terça-feira, 22 de julho de 2008

Evitando a loucura com spaghetti alla canella

Há meses atrás, expus aqui no blog meu problema com o mofo do armário, aquele mesmo que, num delírio psicodélico, eu queria transformar em queijo, para ver se algo de bom saía daquele inferno.

Alguns meses depois, laje impermeabilizada, o antimofo do armário finalmente parece um antimofo normal, e não um enorme coletor semanal de água. Tudo parecia muito bem e resolvido, até o dia em que minha vizinha de baixo reclamou de um vazamento. Desde então, têm sido meses tentando descobrir de onde diabos vem a água, uma vez que a regularidade dos pingos não é condizente com nossos hábitos dentro de casa.

Depois de aturar mau humor da vizinha, sabonetagem de zelador, mancadas de encanador e em vias de ter de quebrar o piso do meu banheiro com mero objetivo exploratório (lembro a vocês que trabalho em casa e tenho um cachorro hiperativo de 20kg que precisa ser passeado de 3 a 4 vezes por dia), faltava a gota d´água para que eu pirasse de uma vez por todas e mandasse o vazamento e todo mundo em volta para o raio que os parta.

Acordei cedo no primeiro domingo do mês, tomei meu café da manhã de pé, rapidamente, e saí para uma prova de corrida. Voltei contente, suada, cansada, e resolvi que, antes de tomar um banho e tirar um chochilo, queria mais um café. Lavei minha bialetti, enchi-a de pó de café e coloquei-a sobre a chama acesa do fogão.

"Plec!"

O chão sucumbe sobre meus pés, dou um berro e pulo para o lado, chamando meu marido.

O piso da cozinha erguera-se como se alguém estivesse escavando um túnel por debaixo dele, no melhor estilo desenhos animados de domingo de manhã. Nunca vira aquilo acontecer com pisos, mas bastou fotografar a aberração e mostrar a meu pai [engenheiro, a culpa é dele se sou organizada, metódica e gosto de precisão nas coisas] para que ele nos explicasse que aquilo acontecera devido aos "diferentes coeficientes de dilatação do piso e das lajotas de cerâmica".

Uau.

E eu com isso? Metade da minha cozinha está sem piso, direto no cimento. E as lajotas continuam levantando sob nossos pés e, conseqüentemente, quebrando-se. Decidimos deixar todo o absurdo coberto com um lençol velho, para evitar que um de nós ou o cachorro ferisse os pés nas possíveis lascas de cerâmica.

"A cerâmica é antiga e a fábrica faliu", explicou a proprietária, quando cobrada a respeito do conserto. "Estou procurando em cemitérios de azulejos, mas ainda não decidi se vou trocar apenas esses ou se vou refazer todo o piso de uma vez."

Excelente.

Há de se convir que estou num humor admirável para quem tem cozinhado pisando em cacos cobertos por um lençol há um mês. Meus instintos assassinos andam sob controle por enquanto, mas é melhor não me deixar sair de casa com minha faca nova.

Hoje foi um dos dias, no entanto, em que não consegui ficar na cozinha por mais de dez minutos sem sentir chegando aquele surto permanente, definitivo, aquele que nos faz sair babando por aí para conversar com postes de luz. Para esse tipo de emergência piscológica, tenho na manga um dos pratos mais simples que um ser humano pode preparar na cozinha. Spaghetti alla canella faz parte do repertório da cozinha vêneta, e era exatamente o que eu queria e precisava: a simplicidade dos spaghetti, o calor do azeite, o exotismo e a picância da canela, transformando o que seria um prato preguiçoso em um almoço aconchegante, interessante e inventivo.

SPAGHETTI ALLA CANELLA
Tempo de preparo: 20 minutos
Rendimento: 2 porções


Ingredientes:
  • 200g de spaghetti
  • 2 colh. (sopa) de azeite de oliva extra-virgem
  • 1/4 de colh. (chá) de canela em pó ou a gosto

Preparo:
Cozinhe os spaghetti em água com bastante sal segundo as instruções do pacote. No fim do cozimento, aqueça em fogo baixo o azeite de oliva em uma frigideira grande. Escorra a massa e coloque-a na frigideira, misturando por um minuto. Desligue o fogo, polvilhe a canela por cima e misture. Sirva imediatamente, com mais um fio de azeite e, se quiser, parmesão ralado à parte.

18 comentários:

Lílian disse...

hahaha
Isto já aconteceu na cozinha da minha mãe. Todo mundo saiu correndo, achando que tinha explodido botijão de gás ou estava pegando fogo ou outra coisa bizarra.
Ana, mude deste AP, flor!
A energia aí tá muito down... hehe

Fer Ayer disse...

Que diferente...nunca tinha oensado num macarrão com canela...deve ser no mínimo exótico...quanto ao piso...mesmo quando acontecem os maiores desastres da sua vida, a gente dá risada porque seu texto é hilário...já ri na época do mofo e agora então, sem comentário.
Beijos
ps: vc não estava procurando casa para se mudar?

Letícia disse...

Isso aconteceu comigo, na minha antiga casa, dá ódio, você pisa e o piso vai espatifando embaixo do seu pé. Dá muita raiva, fora que fica um horror a cozinha neste estado. Não dá mesmo vontade de entrar nela.
Agora falando na massa, que delícia isso. Confesso que é novidade para mim, uso canela no molho de tomates, mas pura é a primeira vez. Esse certamente vou tentar em casa.
Beijo e boa sorte com o seu ap.

cynthia disse...

Respira fundo, e saiba que não tem jeito. Lembro até hoje da cozinha da minha avó com o piso estourando, ela estava tomando banho ouvindo os estalos e achando que eu e minha irmã estávamos andando de velotrol na cozinha. Quando saiu do banho, custou a acreditar no que viu... e a solução foi refazer o piso todo.

Adorei a combinação de spaghetti com canela, vou experimentar em breve!

espressa-mente! disse...

incredibile!

Gourmandise disse...

Com o piso nunca vi acontecer, mas quando morava em república, os azulejos da parede da cozinha quase caíram na minha cabeça durante o almoço (caiu no prato!!!).
bjo,
Nina.

Marizé disse...

Para uma amante de especiarias como eu, essa massa está divina!

Bj

Ivette Raymunda disse...

O maridoco não é fá de canela na comida salgada ... fazer o qué.

Mudando de tema, nem a passiflora nem a chamomila estao me ajudando com os meus nervos, mas os seus textos são muito bons pra descontrair. Dizem que depois de muita coisa ruim, tem mais chance de vir algo bom, então, acredito que daqui a pouco vc vai estar com um piso 10!!

Abraços e brigada pelo seu blog,

Iv.

Paulo Colacino disse...

Isso já aconteceu no apto da minha mãe. Na época os engenheiros da construtora constataram que os azulejos não foram molhados antes de fixarem. Segundo eles o piso vem com um pó que deve ser retirado.

Vai saber! O ar quente acumula embaixo do piso e depois CABUM !!!

Dricka disse...

Ai Ana a receita que rendeu é apetitosa.Mas amiga, não é bolinho não lidar com esses contratempos.Vou ficar aki na torcida pra vc arrumar uma casa com uma hiper cozinha pra vc e um quintalzão imenso e maravilhoso pro Gnocchi.
Bjs

Karen disse...

Oi querida Ana, saiba que que vc não é a única.... na minha cozinha o piso está estourado adivinha aonde?? Em frente ao fogão.... e o proprietário tb está pensando, bem já tem uns meses, se vai consertar ou trocar tudo, e a cada dia que passa só piora. Agora meus gatos deram pra brincar com cada pedacinho de cerâmica que se solta. Ao menos alguém está se divertindo com a situação. Hehe.

Qto ao macarrão... hum vou experimentar sim, nunca tinha pensado nisso. Mas fiquei com água na boca.
Bjus flor!!

Mari Rezende disse...

Ai, que horror... Que dó! A cozinha é o melhor lugar da casa, é uma pena quando acontecem essas coisas!
Amei o spaghetti! Aqui em casa eu sou a única que gosta de canela em comidas salgadas... E se deixar eu coloco em tudo!
Beijinho! E boa sorte com a cozinha...

Mônica disse...

Anaaaaa!!! Tenho que te contar, tenhoo!! Estou muito feliz, saltitante, eu diria...e graças a, sabe o que?? Sua receitinha de "Gelato de Chocolate"!! Não lembro o dia que ela foi postada, mas já tinha ela comigo, estava namorando-a há alguns dias...ontem resolvi fazer. Primeiro, fiquei chateada porque não encontrei o chocolate especificado, mas tentei comprar um que eu considerei melhorzinho do que Garoto e outros similares...hehe. Fui seguindo a receita passo a passo. Quando chegou na mistura de tudo, que deveria virar um creme após 2 ou 3 minutos mexendo na panela (eu entendi que era pra virar creme, correto?), fiquei 10 minutos mexendo e nada de endurecer (me deparei com um chocolate quente mais viscosinho...). Bom, coloquei no pote, esfriei na geladeira por 1 hora e depois foi pro frezeer. Hj, qual não foi a minha surpresa, quando lá estava aquela coisa deliciosa de chocolate, durinha, durinha (vc tinha razão, as 3 horas tirando do frezeer e batendo novamente eram necessárias pra quebrar os cristais de gelo...mas eles ficaram gostosos tbm..rs). E o gosto?? Noossa, deliciosooo!!! Trouxe pra uma amiga minha do trabalho, correndo pelas ruas (moro perto do trabalho)pra não derreter e ela...amoooou!!! Da próxima vez, acho só que vou colocar um pouquinho menos de sal, mas de resto, ai, ai...não vejo a hora de chegar em casa!! Valeu mesmo, tô louca pra fazer todos os sabores que eu puder!! Bjs

Patricia disse...

Oi, Ana! Eu fiz o spaghetti com canela! Ficou uma delícia! Adorei a receita!
Há alguns dias atrás, fiz uma kafta (na verdade eu não sei se era uma porque fiz da minha cabeça sem receita) e usei canela.
Também ficou bastante bom, mas era o único prato salgado onde eu sabia, sem nenhum medo de errar, que eu poderia colocá-la.
Obrigada!!

Ana Elisa disse...

Pessoas,
obrigada pelo "voto de melhoras" pro apê. A verdade é que ele, apesar de pequeno e cheio de perrengues, é muito jeitosinho e perfeito para nós e para esse período de nossas vidas. A casinha com quintal virá um dia, onde finalmente poderei sucumbir à minha fantasia alucinada à la Jamie at Home.
Enquanto isso, spaghetti alla canella! Experimentem, vcs não vão se arrepender!
Beijos!

Ana Elisa disse...

Mônica,
que bom que o sorvete deu certo! Da p´roxima vez, bate ele, você vai ver como ele fica cremooooooooso mesmo sem a sorveteira. Isso acontece porque a quantidade de gordura, açúcar e sal dele é alta o suficiente para não deixar o gelinho formar (se batido). Só cuidado: não cozinhe o creme por mais de uns 4 minutos. Ele tem que engrossar como um mingau ralo, não como creme de confeiteiro, ou corre o risco dele talhar ou ficar com gosto de ovo. Acho que o chocolate, por ser um sabor forte, mascarou isso. Mas sorvetes mais delicados, como de baunilha, podem sofrer um pouco. Ok?

Beijos!

Cucchiaio Pieno - Receitas de uma cozinheira amadora disse...

Hoje resolvi dar um belo giro pelo sue blog (que amo e fazem poucas semanas q o descobri, tanto q o adicionei nos meus preferidos) e me deparei com essa receita, poucos minutos depois meu almoço estava pronto (graças a vc). Ficou simplesmente delicioso. Fiz com pasta integral.Comi mais de 100 gr sozinha! Bjim

Cucchiaio Pieno - Receitas de uma cozinheira amadora disse...

Hoje resolvi dar um belo giro pelo sue blog (que amo e fazem poucas semanas q o descobri, tanto q o adicionei nos meus preferidos) e me deparei com essa receita, poucos minutos depois meu almoço estava pronto (graças a vc). Ficou simplesmente delicioso. Fiz com pasta integral.Comi mais de 100 gr sozinha! Bjim

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails