sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Bolinho de aniversário

Esse ano não teve bolo. Como não fiz festa, achei por bem das minhas ancas pular o bolo de três camadas que eu não teria a quem distribuir. Depois de quase duas semanas de sono ruim, por conta de birras na hora de dormir e durante a madrugada, também não me sentia disposta a tanto. Thomas, que desde os oito meses dormia 12 horas por noite ininterruptas, e que sempre foi deixado acordado no berço para dormir sozinho, sem precisar ser ninado ou convencido, agora parecia ter mudado de ideia: era colocar no berço para abrir um berreiro escandaloso, como se o colchão fosse feito de espinhos. E isso valia também para a soneca durante o dia.

Pode imaginar meu cansaço diante da situação.

Então, já chegando num ponto insuportável, meu marido teve uma epifania: "E se transformássemos o berço em mini-cama?"

Pensei.

"Hmmm... talvez ele esteja ficando aflito de ser colocado ali dentro e saber que só vai sair quando quisermos tirá-lo?"
"É, não custa tentar", disse ele.

E lá foi o homem de parafusadeira em punho desmontar o berço e remontá-lo como mini-cama, enquanto Thomas saracoteava em volta, encantado com a movimentação. Foi um momento de orgulho e aperto no coração ver aquela caminha pequena e baixa ali, encostada à parede, com lençoizinhos arrumados e travesseirinho. Como uma das camas dos setes anões. E tendo matriculado meu filho na escola naquele mesmo dia, e sendo meu aniversário de 33 anos no dia seguinte, senti-me incrivelmente velha. Meu filho estava crescendo rápido e o tempo estava passando. Mas era um aperto bom. Pois tem sido melhor a cada dia.

Claro que foi um parto colocá-lo para dormir. Há crianças que não entendem logo de cara que podem sair sozinhas da cama, acostumadas ao confinamento do berço, mas Thomas, que é cabrito de montanha, escalou minha mesa de desenho com 6 meses, e preza por sua liberdade, imediatamente desceu chorando e correndo para a sala, no melhor estilo criança histérica do Supper Nanny.

Bota de volta na cama. Sai da cama. Bota de volta. Sai. Segura um pouco. Tenta acalmar. Trinta e cinco minutos depois, relaxa e dorme. A noite toda.

Na manhã seguinte, sou acordada por um chorinho de 0.3 segundos, que pára de repente, e é seguido de sons de passinhos no assoalho: tomp, tomp, tomp, tomp. Os passos se afastam, em direção à sala, e depois retornam, fazendo surgir ao pé da minha cama um rostinho redondo e amassado de travesseiro, de chupeta e cabelos loiros desgrenhados. Uma risada, e ele volta ao seu quarto, subindo novamente na cama para fazer manha de preguicinha.

Naquela noite, para minha alegria e surpresa, dei-lhe banho, botei-lhe o pijama, e, ao invés de niná-lo no colo até o berço, coloquei-o no chão: e eis que ele caminha rápido até a caminha, sobe sozinho e deita-se. Sento-me ao seu lado, canto um pouco, ele faz uma graça, e quando saio do quarto para atender ao telefone, ao contrário das minhas expectativas, ele não corre chorando atrás de mim. Ele adormece sozinho.

Presente de aniversário como esses eu nunca tive. ^_^

Nos minutinhos restantes do meu dia, que começara bem, com passeio para catar amoras no vizinho e continuara com um almoço gostoso com minha mãe, em São Paulo, resolvo me preparar cupcakes de chocolate. Rapidíssimos e deliciosos. Preparei meia receita, pois seis cupcakes de chocolate com cobertura de chocolate para uma aniversariante, um marido que não come bolo e uma criança que ainda está proibida de comer doces que sejam apenas doces pelo doce, estão mais do que bons.

Caso você não tenha acesso a unsweetened chocolate (chocolate a 99 ou 100% de cacau - já comprei no Sta Luzia várias vezes) use sua cobertura favorita. Os bolinhos em si ainda valem a pena, deliciosos e macios. 

CUPCAKES DE CHOCOLATE
(do livro Sinfully Easy Delicious  Desserts, da Alice Medrich)
Rendimento: 12 cupcakes (mas pode ser feita meia receita, como eu fiz)

Ingredientes:
(bolinhos)
  • 1 xic. farinha de trigo orgânica
  • 1/3 xic. + 1colh (sopa) cacau em pó
  • 1 xic. + 2 colh. (sopa) açúcar cristal orgânico
  • 1/2 colh. (chá) bicarbonato de sódio
  • 1/4 colh. (chá) cheia de sal
  • 8 colh. (sopa) manteiga sem sal, derretida
  • 2 ovos grandes, orgânicos
  • 1/2 xic. água quente
  • 1/2 colh.(chá) extrato natural de baunilha
(cobertura)
  • 115g chocolate 99% ou 100% de cacau, picado grosseiramente
  • 5 1/2 colh. (sopa) manteiga sem sal, cortada em pedaços pequenos
  • 1 xic. creme de leite fresco
  • 1 xic. açúcar cristal orgânico
  • 1/4 colh (chá) sal

Preparo:
  1. Pré-aqueça o forno a 180ºC e posicione a grade no terço inferior do forno. Forre a forma de muffins com forminhas de papel. 
  2. Numa tigela, misture com o fouet a farinha, cacau, açúcar, bicarbonato e sal.
  3. Junte a manteiga derretida e os ovos e misture com cuidado até formar uma pasta espessa. Então bata com o fouet umas 30-40 vezes, vigorosamente.
  4. Usando uma espátula, misture a água quente e a baunilha, até que a massa esteja homogênea. Distribua nas forminhas e asse por 18-22 minutos, até que um palito saia limpo quando inserido no meio dos bolinhos. Deixe esfriar por 5 minutos ainda na forma, então desenforme e  deixe esfriar completamente numa grade antes de decorar. 
  5. Enquanto os bolinhos estão no forno, faça a cobertura. Coloque o chocolate picado e a manteiga numa tigela resistente a calor.
  6. Numa panela, leve à fervura branda o creme de leite, o açúcar e o sal e cozinhe em fogo baixo por 4 minutos, mexendo sempre.
  7. Derrame a mistura sobre o chocolate e misture com o um fouet até que o chocolate tenha derretido e a mistura esteja homogênea e brilhante. Leve à geladeira, descoberto, por uns 40 minutos, tempo em que os bolinhos também estarão esfriando. Quando a cobertura estiver fria, mas não dura demais, coloque num saco de confeitar e decore os bolinhos.

32 comentários:

Anônimo disse...

Oi Ana,
Parabéns e muitas felicidades, o aniversario é seu e o presente é nosso... Amo seus escritos!
Desse jeito vou acabar antecipando a vinda do meu bebe!!!
Você faz tudo parecer simples e mágico ao mesmo tempo.
Beijos e mais uma vez parabéns
Thatiana Bandeira

CRISTIANE LARA disse...

Bom dia ! Ai que fofo esse seu filho, Ana ! Tenho certeza que não teve presente melhor do que esse mesmo. E o bolinho está muito fofo também ! Receita anotadíssima ! Tenha um ótimo dia !

Carol disse...

Ana...
comecei a ler seu blog há alguns anos atrás, por conta das receitas.. hoje nem olho direito as receitas... tenho muita preguiça...rs.. mas adoro a maneira que você escreve e descreve sua vida, sua rotina.. me identifico muito e consigo visualizar cada detalhes descrito, fazendo com que cada linha aqui no blog, seja extremamente divertida...
Me identifico ainda mais agora, por estar esperando minha primeira filha.. grávida de uma menina, assim como você, acho que isso é a única coisa que temos de pseudo-semelhante... rs..
Queria só dizer que é sempre um grande prazer a leitura aqui e que acho a maneira que você leva as coisas muito bacana, divertida... Desejo muita saúde e felicidades em mais um ano de vida, agora com a sua pequena encantadora de corações.
Um abraço.
Carol

Andreia T. Farias Britez disse...

EU SABIA!!! Sabia que ia sair alguma coisa deliciosa do seu forno... rsrsr... Ana, só uma perguntinha: comprei as forminhas de papel da Wilton e também a forma de muffins. Minha primeira tentativa foi na semana passada com os Muffins de abóbora da Dorie e quando tirei eles do forno, a forma estava manchada de rosa (cor das forminhas). É normal? Isso já aconteceu com vc? Vi que vc usa forminhas brancas... Beijos!

Carlos disse...

Ana, sei q o post não é sobre isso, e sei mais ainda q tu não curte q façam isso, mas vou arriscar...é apenas uma dúvida...li uma receita de pizza de fermentação lenta q tu linkaste por aqui (da A16: Food+wine)...E fiquei com a seguinte duvida...pq na sua (da receita MINHA PIZZA FAVORITA) vc coloca açucar junto ao fermento e nessa gringa não rola?
Gosto de pizzas daquelas crocantes por fora, molinhas por dentro...
Agradeço se vc puder responder, estou desesperado a procura da pizza perfeita...heeheheh

Forte abraço!

Ana E.G. Granziera disse...

Andreia,
como só uso forminhas brancas (dessas compradas em supermercado mesmo, super simples e baratas) nunca me aconteceu. Eu fico meio com pé atrás de usar forminha colorida porque acho desperdício de tinta e recursos em algo que vai imediatamente pro lixo: meio que nem papel higiênico colorido.

Carlos,
são só receitas diferentes. A pizza do Food+Wine é deliciosa. Se você achou a receita, tente-a.

bjs

Vanessa Cordeiro disse...

Ana, você escreve incrivelmente bem. Gosto muito!
Você bem que podia disponibilizar pra gente o livro que vc já escreveu :-)

Luciana Betenson disse...

Parabéns Ana :-) É um aperto bom, sim. Bjs querida!

#Dede# disse...

feliz aniversário Ana! e obrigada! nesse mundo tao doido e tao exigente e cheio de dedos apontados, ter alguem realista, pé no chão, simples é dificil..eu com olhos d'agua me identifico e agradeço pelo meu presente de aniversário que é ver que nada é um bicho de 7 cabeças com uma bebezuca com menos de 2 anos. acho vc o tipo de pessoa que eu ficaria horas numa boa conversa, sem nem olhar no relógio!:) bjkas!!

Anônimo disse...

Parabéns! Três vezes, pelo aniversário, pelo bebê e pelo menininho!

Alessandra

Andreia T. Farias Britez disse...

Ai que vergonha, Ana!! Burrice minha, mas vivendo e aprendendo... Eu achava que pra ir no forno tinha que ser própria pra isso, nunca imaginei que essas de mercado, simples, pudessem ser usadas... Obrigada!

Mariana disse...

Feliz aniversário, Ana!
Nunca tinha ouvido falar desse chocolate. Não sou da capital, mas assim que tiver uma oportunidade, vou comprar. Eu costumo comprar um 85%, só que é da Cacau Show.. não confio muito, mas é o melhor que encontro por aqui.
Parabéns pelo filhote nessa nova fase também.

Ju e Júlio disse...

Com a minha ana foi assim, até que coloquei um colchao no chão que ela ama até agora. Sono resolvido e pais felizes. Feliz aniversario!

Marcia H disse...

Parabens Ana,
bom ouvi essas novidades de seu filho. Vc ja ouviu falar do quarto a la Montessori, tem umas coisas legais para criancas assim, que gostam de liberdade rsrs e sao desbravadoras

um beijo

Cynthia Nogueira disse...

Parabéns Ana!
Muita saúde, dinheiro, sossego e uma gleba de terra com uma casinha de varanda cercada com floreiras.
Delícia de bolinho hein!!!
Vou fazer este fim de semana para deixar pronto pra galera que vai se ver livre de mim por uns 03 dias.
E o nome da pequena justiceira? Já escolheu?
Abs.

Dricka disse...

Ana Parabens! Sou pessima com datas,mas muito sincera com desejos e desejo que sua vida seja repleta de felicidades, pequenos gestos, grandes momentos e imensas conquistas.
Bjs

Sil disse...

Ana, parabéns!! Muitas realizações, sucesso e luz!!
Quanto ao Thomas, penso que ele está "sentindo" que vem novidade por aí!... Crianças são extremamente sensitivas, e ele não sabe exatamente o que virá, mas isto pode estar deixando-o inquieto...
Aceita uma sugestão (de psicóloga)?
Comece a conversar com ele contando que uma bebezinha virá logo, logo, até compre um presente prá ele dar a ela quando ela chegar, e sempre diga a ele, com carinho, abraços e chamegos, que ele é e sempre será seu filhinho querido!... Depois, vc dirá o mesmo a ela também, separadamente, quando rolar a ciumeira entre eles!... Queremos sempre o amor de nossos pais, não aceitamos dividi-lo com outro. Mas vc e eu sabemos que há amor suficiente pra todos, não é?

bjs

lili disse...

FELICIDAAADES! Que saudades de pezinhos fazendo tomp, tomp, tomp pelo corredor ao primeiro trovão que estalava...

Livia Luzete disse...

Querida Ana (sim você é uma adorável desconhecida mas que é muito querida por mim), então Feliz Aniversário, estendido já que hoje já são 06 de outubro.

Tava pensando como foi com meus dois filhos nessa fase...foi bem tranquilo. E só posso dizer: Obrigaduuu! Na verdade tive sorte com fraldas,desmame da mamadeira,chupetas e a transição do berço para a caminha. Obrigaduu,de novo!
Concordo com a Thatiana Bandeira, o aniversário é seu, o presente é sempre nosso.
E concordo com vários comentários aqui, que é muito bom ler seu blog.
Achei ótima a ideia da Sil em relação a comprar um presente para o Thomas presentear a pequena justiceira, dá uma responsabilidade a ele, uma cumplicidade a ele com vocês ,os pais e avós que estão felizes com essa chegada da bebê. Acho bem legal essas dicas, do aprendizados das outras pessoas e que vão nos passando generosamente.E como não ser generosa com você, que é tanto conosco!!?

Carolina Frîncu disse...

Parabéns atrasado! Deus te abençoe e dê pique para os petiticos, para o grandão e o peludo. Ah! E para continuar cozinhando, trabalhando...
Ana, só não encaro esses cupcakes agora porque tenho um brownie mega calórico no forno e ainda preciso perder o peso que grudou em mim depois da segundinha - totalmente diferente do primeiro, que me secou - mas está na lista. Thomas e Levi parecem ser da mesma turma... Levi com 9 meses andava sozinho pelas pracinhas e calçadas. Bjos.

dri disse...

Parabéns Ana Muitas Felicidades
Muito fofo o Thomas qual a idade dele ? bjs

Renata V disse...

Ana, adoro seu blog, sempre acompanho. Fiquei mto feliz qdo decidiu voltar e compartilhar sua sua cozinha e sua vida conosco novamente. Sempre que recebia por e-mail a atualização do blog, o meu dia ficava mto melhor :) Parabéns, mta saúde e alegrias para vc. Parabéns tb pela filhota que vai chegar. Um abraço.

Rninguem disse...

Ana, faz um tempinho que você postou uma outra receita de cupcake de chocolate. E é uma receita tão boa, mas tão boa, que me recuso a fazer qualquer outra, inclusive essa que nem li pra ver se é semelhante :)

Bruna Betamin disse...

Esse post me fez sorrir.
Parabéns pelo teu aniversário.
Parabéns pela tua maturidade de "mãe", em ver teu guri crescendo e se sentir satisfeita por conta da forma como ele está crescendo.
Gosto muito do blog, das receitas e das "conversas".
:)

Dani Hoffmam disse...

Parabéns Ana, toda felicidade pra vc e sua família!
Esses bolinhos estão de matar qualquer um! Ainda bem q meu fogão novo chega amamhã!

Fernanda Mendonça disse...

Ana, estou grávida e vi que você comentou sobre o Thomas dormir sozinho no berço...você usou o método Nana Nenê ou foi algo mais intuitivo? Desde quando ele dorme sozinho? Sei que esse é um blog de culinária, mas muitas vezes você acaba partilhando algo interessante conosco sobre a sua vida pessoal, então espero que não se incomode com a pergunta.Um abraço. Fernanda

Ana E.G. Granziera disse...

Oi, Fernanda.

Acho que isso vai de cada um e de cada criança, mas o Thomas dormiu sozinho, no próprio berço e no próprio quarto, desde o primeiro dia fora da maternidade. Não sei que método é esse que você mencionou, mas usamos muito aquela técnica de enrolar no cobertor (procure um video chamado The Happiest Baby on the Block), que salvou nossa pele em momentos desesperadores. Funciona mesmo (usamos uma mantinha de avião, cortada em forma de quadrado) e de fato funcionou até os 3 meses dele. De resto, era acho que bom senso. Se está alimentado, limpo, sem frio e sem calor, e não está doente, então é manha. Houve vezes em que simplesmente o deixamos chorar até que se acalmasse sozinho e dormisse. Nervos de aço. Mas isso aconteceu acho que umas duas vezes apenas, e não precisou mais. De modo geral, Thomas sempre dormiu bem, às vezes chegava a pular mamadas. Nunca achei muito legal isso de o bebê dormir no quarto ou na cama dos pais. Parece que só dificulta depois, além de estressar, porque você não pode nem revirar na cama que dá medo de acordar o bebê com o barulho. Também nunca fizemos muito silêncio em casa, e Thomas acostumou a dormir mesmo com gente em casa, fazendo algazarra.
Mas foi nosso jeito e foi o que funcionou com ele. Como eu disse, cada criança é de um jeito e cada pai e mãe vai descobrindo o melhor jeito de lidar com ela. Duvido que seja igual com a irmãzinha do Thomas, por exemplo.

bjs

Fernanda Mendonça disse...

Oi Ana, é a técnica do swaddle né? Já até imprimi como se faz pra usar, acho que realmente o bebê deve se sentir mais seguro sim. O Nana Nene parte desse principio que o bebê deve dormir desde o primeiro dia no berço dele, de que os pais não devem acostumar a ninar para dormir, ou qualquer outro comportamento que possa gerar uma dependência daquilo para o sono acontecer. Acho muito interessante, já li várias coisas, mas esta semana me confrontei com uma reportagem que dizia que essa maneira de lidar com o bebê prejudica a criação do vínculo mãe e filho, e pode trazer traumas psicológicos no futuro. Achei bem exagerado, mas acabou preocupando. Espero que no meu caso seja tudo o mais natural possível.Minha casa também é barulhenta, também tenho animais, meu marido gosta de videogame e tem hábito de dormir tarde, então espero que ela se acostume desde cedo!Pra quando é a irmãzinha do Thomas?

Ana E.G. Granziera disse...

Oi, Fernanda.
Bom, o Thomas não parece nem um pouco traumatizado. Se muito, acho que ele ficou é independente. E vinculo com mãe, a meu ver, desenvolve-se amamentando. Thomas é super carinhoso e ligado na gente, mas sem ser daquelas crianças grudadas que abrem o berreiro se não vêm a mãe. :) A pequena chega no fim de janeiro.

bj

Fernanda Mendonça disse...

Que bom, Ana, vou tentar isso e ver como nos saímos. Tudo de bom pra vcs e para os dois pequenos! Beijos

Livia Luzete disse...

Já dando um pitaco sobre maternidade,aqui vai minha experiência. Como o Pietro foi "antecipado" enquanto construíamos duas casas,entramos na menor que só tinha um quarto, até a maior,com o quarto do bebê,ficar pronta. Desde o primeiro dia em casa ele dormiu no berço. Adormecia no meu colo, bem no esquema que a Ana falou,se está alimentado,limpo e sem alguma doença(otite,gripe) dorme logo mesmo.Ele dormia ,o colocava no berço e ficava só, até irmos dormir bem mais tarde. Ao acordar, nós já estávamos fora do quarto,ele ficava conversando sozinho no berço. E assim foi com a pequena também. Embalou,dormiu,berço.

Susane Thees disse...

Oi Ana! Minha irmã segue você e me mandou esse texto pois estou passando exatamente pelo mesmo momento: minha filhinha que sempre dormiu super bem e sozinha, se jogava para o bercinho depois do mamá, está fazendo exatamente como seu filhinho! Você descreveu a Laura! Ainda não parti para a mini cama mas pode ser minha saída também... Adorei seu post! No Natal ganhei um lindo presente dela também: ela me abraçou intencionalmente pela primeira vez! Tinha 5 meses e foi muito emocionante! Imagino como se sentiu com o seu presente de aniversário... Parabéns e obrigada por dividir seus momentos conosco!

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails