sexta-feira, 6 de junho de 2008

Novas tralhas: a melhor parte de qualquer viagem!

De um hotelzinho em San Francisco, escrevi rapidamente um e-mail para Allex, contanto as travessuras de viagem.

"Não vai acreditar! Comprei facas Henckels! Iêeei!"

Ao que, no dia seguinte, tive sua resposta:

"Pára de comprar faca! Não tem mais espaço, mulher!"

Dei ouvidos ao apelo desesperado de meu marido? É claro que não. Havia entre as lojas de cozinha e mim uma atração irresistível. Era impossível passar por qualquer uma delas sem arrastar minha tia para dentro para fuçar em tralha. Ela ria e meneava a cabeça, num misto de preocupação e surpresa, assistindo à minha crescente empolgação frente a cortadores de biscoito e panelas. Hoje minha tia provavelmente pensa que sou um pouco biruta.

Quando pus meus pés brasileiros na Sur la Table e na Williams-Sonoma, comecei a contar mentalmente meu dinheiro, para saber se seria possível levar as lojas inteiras. Ok, respire fundo. Seu apartamento é minúsculo, sua cozinha já está irremediavelmente abarrotada e a verdade é que você não precisa de micro-panelinhas verde-limão da Le Creuset, nem de um pilão mexicano. E acalme-se, não leve todos os cortadores de biscoito: você nem faz tantos biscoitos assim.

Ai, ai...

O resultado do equilíbrio entre a histeria consumista e a fagulha moribunda mas ainda existente de consciência em mim, está aqui:

Uma forma de mini-muffins num preço justo (não os absurdos 90 reais que as lojas cobram por uma forma da Tramontina);

Uma forma francesa de madeleines não antiaderente (enfim!!), porque assim elas criam aquelas deliciosas casquinhas em volta, que de outra forma não existiriam;

Um assadeira de baguettes, para aplacar o perfeccionismo irritante da padeira dentro de mim;

Duas formas de madeira de biscoitos chineses, pelas quais fiquei absolutamente encantada quando fui à China Town de San Francisco (não sei ainda o que fazer com elas, mas inventarei alguma coisa);

Quatro novos cortadores de biscoito: uma árvore de Natal, um homem de gengibre, um pé e um osso, pois sempre quis fazer cookies de gente que tivessem cara de biscoito de cachorro. Só pela piada;

Dois silpats;

Um pano de linho para queijos e afins, pois nunca os encontrei por aqui (e me arrependo de não ter comprado mais);

Quatro potinhos dengosos com desenhos de tomate, beringela alcachofra e aspargos;

Um cesto para fermentar pão, para que ele fique com desenhos circulares sobre a casca;

Uma espátula decente de cabo de madeira;

E, finalmente, minhas lindas, fantásticas, afiadíssimas facas alemãs Zwilling Henckels: um jogo com uma de chef de 8 polegadas, uma multi-uso e uma de frutas. Eu pretendia levar apenas uma. Mas quando vi que o jogo (que ainda vinha com uma chaira nova) custava um terço do preço de uma única faca aqui no Brasil ("por que diabos?" seria uma ótima pergunta), não pude me controlar. Cheguei a experimentar uma faca de chef da Global. Deus do céu: a faca não tinha nem 2mm de espessura, era a lâmina mais bonita que já vi, e tinha o peso de um talher de plástico. Absolutamente sensacional! Mas a vendedora foi atenciosa e explicou que aquela era uma faca delicada, que não era feita para cortar ossos ou abóboras, serviços para os quais facas mais pesadas seriam mais apropriadas. Bom, não sei quanto aos ossos, mas abóboras muito me interessam. Henckels it is!

Como vocês podem ver, eu fui uma boa menina, e nem me descontrolei... muito.

21 comentários:

Dani disse...

Que bom que a viagem foi boa, Ana! Você voltou empolgadíssima ou é só impressão? :D
Não tem como deixar de apreciar as facas, são o máximo mesmo. Mas as formas de biscoito orientais são lindas! Adorei!

Aiai... utensílios pra cozinha são a perdição! A perdição!

Beijo, bom ter o la cucinetta de volta à ativa!

Júlia Copetti de Queiroz disse...

Teus textos são deliciosos, e as fotos lindas demais!

Me diverti pra caramba lendo esses últimos posts! O lance de lojas de cozinha ter imãs, concordo plenamente, impossível passar na frente de uma e não entrar e ficar horas curtindo.

Está convidada a visitar nosso blog, e quando tiveres vontade mande uma receita de tua autoria, publicaremos com o maior prazer!


Júlia Copetti de Queiroz

Letícia disse...

Oi Ana, que bom que fez boa viagem. Nossa, lojas com coisas de cozinha são o máximo, eu fico louca cada vez que entro em uma. As facas são lindas, o que deve ser insuportável mesmo são os cortadores de biscoito. São tantos diferentes que dá vontade de levar um de cada, mas calma não é, a casa fica entulhada e não sabemos mais onde enfiar tantas coisas. Bem é muito legal ver vc escrevendo novamente, tomara que coloque em uso todos os seus objetos de estimação em breve e faça delícias com eles.
Bjos

Julia Valsecchi disse...

Adorei ,, esse texto ,, ah e mais nada de facas rsrsr Bela compra.
]Beijos

Daniely Novo Kamaroff disse...

BENVINDA!!!

Michel disse...

Essas facas estão apetitosas.

camilaviana disse...

Olá Ana,sou nova aqui.
Estava procurando algo sobre os milhares de tipos de creme de leite e achei o link do seu blog.Estive vasculhando e adorei.Tenho 17 anos e esse ano prestarei vestibular para gastronomia,minha paixão.

Muito bom o blog,amei!Beijos

dricka disse...

Eu também querooooo!
Quero tudo desde os utensilios até as guloseimas.
Já estávamos com saudades!Você foi, deixou a porta aberta e eu entrei e sai de sua cucinetta tantas vezes que acabei deixando todo mundo por aqui mai gordo.Rsrs

Tia Maria Rosa disse...

A tia nao acha que a Ana eh biruta, mas ja chegou na idade e na consciencia que nao precisa comprar tudo, sabendo apreciar o que tem, preferindo gastar em viagens e degustacoes gastronomicas em vez de aquisicoes culinarias. Mas eu nao cozinho tanto quanto ela ;-D

A compania da Ana na roadtrip Californiana foi o maior prazer.

Um beijo carinhoso da
Tia Maria Rosa

Vitor Hugo disse...

Ana, se inveja matasse eu tinha morrido ao ver as formas de madeleines! uhauahuah

Pois é, também não compreendo esse preço absurdo da forma da tramontina! Tá certo que tem o peso da marca e tudo o mais, mas é *só* um forma, não entendo... heheh

yaralucas disse...

Olá, bem vinda de volta! :o)

Sei bem como é esse negócio de cortadores de biscoitos, comprei uma caixa com uns 10 em minha última viagem. eles tem valor sentimental, hohoho.

Adorei as facas! E as formas de madeleines, de muffins e a de baguetes! Mal posso esperar pra ver tudo de delicioso que vai sair daí :o)

Beijos pra você!

guilherme.atencio disse...

Eu também sou maluco por este tipo de coisa, mas facas me deixam especialmente fascinado!
Lindas tralhas!

Ana Elisa disse...

Oi, pessoas!
Nossa, que bom que ninguém sumiu nesse meio tempo! Fico maravilhada com a atenção de vocês!
De fato, foi difícil não trazer um monte de tralha; tinha de ficar me lembrando de que alguns itens eu poderia comprar no Brasil numa boa.

Júlia e Camila, bem-vindas!

Michel, as facas são SENSACIONAIS! Recomendo muitíssimo, de você encontrá-las por aí.

Vitor,
Essas formas de madeleine eu confesso que foram mais salgadas do que eu esperava. Agora tenho de pegar um bom dia para fazê-las, uma vez que (até onde eu sei), elas não se conservam muito bem por mais de um ou dois dias...

Tia, que prazer em te ter aqui!!!! Já fiz ovo poché por aqui, como você ensinou! Acho que seu vício é contagioso... Mas os pãezinhos que comi por aí vão deixar saudades!

Beijos a todos!

Sabrina disse...

Que bom que gostou da viagem as facas Zwilling Henckels são as melhores, eu uso e sempre acabo cortando os dedinhos, rs... Queremos ver as receitas com os novos utensílios.
Beijos

Anônimo disse...

QUanto custaram as facas?
O blog é maravilhoso, descobri por acaso, ao tentar descobrir o que é sour (sower) cream que vi em um programa da Nigella.
Joguei no google e apareceu um site citando seu blog.
Ganhei na loteria!
Valeu
Gustavo
gustavo_amora@yahoo.com.br

Ana Elisa disse...

Sabrina,
de fato, já até avisei o marido para ter cuidado ao usar as danadas, pois elas cortam dedos como manteiga!

Gustavo,
Perguntinha, hein?! Bom, a faca de chef de 8 polegadas, sozinha, cheguei a encontrar por cerca de 90 dólares em algumas lojas menores. Mas acabei comprando o set na William-Sonoma.

Beijos!

Kelps Leite de Sousa disse...

Sinto falta dessas lojas especializadas por aqui. Estou atrás de umas assadeiras de baguettes como essas a muito tempo (mais de 1 ano) e não encontro em lugar nenhum. Por acaso você sabe onde encontrar isso por aqui?

Também queria muito poder montar uma lista de lojas especializadas de São Paulo, desde "tralhas" até ingredientes. Já tentei começar mais de uma vez mas nunca passo de uma meia dúzia de lugares. Acho que preciso sair mais....

Daniel Figueiredo disse...

Ahhh, fiquei com muita inveja das suas forminhas de madeleines! Eu as quero pra mim! hehehehe.

Tatoo disse...

Oi Ana,

consigo entender perfeitamente a sua sensação ao entrar nas lojas de cozinha. Viajei a trabalho esse ano e quando entrei na William-Sonoma fiquei piradão... Pior é que um colega de trabalho estava comigo e sem a menor vontade de estar na loja. Como tinha ficado até aquele momento por conta dele, teve que aturar. Acabei comprando (muito) mais do que devia. Inclusive minha batedeira planetária (que depois rendeu um drama, como trazê-la?). Comprei facas (preferi Wüsthof), a batedeira, descascador de legumes (um conjunto que vem com cortador de juliene e outro para cascas delicadas)e até tábua de corte eu trouxe (eu, com meu sem jeito, preciso de tábuas grandes e aqui não acho).
Formas e cortadores é que não dei muito sorte. A loja em que fui (foi tudo muito corrido e não pude visitar outras) estava meio devagar.

Bjo gde,

Tatoo

Mãe do Dudu e do Guigui disse...

Dentre meus sonhos de consumo (com finalidade culinária) encontra-se uma forminha para madeleines!
Tudo de bom deliciar-se com um passeio como este!

Silvana Nunes .'. disse...

Nossa, estou louca atrás dessa chapa para baguetes. Onde as encontro? Qual seria o nome correto delas, porque nem na internet consigo encontrar.
silnunes@gmail.com

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails