segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Bolo de pera. A vida é isso aí.

Porque a vida é um saco de velho... er... ops. Quer dizer. Esse texto é de outra pessoa. ;) Mas a vida não é moleza não. A vida é você passar o dia enrolando, escolhendo a dedo uma receita onde usar saborosíssimas peras orgânicas, encontrar uma que usa todos os ingredientes que você tem em casa (avelãs moídas, ameixas secas, açúcar mascavo, extrato natural de amêndoas), deixar a manteiga amolecer direitinho, seguir tudo a risca e obter uma massa linda numa forma cuidadosamente untada, cuidar do bolo no forno na temperatura exata... e ser apressadinha na hora de desenformar e f*der tudo. Aquele momento que te dá preguiça de dar dois passos para o lado e apanhar uma faquinha para cuidadosamente descolar o fundo do bolo, e você resolve que dar uma balangandinha na forma não vai fazer mal. E o bolo sai assim: rachado no meio e com o fundo colado na forma, de modo que uma única fatia não será tirada inteira. Um bolo perfumado, delicioso, completamente destruído por um gesto impensado.

Isso é a vida.

Não é aquele monte de blog que a gente lê que mostra crianças de dois anos de vestidinhos incólumes segurando nas mãozinhas em conchas um punhado de mirtilos frescos recém-colhidos do jardim. A vida é teu filho com o moletom sujo de terra e ranho, arrancando as flores do seu pé de mirtilo e decidindo que, melhor que comer o danado do mirtilo, é esmagá-lo na mão – BEM mais divertido.

A vida não é a casa de revista de decoração, é o rolo de pelo de cachorro passeando pela sala que você acabou de varrer, no melhor estilo bola de feno em filme de velho oeste – só que ao invés de uma cidade empoeirada, é sua sala empoeirada.

Mas a vida é também você dividir os problemas alimentares do seu filho com outras mães na porta da escola, e então o pimpolho chegar em casa e se servir sozinho de um pratão de quinua e salada de cenoura, deixando você com cara de tonta, pensando se havia de fato algum problema.

A vida é você dar morango com chantilly fresquinho para o seu filho mais velho e, ao sair e voltar da sala, dar de cara com a mais nova cheia de chantilly na cara, e o pimpolho feliz da vida por ter mostrado as alegrias do morango com chantilly para a irmã de 7 meses. ¬_¬

A vida é você catar os cacos de bolo do fundo da forma e tentar remontar a atrocidade no prato, e comê-lo assim mesmo, feio e destruído, porque comida está cara pra dedéu, e seu filho vai continuar achando o bolo gostoso mesmo assim.

A vida é seu marido que não gosta de bolos gostar justo desse.


BOLO DE AÇÚCAR MASCAVO, PERAS, AMEIXAS E AVELÃS
(do sempre ótimo Baking, From My Home do Yours, de Dorie Greenspan)

Ingredientes:

  • 2 1/4 xic. farinha de trigo
  • 1/2 xic. avelãs moídas ou nozes (ou 1/4 xic. farinha de trigo)
  • 1 colh. (chá) fermento químico em pó
  • 1/2 colh. (chá) bicarbonato de sódio
  • 1/4 colh. (chá) sal
  • 230g manteiga sem sal em temeperatura ambiente
  • 2 xic. açúcar mascavo claro, apertado na xícara
  • 3 ovos grandes, orgânicos, em temperatura ambiente
  • 1 1/2 colh. (chá) extrato natural da baunilha
  • 1/4 colh. (chá) extrato natural de amêndoas (apenas se estiver usando as avelãs ou nozes moídas)
  • 1 xic. buttermilk, em temperatura ambiente*
  • 2 peras médias, descascadas, sem os miolos e picadas em pedaços de 0,5cm
  • 1/2 xic. ameixas secas macias, sem caroço, picadas em pedaços de 0,5cm
* Buttermilk: junte 1 xic de leite a uma colherinha de vinagre, misture e deixe em temperatura ambiente enquanto a manteiga amolece. Nesse tempo, o leite vai talhar. Use a mistura no lugar do buttermilk. 

Preparo:
  1. Pré-aqueça o forno a 180ºC. Unte com manteiga e enfarinhe uma forma com furo no meio (Bundt ou comum) com capacidade de 12 xícaras. 
  2. Numa tigela, misture com o batedor de arame a farinha, avelãs, fermento, bicarbonato e sal.
  3. Na tigela da batedeira, bata a manteiga e o açúcar em velocidade média até que fique claro e fofo.
  4. Junte os ovos, um a um, batendo bem entre cada adição. 
  5. Junte a baunilha e o extrato de amêndoas, se estiver usando. Reduza a velocidade para baixa e adicione 1/3 da farinha, batendo apenas até que incorpore, então 1/2 do buttermilk, e prosseguindo até que tudo esteja incorporado, tomando cuidado para não bater demais.
  6. Com uma espátula, incorpore as peras e as ameixas e espalhe a massa na forma, alisando a superfície. 
  7. Asse por 60-65 minutos, ou até que esteja firme, dourado e um palito inserido nele saia seco. Transfira para uma grade e deixe que esfrie por 10 minutos antes de CUIDADOSAMENTE desenformar. ¬_¬ Se quiser, polvilhe com açúcar de confeiteiro. Bem coberto, o bolo se mantém fresquinho por uns 5 dias ou por 2 meses, se congelado.

(Ela sugere trocar as peras por maçãs e as ameixas por uvas passas, e já fiz isso, omitindo as nozes, mas essa combinação de avelãs, peras, ameixas e o extrato de amêndoas é muito mais saborosa.)

22 comentários:

Dayanne Guerra disse...

Ana, como é bom um post novo no seu blog. Imagino como deva estar corrido para você, então só posso lhe desejar o melhor em seus dias, mas posso dizer que fico com saudades???

Fulana disse...

kkkkkkk Ana, quando li que nenhuma fatia ia se salvar, subi de novo o texto e fui procurar bem, ver se não tinha jeito. E o pior é que dessa vez não tem mesmo! Mas aposto como ficou uma delícia...
Concordo com Dayanne, também sinto falta de ler os teus posts, aliás, estou nesse momento relendo os bolos, pois quero fazer um de cenouras hoje à noite. :)
E não querendo abusar mas já abusando, tem uma foto da Laura pra gente ver? Morro de curiosidade!
Beijos

Barbara disse...

Nunca comentei aqui, mas leio sempre. Adoro seu jeito de escrever e mesmo com as pequenas desventuras, toda vez que leio sobre como você alimenta seus pimpolhos, me dá vontade de fazer um bebê.
Esse post me fez rir (desculpa...) e guardei a receita e todo o resto. Imagino que lindo a Laura suja de morango e rio sozinha.

Elba Santos disse...

Olá Ana. Há tempos procurava uma receita desse tipo pra fazer pra minha sobrinha de 1 ano e 4 meses. Ela come de tudo: desde jiló a pão preto com geléia de limão. Gostaria que você postasse, se posssível, alguma receita de cheese-cake. Mas daqueles com sabor intenso, tipo americano. Um abraço.

Carolina Rosa disse...

Ana obrigada por compartilhar sua vida conosco! Me senti tão bem lendo o seu post, porque percebi que não é só aqui que o pelo de cachorro rola no chão, que a sala empoeira, o filho se suja todo e o bolo racha ao meio... Beijos e uma boa semana pra ti!

Anônimo disse...

Muito bom! Adorei!

Dani disse...

Acabei de fazer aquele bolo delicioso de maçãs e aveia (receita do seu blog) e é lóoooogico que deu meleca: dobrei a receita pra aproveitar o forno e a forma de cupcakes com os bolinhos menores (prontos pra menino levar pro lanche na escola) estragou o bolo grande embaixo, que eu esqueci que bolo cresce ;) Mas o bolo está delicioso mesmo assim, obrigada pela receita!

Letícia disse...

Oi, Ana!
Como eu adoro seu blog!
Fico super feliz qd vc escreve posts novos!!!
Ri muito nesse!
Que bolo delicioso! Fiquei com vontade de ganhar um pedaço quebradinho!! Ou a casquinha que grudou na forma!!! :)

thatiana Bandeira disse...

A vida é osso... Ops, quer dizer, é isso!!!

Anônimo disse...

Saudades minha linda e amada Ana!

Ouvi dizer que uma criança demora mais ou menos umas 20 vezes para gostar de um alimento.

Nem precisa explicar, sei que está tudo muito corrido para ti mas estamos aqui visse?

Mande notícias do Gnoche em seus textos como no texto de hoje.

Bjs da Nana L.O.V.E

Sarah Abreu disse...

Adoro seu jeito de escrever! E a vida, bem, a vida é a vida, uai! Boa, mesmo com um bolo quebrado que parece apetitoso mesmo assim!

Te desejo uma ótima semana!

Ulysses Borges disse...

Ana,
Não canso de dizer e repetir que seu blog é o meu preferido. Não suporto mais esses blogs de faz de conta onde tudo é lindo, limpo e fresco.... Qual é? Seu blog transparece verdade e é por isso que gosto tanto. E o bolo mesmo quebrado parece uma delícia! Só podia ser da Dorie. Como gosto de verdades, vou lhe contar que são 1:20 da manhã, tenho um evento amanhã no trabalho o dia todo e aula a noite, mas estou esperando a segunda fermentação do seu delicioso pão de leite! hehehe

Sarah Faria disse...

Me senti na sua pele.
Fico sempre tentando fazer parecer que a minha vida é tipo as dos blogs com crianças com mirtilios perfeitos na mãe.
Mas não!
E meu blog em questão de imperfeição da mostrando bem o que a vida realmente é!
Parabéns mais uma vez!
www.tricotandonacozinha.blogspot.com
um beijos da cozinha virtual, vizinha de cozinhas
sarah

Sarah Santos disse...

Oi Ana,amo seu blog .

Terminei de ler e fiquei pensando que seu dia a dia pode ser tudo menos monótono.
Pena que não sobre $$$ para eu testar suas receitas.
Beijos

Anônimo disse...

Vc escreve a vida real, e eu acho o máximo!!! Qdo conheci 'vc', lia vários outros blogs de culinária, e com o tempo deixei pra lá exatamente pela falta de realismo.
Ri qdo citou a bola de pelo do cachorro rolando como nos filmes de velho oeste, me identifico pq aqui é igual, por mais q eu limpe ;) e claro, tb tenho um bebê, mas ainda com seus 3 lindos meses.
Valdete

Cynthia Nogueira disse...

Preciso romper a minha trava com peras. Não consigo imaginar nada feito com elas, acho uma fruta super sem graça. Quem sabe esse bolo me surpreende?

PS: Ainda bem que eu odeio mortadela !

Sabrina Romano disse...

Você é foda, Ana, e está cada vez melhor...

Poliana Muniz disse...

Oi, é a primeira fez que escrevo um comentário, não só no seu blog, mas em toda minha vida! Acho que talvez nunca são lidos!Bem, acompanho seu blog já tem bastante tempo, e fico feliz quando vc escreve, adoro a maneira divertida que vc coloca as coisa. Mas este texto de de hoje eu amei, pq é relamente assim, os blogs, apenas mostram a vida perfeita, que não é a nossa, bem, não a minha, pois tmb sou mãe e alem disso professora e dona de casa, portanto meus bolos tmb quebram! :)

lili disse...

A vida é não ter em casa, os ingredientes para fazer esse bolo. ò dia, ó vida, ó azar...

Anônimo disse...

Oi Ana. E é por isso mesmo que nós esperamos pelas suas postagens, porque é vida de verdade e não de faz-de-conta. Mas diga aí, para quem vai fazer as avelãs moídas em casa mesmo, tiro ou não a pele?
Patrícia

Aline disse...

Olha que fofura: uma mãe ensinando a filha a fazer omelete. http://www.youtube.com/watch?v=Nf89JNgxbYo

Erica disse...

Fiz hj. Ficou divino. Desenforma superfacil.
Ficou com uma aparencia otima.

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails