero e sofrimento.
Andei lendo sobre o assunto, a orientação de entendidos no assunto é de que não poderá haver obstrução da válvula de segurança que deverá ser limpa a cada uso, limpeza e manutenção são imprescindíveis!!!
Muito cuidado quem ainda usará, é perigoso mesmo!!!
Fica na paz!
Abraços

p.s
Meu nome é Lizânia Garcia Alvarenga
Não possuo conta em blogger, por isso aparecerá como anônimo, ou prq nunca havia postado neste espaço, rs.

Sandra disse...

Lizania Alvarenga: Tô passada com a sua narrativa. Perto da sua confusão, a minha não é nada menina!!
Panela de pressão para mim é muito útil porem reconheço o perigo. Espero de coração que vc se recupere rápido e sem sequelas. O seu comentário foi bastante útil, como alerta mesmo. Temos mesmo que prestar atenção na válvula. Beijos e muita saúde!!!

Anônimo disse...

Ei Sandra!
Obrigada pelas estimas de melhoras, hoje continuo meu tratamento, mas graças a Deus todo dia melhoro um pouco, as sequelas estão ficando imperceptíveis, a recuperação total é demorada eu sei, mas creio que o pior já passou.
Abraços a todos

P.S Sou a Lizânia

Tatoo disse...

Fico curioso de ouvir isso. Não é possível que não tenham criado ainda panelas com dispositivos de segurança que previnam acidentes mais graves com panela de pressão. Um simples disco de ruptura, acredito eu, resolveria o problema. Pra quem não está familiarizado, o disco de ruptura é um disco que tem resistência a pressão interna menor do que o material que se quer proteger, no caso a panela. Desse modo cria-se um ponto frágil que iria romper, antes que fosse alcançada a pressão de ruptura da panela. Com o buraco criado teríamos um alívio da pressão e estaria acabado o problema.

bjo gde,

Tatoo

Anônimo disse...

rs
mto bom o seu blog!
medos de cozinha acho q nao tenho,
tanto q ja explodi uma panela de pressao!!! kkkkk

Livia Luzete disse...

(muitos anos depois...) vim dar meu testemunho: Panela de pressão! Morro de medo. Já tive duas(presente de casamento) e era uma neura quando usava. Também como sua mãe fazia barricada para ningume entrar na cozinha. Quando achava que estava bom o que cozinhava, desligava o fogo (meio que abaixada e sempre esperando o pior) deixava esfriar e depois bem depois colova debaixo da água da torneira.Afff! uma saga! Quando o casamento se desfez deixei de "presente" para o ex-marido(hehehe). Meus feijões faço daquele jeito antigo. Deixo de molho da noite pro dia, troco a água e ponho no fogo. Duas horas depois no máximo está pronto.

Anônimo disse...

não imaginava o terror que a panela de pressão causa em tanta gente... O legal é que desde 1o. de março de 2010 a certificação das panelas de pressão pelo Inmetro é obrigatória, o q já é alguma coisa. Claro, o consumidor tem q fazer a sua parte tb - limpeza e manutenção adequadas. E sobre os 2 modelos mais comuns: aquela q a tampa encaixa por dentro é proibida em muitos países pq é a menos segura. Se for comprar, gaste um pouco mais e compre aquela que a tampa trava por fora - e com o selo do Inmetro, por favor!!
Nós consumidores precisamos percorrer ainda um longo caminho para fazer valer nossos direitos... há mtos produtos a serem certificados adequadamente!
:-)
Lala

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails