quarta-feira, 23 de maio de 2012

O melhor iogurte do mundo – de verdade. Mesmo. Palavra.

Você, meu amigo, que acha que dá trabalho fazer iogurte em casa, olhe para o lado. Estou prestes a lhe dar mais trabalho ainda. Mas nunca mexer uma colher por vinte minutos valeu tanto a pena. Coloque uma música, apanhe um livro fino que você possa ler de pé, e tenha fé de que esse iogurte estragará seu paladar para sempre.

E você, minha amiga, que faz molhos de salada com iogurte porque é mais "light" que maionese, desvie você também o olhar, pois esse iogurte é o resultado da redução de um monte de leite ralo em algo gordo e maravilhoso, quase um pudim, quase um queijo.

Agora você que andava desistindo do iogurte caseiro, porque o marido reclama que ele não tem a mesma consistência firme do sem graça industrializado; você, ah você, que jogou muitas sobremesas no lixo quando elas pediam por "greek style yogurt" e tanto o nosso caseiro quanto o básico industrial simplesmente não serviam para o trabalho... ah. Esse post é seu. Esse iogurte é para você. Esse iogurte que fica com uma linda e espessa camada de gordura por cima, um queijinho delicioso, e cremoso por baixo, esse iogurte que de fato vira uma linda montanha branca por cima das frutas no prato, esse iogurte que nem mesmo precisa de mel, mas com mel vira sobremesa... esse iogurte fará você comprar uma passagem para a Irlanda para abraçar Darina Allen, essa mulher linda que sabe exatamente do que o mundo precisa.

Resisti o quanto pude a essa receita, acostumada a simplesmente abrir o leite UHT em caixinha, aquecê-lo a 46ºC, misturar o iogurte e esperar oito horas. Mas o leite UHT começou a me deixar cismada, principalmente depois do texto de Darina na seção dos laticínios de seu lindo livro, em que ela explica que enquanto o leite cru (ou, até certo ponto, o pasteurizado), se deixado em temperatura ambiente, azeda, transformando-se em outro produto consumível, o leite UHT simplesmente apodrece. Também li vários estudos a respeito de como a ultra-pasteurização do leite mata justamente as boas bactérias de que precisamos e que nos ajudam a absorver determinados nutrientes, e pronto, a neurose estava instalada.

Passei a comprar leite pasteurizado, de garrafa, uma vez que é a única opção. O leite pasteurizado é mais versátil e mais saboroso – com ele você pode fazer queijos, coisa a que o UHT não se presta. Mas mesmo o pasteurizado às vezes pode ter sido aquecido a uma temperatura maior do que deveria, e seu coalho não será forte o bastante para a produção de mozzarella, por exemplo. Acredite, eu tentei. Mas para produzir bom iogurte com o leite pasteurizado, não basta aquecê-lo a 46ºC. É preciso primeito levá-lo à fervura, e então deixar que esfrie a 46ºC, para aí juntar o iogurte e esperar as 8 horas. Ainda que para chegar ao ponto de que gosto, às vezes demoram 10 horas. Bom, eu já estava tendo cinco minutos a mais de "trabalho" do que o normal.

Mas há um problema que não se pode resolver com leite de supermercado: a gordura.

É na gordura que está todo o sabor e a textura. Meu marido, aficcionado por café, durante toda a nossa viagem de férias, observou atentamente os movimentos dos baristas italianos, para aprender os "truques" do cappuccino perfeito. De fato, aprendeu alguns, como bater a jarrinha na bancada para terminar de separar toda a espuma do leite. Mas apenas lá é que ele compreendeu o que eu sempre lhe dissera: cappuccino italiano não precisa de açúcar. E ele, que sempre usa dois pacotinhos, de fato não abriu nenhum. E voltando para casa, apesar da técnica perfeita, a espuma de nossos cappuccinos simplesmente não era tão naturalmente doce e cremosa.

Por quê??
Gordura.

O leite italiano tem mais gordura. Ou melhor: quando as fábricas italianas desnatam todo o leite e o pasteurizam, reincorporam uma maior porcentagem de gordura do que as fábricas brasileiras. Gordura, afinal, é cara. Espero que você saiba, e se não souber, saiba agora: o leite desnatado só é mais caro por uma questão de marketing. Você não se sente idiota, agora? Compre leite integral.

Mas e agora, meu deus? Como vou ter um iogurte maravilhosamente gordo se meu pobre leitinho brasuca é ralo feito água?

Reduzindo o leite e incorporando creme de leite antes de adicionar o iogurte. Gênio. Darina, eu te amo. Allex anda até pensando em misturar creme ao leite para fazer o cappuccino, mas isso é algo a ser experimentado. Algo me diz que pode talhar.

Uma vez que já estava tendo o "enorme trabalho" de aquecer o leite e deixá-lo esfriar, e ainda com o gosto na ponta da língua dos laticínios italianos, resolvi, enfim, testar a receita "trabalhosa" de iogurte.

Dê-se vinte minutos para mexer essa panela. Uma de fundo bem grosso, para o leite não queimar. Não desgrude os olhos, ou o leite sobe (e se subir, mande um f*da-se e continue a receita – acredite, aconteceu comigo). Use para começar qualquer iogurte natural integral que seja constituído apenas de leite e fermentos lácteos (no meu mercado, o da Batavo foi o escolhido). Fuja de qualquer goma ou amido. Em cinco horas você terá um iogurte de fazer chorar de tão bom. Separe todas as receitas que pedem por Greek Yogurt e faça a festa. Imagino um labneh feito com essa maravilha, como deve ficar. Esse é o iogurte que vai fazer seu filho para de botar açúcar no iogurte natural (memórias de infância...).

IOGURTE INTEGRAL DEFINITIVO
Tempo de preparo: 30 minutos + 5 horas de descanso
Rendimento: cerca de 6 xícaras

Ingredientes:
  • 2,5l de leite integral
  • 1 1/4 xic. creme de leite fresco
  • 1 xic. iogurte integral natural (se usar o caseiro, tenha certeza de que está bem fresco, ou o resultado será viscoso)

Preparo:
  1. Coloque o leite numa panela grande de inox e de fundo bem grosso (panela larga é melhor, para facilitar a evaporação). Leve à fervura, abaixe o fogo para o mínimo e mexa o tempo todo com uma colher, mantendo a fevrura branda e deixando que o leite evapore até reduzir 1/3 do seu volume inicial. (Você terá cerca de 1,6litros na panela.)
  2. Desligue o fogo, derrame o leite numa tigela grande de cerâmica ou vidro e junte o creme de leite, mexendo até que esteja bem incorporado. Deixe esfriar até 46ºC ou até que você consiga manter seu dedo mergulhado no leite por no máximo 10 segundos. 
  3. Junte o iogurte e mexa bem para distribuí-lo. Cubra com um filme plástico, enrole a tigela numa toalha ou manta (ou coloque numa sacola térmica) e deixe por no mínimo 5 horas, ou durante a noite. 
  4. O iogurte terá uma camada firme e espessa por cima e uma camada mais cremosa por baixo, com um pouco de soro. Leve à geladeira e consuma em no máximo 10 dias. 
Obs: se você costuma colocar o iogurte em uma garrafa ou pote estreito, NÃO faça isso com esse iogurte. Use uma tigela e mantenha seu iogurte nela, pois ele é realmente espesso e você não conseguirá tirá-lo da garrafa. :P

98 comentários:

Aline disse...

Ai Ana, o que mata de ódio é que eu NÃO encontro de jeito nenhum leite pasteurizado. Não perto de onde eu moro. Se eu estivesse grávida meu filho nasceria com cara desse iogurte.

Luciana leal disse...

Ai que vontade de fazer esse iogurte, deve ser muito bom!! Mas primeiro preciso comprar uma panela de inox decente!! Adorei vc ter voltado Ana, adoro suas receitas e adoro ler seus textos. Bjs

Anderson disse...

Ana, faz um tempo que eu venho fazendo sua receita de iogurte com o leite Batavo Origem, porém sempre fervendo e esperando chegar à temperatura certa antes de acrescentar o iogurte(isso pq prefiro o gosto do iogurte com o leite fervido).No entanto, esse leite deixou de ser vendido em minha cidade (Campo Grande-MS)mas em substituição encontrei um leite bem diferente e novo no mercado chamado LEITÍSSIMO, que resolvi testar. Embora seja UHT, é o leite mais gordo que ja vi vender, tanto que na tampinha dele tem um pouco de creme de leite. É saborosíssimo, livre de antibióticos e na produção as vacas (super selecionadas) são criadas livres no pasto, comendo grama de qualidade.O iogurte que eu faço com ele fica exatamente como vc descreve nesse último post. Veja: http://www.kriando.com.br/leitissimo/
O Globo rural fez até uma reportagem sobre esse leite ( jogue "Leitissimo" no youtube). Dê uma pesquisada rápida, acho que vc vai gostar ! Abraços

Greice Joinville/SC disse...

Aqui na minha cidade tem um supermercado que vende um leite integral UHT uruguaio a preço similar dos brazucas, mas ele é tão gordo que os meus iogurtes sempre ficaram bem cremosos, e o café com gosto de café de fazenda hehe.. um espetaculo :)
Mas esta receita q vc passou, imagino para o verão que em breve voltar a mostrar as suas caras é o céu, até imagino as receitas do Jamie de iogurte + frutas congeladas como sobremesa.Nhamy.. Adeus sorvetes industrializados :)
obrigada por compartilhar conosco.
beijus Greice.

Grazi disse...

OLÁ ANA, gostaria de saber qual o leite de garrafa vc usa? vi um leite no mercado, puríssimo, numa garrafa mais escura, é esse tipo? aprendi fazer o iogurte com vc, agora quero tentar esse!! obrigada, Deus abençoe vcs!!

Ana E.G. Granziera disse...

Anderson,
me indicaram esse leite, vi os videos, o site, tudo me pareceu lindo. Aí cheguei no supermercado, vi que só tinha UHT e que tinha estabilizante... Fiquei meio decepcionada e perdi a vontade de provar.
abs

Marisa disse...

Para os que moram no Rio, o supermercado Zona Sul (não sei se todas as lojas) vende um leite fresco em garrafa de vidro. É bem gostoso. Só não é melhor ainda pq não é orgânico e a garrafa não é retornável. Mas é, sem dúvida, a melhor opção de leite de vaca que já encontrei no Rio (tem uma senhora que vende leite de cabra fresco na feira orgânica da Glória, mas é bem caro e é vendido em garrafa plástica).

Liv Baum disse...

Ana que post maravilhoso! Estava com saudade de suas histórias.

Gostaria de saber sua opinião sobre outro assunto, já que você agora é mamãe. Fique a vontade de não responder, é mera curiosidade já que todo seu estilo de vida remete ao simples, natural e sem conservantes (rs). O que vc me diz sobre vacinas?? Eu sei que toda mãe que se preze não deixa seu filho desprotegido, mas tb sei de adeptos que dizem que a vacina é como um "veneno" que intoxica seu filho e ela seria a causa dele ficar doente, pq entopem a criança de remédio e ele acaba não ficando imune às novas formas de vírus e bactérias e por isso adoece. O q pra mim faz muito sentido!
E ai????

Beijinhos!

Cacau disse...

Ana, agora bota umas bananas no congelador ... depois bate tudo isso com um bocadinho de canela. É bom viu?
EU já usava o truque do creme de leite, mas vou tentar reduzir o leite tbem!

Obrigada!

Cacau

carol vannier disse...

Ana,
vou tentar certamente essa receita! Estava pensando em produzir um iogurte mais espesso filtrando com um pano o meu iogurte caseiro normal. Você já fez assim? Fica parecido?

Aline,
aqui em Niterói-RJ eu encontro leite pasteurizado daquele em saquinho nas padarias mais tradicionais. Pode ser que você encontre...

Anônimo disse...

Adoro seu blog eu uso o leite de garrafa da fazenda e o melhrozinho que tenho por aqui mais quero te perguntar se eu conseguir leite puro sera que não preciso do creme de leite? não tenho lá mão boa para creme sempre talha, eu faço tb com leite em pó, e vou fazer esta receita sua depois falo como ficou.

Laís Fraga disse...

Hmmmm.... fiquei morrendo de vontade agora! Acabei de fazer o meu iogurte natural (que aprendi com você! rs!) e fiz com esse Leitíssimo que o Anderson falou também. Estava bem ressabiada, mas agora estou feliz, esperando pelo resultado!! :)
Bom, e essa receita de iogurte aí já fica para a próxima ida ao mercado! :)

Ana E.G. Granziera disse...

Pessoas, só um comentário geral: se eu só tivesse um tipo de leite à disposição, só usaria esse; tendo mais opções, me dou o luxo de ser chata e ficar escolhendo o que julgo melhor para mim no momento. Isso não quer dizer que seja o melhor e ponto, principalmente melhor para os outros. Até no caso do Leitíssimo, cheguei a escrever para eles, pois quero muito comprar creme de leite deles (que ainda não tem) e compraria fácil outros laticínios, desde que sem aditivos estranhos. NO MOMENTO, ando preferindo leite não UHT. Mas isso pode mudar, vai saber?! Idealmente, adoraria só consumir laticínios orgânicos, mas não rola. Pelo que eu consumo mensalmente de leite e manteiga, iria à falência. Aliás, idealmente mesmo, eu gostaria de ter acesso a leite cru, mas não tenho. Logo, façamos o melhor que podemos com o que temos à disposição. ^_^

abraços a todos!

Liana disse...

Ótima receita. Farei assim que acabar com meu iogurte caseiro. Aqui perto tem um mercado que vende leite de saquinho. Esse é o que serve para a receita? Uma vez fiz o iogurte com ele e desandou, mas acho que me descuidei na temperatura na hora de adicionar o iogurte.

Carolina Frîncu disse...

Ana! Vou testar. Meu iogurte fica muito bom com um leite que é mais gordo e com fermento (aqueeele famosinho da tv, sabe?). A textura é de panna cotta firme, fica durinho na colher, não escorre. Será que é parecido com isso? Ai, que curiosidade! Mas vou matar logo, porque estou com 2 litros de leite pasteurizado que devem vencer sexta. Finalmente achamos desse tipo em JP, num único mercado e nem é sempre que tem. QUando meu marido passa por lá sempre entra e, encontrando, traz logo uns 7, para eu fazer um queijo e iogurte.

Liv, não sei se a Ana vai te responder, mas eu só vacino porque em nosso país, dito democrático, somos obrigados. Em todo caso, pago por vacinas ao menos moralmente viáveis (sem célula de bbs) e com o vírus inativo. Não vacinaria, se pudesse.

Bjos

Isadora disse...

seu texto é um capitulo a mais de gostosura, delicadeza e sensibilidade! amo amo as receitas! seu blog é um espetaculo!!!

http://deliciasdaisa.blogspot.com.br/

Anônimo disse...

Oi Ana, meu comentário não é sobre esse post. Gostaria de te agradecer!!!! A receita de bolo de cenoura da sua mãe acabou de render um ótimo fim de noite. E no fim de semana recebi meus pais com seu bolo de férias de laranja ( acabou virando bolo de chocolate, coloquei cacau em pó do bom e ficou divino) Como acabei de casar não tenho batedeira nem todas as formas, e adoro cozinhar. Essas receitas me trouxeram de volta o cheirinho de bolo pela casa. Você tem ajudado a construir meu novo lar. Obrigada ! Ass. Flávia Vaz Brasília.

Anônimo disse...

Ana, acabei de comentar sobre as receitas de bolo. Se você permitir gostaria de informar aos seus leitores que aqui em brasília é fácil achar leite organico da fazenda malunga. Pode ser comprado no mercado zona sul ou direto da fazenda pelo site deles e receber a cesta em casa. Custa 5 reais a garrafa de 1 litro e é pasteurizado, tem integral e desnatado.Tb compro o iorgurte e o creme de leite tudo organico.

Flávia Vaz

Não consegui fazer login

Cynthia Nogueira disse...

Olá Ana,

Enfim, vou comentar. Depois de algus meses lendo diariamente seu blog, hoje eu resolvi. Primeiro, vou fazer esse iogurte amanhã! Vou tentar com leite crú, compro direto com o produtor.
O que eu quero mesmo é te agradecer por compartilhar suas receitas e te dizer que tenho feito algumas receitas aqui em casa e tem sido sucesso absoluto. A caponata foi embora em 03 dias, assim como as piadinas e acabei de fazer um quiche de pimentão vermelho e amarelo, azeitonas e queijo fresco que ficou DIVINO!!!!
Até o marido e as crianças que não são vegetarianos comeram muito e ficaram maravilhados com a leveza da massa. E claro, estrelinha na testa pra mim que consegui uma massa tão perfeita e com tanta facilidade e rapidez que me deixou impressionada!
Muito obrigada e esse iogurte vai pra geladeira em breve bem como outras receitas saudáveis que estou incluindo na nossa alimentação.
Abraços.

Quéroul disse...

saco.
me deu a vontade do ano de produzir iogurte - e eu sou daquelas que super não comem iogurte.

e aí, memórias de infância: como era bom ir pro sítio do vô, que tinha vaquinhas, que davam um leite absurdo de bom, que virava queijo da vó (que eu não comia, de puro preconceito bobo infantil), e manteiguinha de verdade.

*sigh*

Lilli disse...

Ana, sempre leio seu blog no google reader, por isso nunca comento. Acabei de voltar de uma viagem pela California e fui na padaria do Thomas Keller, a Bouchon, onde comi o melhor parfait de iogurte do planeta... compota de cereja preta, iogurte grego super gordo batido com consistência de mousse e por cima uma granola feita na padaria, cheia de amêndoas e pistaches inteiros. sofri, porque pensei que nunca ia conseguir um resultado parecido com o que conseguimos de lacticínios por aqui. Acredito q para bater o iogurte e ficar com uma textura de mousse, precisaria de um iogurte MUITO gordo. Acabei de ler a receita e parece perfeito! Vou fazer e depois bater, pra ver se fica com aquela consistência. Depois te conto como ficou! Obrigada pela dica, estou esperançosa!

borboleta africana disse...

Consegui sentir o gosto do iogurte na minha boca com este post :)...!

Só fiquei com uma dúvida técnica: o creme de leite é o equivalente às nossas natas gordas (Portugal)?

Obrigada

Edna disse...

Ana, adorei sua proposta!Hummm tudo de bom! Sou iogurteira, tenho usado sempre leite de pacotinho por detestar o uht(não tem por aqui o de garrafinha pasteurizado). A diferença é que costumo usar o fermento lácteo em pó, aquele cor-de-rosinha como base, em vez dos iogurtes prontos, justamente por implicar com aqueles gosmentos... Penso que se vc não usa esse de pozinho, talvez tenha motivo e não seja legal... Mata minha curiosidade? bjos

Paulinha disse...

Ana, essa é justamente a minha reclamação (e a do meu marido) a respeito do iogurte caseiro. Eu gosto, apesar da consistência, mas acabava estragando, pq só eu comia. Agora VAI SER DIFERENTE! hehehehe...

Esse leite integral q vc fala tem que ser o de garrafa ou pode ser aquele de saquinho (vi pra vender perto de casa).

Nossa, vai ser minha receita do fim de semana! Vc mudou minha vida! hahahaha...
Adorei!

Ana Maria disse...

Ana, tenho feito sua receita de iogurte com leite B de saquinho (algumas padarias no aqui no Rio ainda vendem)e sempre fica perfeito. Mas algo aconteceu e nas 2 últimas vezes o resultado foi uma espécie de "geleca". Não sei o que foi, talvez o clima mais frio... Então essa nova receita veio na hora certa.
Abraços

William Bucholtz Fotografia disse...

Feliz!! Fazia tempo que não via o blog e estou mto feliz com o retorno!! Sempre faço o iogurte que vc tinha passado anteriormente e quase sempre usava o leite de saquinho mesmo... prefiro mil vezes. Aprendi com vc a olhar os ingredientes no verso das embalagens e os do leite UHT são apavorantes hsdaushaushuash!!! Vou tentar fazer desta forma, com creme de leite tbm! bjooos

FIND disse...

Ola Ana, adoro não somente suas receitas como também seus textos, que delicadeza.
Tentarei com certeza essa receita, morei alguns anos na Inglaterra e la tem todos todos os tipos de cremes e iogurtes, de volta ao Brasil, senti muita falta do iogurte mais grossos, cheguei inclusive a deixar de lado algumas receitas, essa receita sera minha libertação, vamos tentar, bju, Leila Figueiredo

Raquel disse...

Oi Ana,
Já tentou usar half and half pra tomar com seu capuccino? Não lembro de ter talhado aqui em casa não...era uma opção pro seu marido!
Foi assim que acostumei a tomar café sem açúcar, primeiro com leite e agora puro. Atualmente não uso açúcar pra quase nada...café, chá, suco!
Abraço!

Ana E.G. Granziera disse...

Edna, já usei o pó, mas não vi diferença, a não ser no preço: 10 reais por um envelopinho ou 2 reais por um copinho de iogurte batavo. Mas só compro umas duas vezes por ano, quando realmente perco o ritmo de fazer o iogurte com o anterior.

Ana Maria,
o iogurte ficou geleca, viscoso, tipo cola-branca porque o iogurte que você usou de base (seja caseiro ou industrializado) já estava velho e fraco. Nunca deixe chegar o "fim da validade" da sua safra anterior para fazer a próxima. Sempre faça quando o iogurte ainda tem carinha de fresco.

bjs

Anônimo disse...

Sobre o capuccino... O melhor leite é o Xandô. O da Fazenda, simplesmente não faz espuma. Não sei direito porque...

Fernanda

Gabi S. disse...

Ana, nao moro no Brasil e aqui temos acesso a leites mais gordinhos. Voce acha que ainda assim seria necesario usar o creme de leite ? Beijos

FIND disse...

Adivinha, cafe da manha foi iogurte "o melhor iogurte do mundo", morangos pecas e um pouquinho de mel,bom demais, pretendo fazer sempre, obrigada pela receita, bju, Leila

Ana E.G. Granziera disse...

Gabi S.,
A Darina Allen é irlandesa, e ela tem uma escola de culinária que ensina a galera desde criar as vaquinhas, ordenhar e aí fazer o iogurte com o leite fresquinho e mega gordinho. A receita é dela. Só posso imaginar que quanto mais gordo o leite, mais delicioso ficará o iogurte. :) Na dúvida, acho que você pode testar com e sem o creme, e ver o que você prefere.

bj

Patricia Scarpin disse...

Pre-ci-so fazer esse iogurte. adorei a consistência dele - já estou imaginando fazer a yogurt panna cotta do Bill com ele, deve ficar divina.
Bj!

Anônimo disse...

Ana,
Ainda não me animei a ficar cuidando do meu leitinho pelos 20", mas já experimentei trocar o UHT semidesnatado pelo leite de saquinho tipo "A". A diferença é mesmo gritante. O iogurte produzido fica muito mais cremoso e ao mesmo tempo mais consistente e a acidez infinitamente mais baixa. Do jeitinho que vc falou, não precisa nem adoçar. O leite fez uma espuminha densa e cremosa ao ferver e a pessoa desatenta aqui esqueceu a marca...Obrigada pelas sempre excelentes dicas. Abraços.

bia disse...

ana, ooi! ninguém entrega esse livro no brasil (na amazon) :(
vc sabe onde a gente pode achar por aqui? bejooo

Pedro Ivo disse...

Ana, boa tarde. Uma curiosidade: você é muito específica na necessidade de utilizar uma panela de cerâmica ou vidro pra fazer o iogurte. Por que? Haveria algum problema em utilizar recipientes de metal?

[]s

luci disse...

Eu adorei a receita vou fazer ,bom final de semana

Laura disse...

Que coincidência, eu estava MESMO procurando por uma receita de greek yogurt caseiro! O_O
E ele ficou tão espesso e bonito! Foto linda, parabéns :D
E siga o conselho do Anderson, o tal Leitíssimo é MUITO bom :9

Cristiana Javier disse...

Ana,
Que bom que você voltou, e voltou com tudo!
Iogurte caseiro com creme de leite??? Devassidão da melhor qualidade!
Imagino que dê pra fazer na iogurteira elétrica, né?
Para agilizar o resfriamento do leite/creme quase que instantaneamente é só fazer um banho maria de gelo.

Para os que moram no Rio, na ZS, a La Veronese (Visconde de Pirajá, 29) tem um creme de leite fresco maravilhoso, daqueles que são sólidos....

Cristiana Javier

Anônimo disse...

Ana fiz ontem o leite que usei foi o
Leitíssimo, muto muto obrigado por compartilhar este maná dos deuses pois nem sei explicar o sabor a textura tudo. muito bom ótimo bjs.(Diulza)

Silvio A. Neves disse...

Isto é fantástico! Vou montar o circo no próximo fim de semana e fazer iogurte! E estou pensando seriamente em fazer manteiga. É necessário que se valorize o modo de vida tradicional e natural.

Anônimo disse...

Ana, sabe o que me deixa ainda mais revoltada do que pagar o leite desnatado mais caro? É imaginar que a indústria de laticínios encontrou a fórmula perfeita de lucro com esse modismo: o mesmo leite dá origem a dois produtos (e vendas) diferentes: o light que é mais caro e o produto que foi feito com a gordura extraída. Roubo, roubo, roubo!
Luciana

Anônimo disse...

Quando li o título do post achei que fosse exagero, mas não é. De fato este foi o melhor iogurte que eu já provei!
Não resisti e fiz a receita ontem, ficou divino!
Apenas um probleminha (nem chega a ser um problema)... o meu ficou um pouco viscoso, mesmo tendo usado iogurte fresquinho (Batavo).
O que será que fiz errado?
Obrigada por compartilhar essa receita tão deliciosa!

Abraço,
Paula

Junji Takeda disse...

Nossa, eu juro ter comentado aqui, mas acho que me enganei.

Eu estava com o hábito de fazer iogurte em casa todos os domingos de manhã pra ter iogurte pra semana toda, mas tive de parar depois que comecei o mestrado... :/ Espero conseguir voltar a fazer um dia, porque, né. Esse iogurte daí parece ser deliciosamente delicioso :9

Abraços,

Junji

CRISTIANE LARA disse...

Ana, bom dia ! Tudo bem ? Que iogurte delicioso, meu Deus ! Adorei o post e a receita. Parabéns ! Abraços

Anônimo disse...

Oi Ana,

Que bom que tenha voltado a escrever no blog - como sempre com boas receitas, alem do texto tao "saboroso".
Ontem `a noite fiz o iogurte seguindo sua nova receita - embora sem adicionar o creme, mas apenas fervendo e evaporando o leite. Hoje cedo, ao transferir os potinhos, que dormiram na caixa termica, para a geladeira, vi que o resultado foi um iogurte "bem mais firme"; hoje `a noite saberemos a diferenca no sabor.
Com receio de que voce nao leia "posts" anteriores, vai aqui mesmo um pedido: voce se importaria em postar a receita do "Hamburguer de feijao preto e aveia" que voce menciona num de seus "posts" anteriores? Muito obrigada,

Roxana

Clau disse...

Oi Ana. Morei um tempo na Austrália e tbém fiquei indignada qdo voltei para o Brasil e meus cafés não ficavam nem perto da cremosidade dos que eu estava acostumada a tomar. Aqui em casa, eu e meu marido tomávamos leite de caixinha, até que eu começei a ficar bem ruim toda vez que eu tomava com café. Para experimento, começamos a comprar leite de saquinho, e meu problema co o leite desapareceu. Não adianta que eu não confio em leite de caixinha. Com certeza vou tentar este iogurte.
Adoro seu blog! Claudia

Ulysses Borges disse...

Meu Deus! Minha vò sempre que pode me manda leite cru ! E posso dizer com propriedade que a quantidade de gordura no bendito é surreal....chega a formar bolinhas amarelas como manteiga de garrafa flutuando na nata densa. Duvida esse UHT'S ter 3% de gordura , como manda a legislação!Não o troco por nada kkkkkkkkkk

Julia disse...

Ana, pergunta: o efeito não seria o mesmo com leite em pó feito com menos água? É que não tenho leite decente por aqui, e pelo menos ainda acho um em pó (Italac) sem nada, só leite mesmo.

Obrigada sempre pela inspiração!

FIND disse...

Ola Ana, fiz o iogurte, nossa e muito bom , acabou rapidinho, e olha que essa receita rende um bocado , mas com dois filhos adolescentes em casa , já viu né, adorei, farei sempre, e infinitamente melhor que os industrializados, muito obrigada por dividir essas preciosidades conosco, bju, Leila Figueiredo

Ana Lucia disse...

Oi Ana,

Eu costumo comprar leite desnatado na feira organica do parque Agua Branca-SP.Como somos em 4 adultos, eu uso 3 litros de leite desnatado e 1 litro de leite integral. Como o leite desnatado nao fica bom usando como coalho iogurte, eu uso um pozinho chamado Bio Rich que é um fermento lacteo probiotico . Na embalagem vem 3 saquinhos um para cada litro de leite ,mas eu uso 3 saquinhos para 4 litros e fica bom.Eu fervo o leite, esfrio 43-45 graus e coloco e normalmente deixo de 1 dia para o outro no frio ou 6 ou + horas em dias quentes.Depois penduro em uma fralda e deixo escorrer o soro do leite por 1 hora (se for uma quantidade menor de leite o tempo diminui).Tiro da fralda e bato com um mixer para ficar bem cremoso.A consistencia depende do tempo que vc deixar pendurado, pode fazer ate coalhada siria.Dura 1 semana.Eu sei que dá trabalho e sai mais caro, mas para quem tem problemas de colesterol e nao pode usar muita gordura como eu é uma alternativa, agora quem pode consumir o leite integral pode fazer com o potinho do iogurte e pendurar numa fralda para drenar o soro e bater depois para ficar com uma textura bem uniforme. Uso para bolos, molhos, quando a receita pede sour cream ,greek style yogurt, e principalmente meu predileto: com maple syrup ou mel e figos frescos. Bjos
Ana Lucia

Ana Lucia disse...

Oi Ana

As melhores marcas de leite para fazer espuma de leite são Xando e Letti use bem gelado,sao essas marcas que as cafeterias usam.
bjo,

Ana Lucia

Unknown disse...

Maravilhoso post!
Uma perguntinha... E se eu usar leite saído direto da vaca! Precisarei colocar creme de leite?
Obrigada, Abraços

João Marcelo disse...

Ana, tinha tanto, mas tanto tempo que não passava por aqui. Ainda estava morando em Cabo Verde! Hoje fiz as panquecas de legumes, os meninos não curtiram (o mais velho é enjoado mesmo e o mais novo achou que era pra brincar) já os pais se fartaram!!! Coisa boa. Ai, eis que o marido viu o blog aberto e leu o post do iogurte e disse, você TEM que ver isso. E agora eu TENHO que fazer essa receita, mas primeiro vou ter que caçar os ingredientes que por aqui a coisa dos lácteos é meio complicada e minha idea depois de acertar o assunto gordura, vou fazer como a Patricia Scarpin, que eu ando apaixonada por Panna Cotta.
bj
Ah! em portugal (e em Cabo Verde) quanto mais gordo o leite mais caro ele é. Aqui na Argentina é como no Brasil.

Suse Portes disse...

Olá Ana, tudo bem?
Descobri seu blog na época em que você deixou de postar, e desde então o tenho lido regularmente e, embora não tivesse experimentado nenhuma receita , é "engraçado" como ele tem me servido de inspiração neste momento em que tenho me dedicado mais à fazer bolos principalmente e cozinhar de uma forma geral, isso porque com seu blog tenho aprendido muito, como ingredientes que não conhecia (butter milk?) e um modo de encarar a culinária que vem de encontro com o que penso e com o que tenho tentado pôr em prática aqui na minha cozinha (mais natural, aproveitando os recursos que temos em mãos), você é muito generosa na forma didática que expõe as receitas e explica os processos e lhe sou grata por isso.
E eis que você volta postar - que bom! - e chega com esta receita maravilhosa de iogurte, e eu a fiz e ela realmente é maravilhosa. Usei leite gordo que trouxe das Minas Gerais mas ainda assim achei melhor seguir a receita - e suas explicações - e usei tb o creme de leite fresco e deu muito certo. A textura é ótima, muito cremosa. Mas achei que ficou um pouco ácido (mas oras, iorgurte não é mesmo ácido?) então resolvi testar mais um pouco e continuar o processo pra fazer iogurte grego e ficou maravilhoso, muita cremosidade, e praticamente nenhuma acidez. Adorei! Obrigada pela receita e dicas.

Anônimo disse...

Ana,

Meus pais produzem leite de vaca jérsei, super gordo, mas como não moramos na mesma cidade, apenas consigo congelado. Ainda assim serve pra fazer iogurte? Abs.

Lúcia disse...

Oi Ana!
Que iogurte MARAVILHOSO!
Fiz ontem, e simplesmente não acreditei no que estava comendo. Idêntico ao que comemos em nossa viagem à Grécia, e eu achava que teria que voltar lá pra comer de novo iogurte com vontade...
Usei leite Vitalate, pasteurizado de garrafa de vidro da geladeira do supermercado. Maravilha!
Muito beijos e obrigada por postar essa receita

Rosa Santos disse...

Olá Ana! mais uma vez passei para me deleitar com o conteúdo de seu blog. Não me canso de ler.Gosto de ver os seus desenhos e também tenho um artista em casa. A vida é bela Ana. Parabéns e beijinhos.

Pietro Ferreira disse...

Ola Ana,
ficamos contentes com o seu retorno.
experimentei a sua receita. tinha leite fresco semi-desnatado em casa e deixei ferver um pouco mais do que você (40 minutos). Minha duvida é que no final junto com o leite apareceu muita nata (o que nada mais é que a gordura do leite). Eu passei na peneira para que ficasse homogêneo mas não sei se o seu fica desta forma.
beijos

Luiz disse...

Ana, venho acompanhando seu blog ja faz um tempo e umas tantas receitas atrás, agora resolvi postar depois de experimentar o iogurte... algo que eu já fazia ha anos, mas nunca com essa textura! Ficou muito bom! Estou fazendo a cada 15 dias, para o café/lanche ou como base para molhos de salada. Agora acho que vou postar sempre. Obrigado pela dica e parabéns pelo blog!

Nanda Alvarenga disse...

Que blog bacana! Parabéns!
Amei as histórias e receitas. Assim que achar o leite correto vou faze-lo. AMEI!

Leila Figueiredo disse...

Ola Ana desde que vi essa receita venho fazendo toda semana, e cada vez que faco, testo diferentes marcas de iogurte, tenho resultados diferente, mas todos muito bons, receita maravilhosa, obrigada

Single In Sampa disse...

Oi, Ana! Descobri agora que você voltou; fiquei feliz. Seu filhote é um fofo e seus textos e receitas estão cada vez mais inspiradores.

Fiz a receita do iogurte e MEU DEUS!!! Dos Deuses! Fiz na casa dos meus pais e em dois dias papi comeu quase meia travessa, rs!

Obrigada por tudo!

TC disse...

Olá Ana, moro no interior do interior do Rio Grande do Sul, temos umas vaquinhas e dentre elas uma Jersey então e como vc falou em leite gordo, gostaria de saber se posso usar este que temos aqui, ou teria que ser o de caixinha??? Obrigada pela tua atenção.

Ana E.G. Granziera disse...

TC,

Use seu leite, pelamordedeus! Eu só uso leite de garrafa ou de caixinha porque não tenho uma vaca leiteira no meu quintal! :D

bjs

Marina disse...

Olá, achei seu blog quando buscava informações sobre como preparar iogurte caseiro. Será minha primeira tentativa e já tenho uma receita que só de olhar a foto dá água na boca. Quanto ao leite encontrei uma marca chamada Exceleite Premium,é leite pasteurizado e o rótulo diz que não há nenhum aditivo, gostei muito da consistência e sabor, espero que o iogurte fique delicioso. Obrigada por partilhar a receita.

salesol disse...

Querida Ana, eu fiz, deu certo, sou a pessoa mais feliz do mundo e sua fã!

beijos, Lua

Júlia disse...

Oi Ana,

Fiz o iogurte. Fiquei bom, pouco ácido e bem espesso, mas eu achei um pouco gosmento. Usei um iorgute Batavo na metade da validade (venceria em 15 dias). O que será que houve? É normal essa textura puxenta?

Nina disse...

Oi Ana, sei que já falaram de fazer o iogurte com o leite cru, mas não vi ninguém fazendo a pergunta que eu queria (se tiver respondido já, sorry):

Tenho acesso a leite cru e gostaria de saber se mesmo assim é necessário colocar o creme de leite.

Obrigada! Morrendo de vontade de comer esse iogurte aí! =9~

Ana E.G. Granziera disse...

Júlia,
outras pessoas já me perguntaram isso: iogurte gosmento (parecendo cola branca) é resultado de pouca bactéria ou bactéria já enfraquecida.

Nina,
a receita vem de um livro em que a autora recomenda o uso de leite cru em tudo (e ela faz o próprio creme de leite com esse leite cru), então imagino que sim. Mas acho que bem valeria tentar o iogurte sem o creme também, pra ver como fica. Às vezes o teor de gordura já é o bastante pra algo bem bom.

bjs

Nina disse...

Obrigada! Eu perguntei porque aqui na cidade é coisa quase impossível achar, mas achei escondidinho no supermercado um que é pasteurizado, pra bater chantili, só leite e gordura (35%). Fiz com o leite cru, tô esperando chegar na temperatura pra colocar o iogurte. Acho que não reduziu tanto como deveria, não sei porque, mas já ficou com uma cara bem boa. Vamos ver amanhã, nhami.

Obrigada! (=

#Dede# disse...

oi Ana! bom dia!!ontem fui fazer o iogurte pra fazer esse e dei bobeira e ele desandou, nao firmou como deveria...vc sabe o que eu posso fazer com ele assim, nao queria jogar fora...
bjkas

Tati Perolada disse...

quilida, uma dica pra não precisar ficar em pé mexendo o iogurte: coloque um pires no fundo da panela, mergulhado no leite.
isso vai impedir que o leite vaze e dá pra deixar a panela fervendo sozinha :) fiz hoje e deu super certo.

Clarissa disse...

Ana,
Ficou lindo, lindíssimo meu ("nosso") iogurte!!! Ficou igualzinho o seu: uma camada mais durinha em cima, cremoso no centro e envolto em soro de lei! Nem acreditei quando vi!! Só meu pão de aveia que desandou tadinho...foi tanta bagunça na cozinha, que eu ri demais sozinha, o bichinho não quis nem dar uma levantadinha...desconfio da aveia. Vou fazer hoje de novo.
Mil vezes obrigada por compartilhar receitas tão maravilhosas e despertar sentimentos e experiências tão positivos! É a internet a serviço do bem..
bjim

Livia Luzete disse...

Bom não consegui o creme de leite fresco,mas consegui nata do produtor local e acrescentei ao leite (que é direto da vaquinha - não passa pela cruel indústria leiteira que usam e abusam das vacas até sua morte)depois de fervido por um tempo a mais para evaporar mais água. Usei o fim do iogurte anterior e...QUE MANJAR!!!

Mari disse...

Ana,
No caso de se usar leite integral (de verdade! da vaca particular!), qual é a medida de leite e iogurte necessária? Precisa adicionar o creme de leite?
Bjs!

Luiza Emrich disse...

Nossa, a cara está incrível! Acabei de fazer o meu segundo iogurte e ficou parecidinho com esse!
Mas achava que iogurte grego tinha que ter o soro coado, não?

Lele disse...

Ana...

Fiz a receita ontem e acabei de experimentar com uma geléia de mirtilo caseira! O gosto é muito bom apesar de ter ficado um tantinho "geleca" e tem quase nada de soro (o que achei um pouco estranho). Li os comentários e vou prestar atenção na validade do copinho de iorgurte comprado.

Agora é comer muito, usar em todas receitas possíveis porque tem muuiiiito iorgurte gordito por aqui!

obrigada! bjs

Anônimo disse...

Snif o meu nao deu certo, ficou super liquido. Own continuei com gua na boca.

VALÉRIA disse...

Ana querida!!!! Achei seu blog por acaso ontem....na verdade nem me lembro como cheguei nele...aaahhh tá foi procurando receita de ovo poché que me deparei com seu maravilhoso blog....amei....fiquei horas vasculhando as receitas....sem contar que seus textos são animados e realistas, em alguns momentos me senti em sua cozinha com seu filhinho puxando a minha saia....parabéns por tudo, pelas receitas, pelas suas histórias, pelas dicas, pela sinceridade....é perfeito. Comecei com o iogurte,...meu Deus o que é aquilo???? Maravilhoso!!!! Adaptei as medidas: 1 litro de leite tipo pasteurizado; 125 ml de creme de leite fresco e 100 ml de iogurte natural. Mesmo antes de tirar o soro a consistência ficou muito firme. Amei!!!! Obrigada por tudo!!!! Parabéns pela sua família!!!! Bjs

Dani disse...

Você tem palavra, mesmo. Iogurte fantástico, e o primeiro que eu me animei a fazer na vida. Só aviso que fiz com os ingredientes que eu consegui encontrar por aqui: leite de saquinho tipo C, pasteurizado e homogeneizado (ergh, mas não teve jeito); creme de leite de lata (usei Nestlé pq tinha menos aditivos e pareceu o mais gordinho); e iogurte integral Nestlé (de novo, sem aditivos). Ficou fantástico, um creme só (nada de camadas). Agora, no segundo dia, parece que sorou (apareceu um líquido esbranquiçado no buraco onde eu tinha começado a tirar o iogurte). Como nunca fiz, nem sei se isso é problema, mas pretendo separar o líquido e comer meu iogurte feliz da vida... (e já tenho altos planos de fazer frozen yogurt com ele). Obrigada de novo!

maisa disse...

olá amei,mas tenho algo a sugeerir,usar o leite da roça,sintegral mesmo,seria o ideal,bm gordo,ou um integral de saquinho,que existem,aqui tem uma marca muito boa.alem diso,vou testar com o fermento comprado,voce já testou?de envelope,.A propósito,dei boas risadas com seu blog,.sucesso.

Lelê disse...

Fiz e ficou maravilhoso! Mas meu marido achou um pouco azedo para o paladar dele. Da próxima vou tentar deixar apenas 5hs para não fermentar tanto (testar o azedo) ja que o meu ficou umas 9hs.

Andrea disse...

Deve ficar muito bom!!!

Já tentaram com o Leitíssimo?

http://www.leitissimo.com.br/

Débora disse...

Oi Ana, fiz ontem esse iogurte maravilhoso!! Fiz exatamente como na receita, deixei envolvido em uma toalha durante umas 6 horas e ficou ótimo! Muito obrigada pela receita!
Abçs!!

Unknown disse...

Olha gente...testei, pq qdo li a receita me deu agua na boca...usei leite fresco pasteurizado e iogurte natural de verdade mesmo, pra quem esta na espanha é facinho de achar...ficou dos deuses...nada acido, cremoso, incrível! E separei uma parte pra escorrer e tentar o cream cheese:)) nhammy nhammy super obrigada Ana!!!!

Unknown disse...

Olha gente...testei pq qdo i a recieta me deu agua na boca...usei o leite fresco pasteurizado de boa qualidade e idem ao iogurte, natural mesmo todos da maca La lechera, aqui de Barcelona...o resultado é incrível...cremoso, nada acido e agora ta la na geladeira uma parte sendo testada para o cream cheese..nhamy...super obrigada Ana!!

Ðú® disse...

Deve ser bom é fazer com o leite que tiro das minhas vaquinhas, soltas no pasto direto da fonte para o tacho. Depois eu conto como ficou.

FULLTRONIC disse...

levei 1hora emeiapra reduzir o leite de 2.5 para 1.6. é impossivel fazrr isso em 30 min. e vou misturar o yougurte e deixar repousar na mesma panela do cuzimento... ka que ninguem respondeu pq teriaque ser numa tigela de vidro ou ceramica

thatiana Bandeira disse...

Oi Ana,
Eu tenho acesso ao leite cru, é preciso fervê-lo por quando tempo antes de deixar esfriar?
Beijos e obrigada

Neiva disse...

Seu blog é maravilhoso e depois dessa receita dou graças a deus por ele existir.Você é otima.

marcos disse...

Aqui em casa faço iogurte toda semana. Tenho vacas da raça Jersey onde o leite naturalmente é mais gorduroso e com um sabor incrivel. Por semana faço 20 litros de iogurte para consumo próprio da familia. Separo 20 litros, fervo e depois resfrio a 46 graus. Em seguida acrescento 4 copos de iogurte tradicional e para cada copo de iogurte 2 colheres de sopa de leite em pó. Faço um isolamento do caldeirao com toalhas e cobertores para poder manter o calor durante muito tempo, e dai , pronto.
O importante de se ferver o leite, é porque vc destroi quase todas as UFC ( unidades formadoras de colonias) que poderiam estar presentes no leite. Em seguida ao resfriar e acrescentar o iogurte, estamos acrescentando lactobacilos sem quase nenhuma concorrencia em um substrato perfeito na temperatura certa para multiplicaçao, e com isso BINGOOO.... A perfeiçao aparece.
Acabei de fazer o meu aqui agora, e valeu pelo maravilho artigo.

thatiana Bandeira disse...

Oi Ana,
Eu tenho feito iogurte com o Kefir! Com certeza não é tão bom quanto o seu, mas é tão simples de fazer e tenho sempre em casa.
Beijos

Agenda das Pedagógicas disse...

Que maravilha. Com certesa vou fazer.

Maurício Camargo disse...

Ana, você sabe se este tipo de iogurte se presta para preparar labanie?

Maurício Camargo disse...

Ana, você sabe se este tipo de iogurte se presta para preparar labanie?

A Gente Adora disse...

Oi! Eu acabei de embrulhar o meu na manta! Mas ta tão molinho que to na duvida se vai engrossar! Rs depois eu conto!
Obrigada pela receita

Erika

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails