sexta-feira, 27 de maio de 2011

Torta de salmão e brócolis

Vira e mexe sou honesta comigo mesma, apanho todas as minhas revistas de culinária e as massacro, arrancando as páginas com as receitas que eu sei que, DE FATO, prepararei um dia, e jogando na reciclagem todo o restante. Não adianta fingir que vou preparar aquele bolo de treze camadas ou uma "espuma" de alguma coisa. [Aliás, levante a mão quem acha que "espumas" parecem cuspes no prato.] O melhor caminho para enxugar aquela prateleira abarrotada é mesmo a sinceridade. Revistas inteiras, guardo apenas as que realmente são forradas de receitas preparáveis, como as minhas Gourmet (já rasgadas, amassadas e manchadas, de tanto uso) e as do Jamie Oliver, que, confesso, guardo principalmente pela qualidade das fotografias, excelentes referências para desenhar.

As chacinadas, noutro dia, foram as francesas Saveurs. Depois de selecionar as receitas testadas e aprovadas [como o arroz doce, meu favorito até agora] e as que pretendo fazer um dia, separei todas por estação do ano e guardei-as num fichário, para fácil acesso. O que de fato contribui para essa limpeza é o fato de colocar na reciclagem todas as receitas com carne (exceto peixes e frutos do mar).

Esta torta, da sessão "Outono", estava me paquerando havia muito tempo, apenas aguardando um belo brócolis, um pouco de ricotta e uma quinta-feira para comprar peixe fresco. Nunca havia preparado uma torta com peixe, veja só, e estava apreensiva com o resultado. Mas ela ficou muito saborosa, substancial, perfeita para um almocinho em dia frio. O peixe cozinhou deliciosamente, e não sobrecarregou o restante da torta com sua "peixisse".

Como sempre acontece com receitas francesas, tive um problema com a temperatura do forno. Resolvi seguir à risca e assar a torta aos indicados 180ºC, mas, sendo mais alta que uma quiche, ela demorou o dobro do tempo para ficar pronta. Talvez seja o caso de aumentar a temperatura uma vez que esteja com o recheio dentro.

TORTA DE BRÓCOLIS E SALMÃO
(ligeiramente adaptado da revista francesa Saveurs)
Tempo de preparo: 2h
Rendimento: cerca de 8 porções

Ingredientes:
(massa)
  • 250g farinha de trigo orgânica
  • 1 colh. (sopa) sementes de papoula
  • 5g sal
  • 125g manteiga sem sal gelada
  • 1 gema
  • 50ml água gelada
(recheio)
  • 4 ovos orgânicos
  • 300g creme de leite fresco
  • 200g ricotta
  • 400g salmão fresco sem pele
  • 1 brócolis pequeno
  • sal e pimenta-do-reino

Preparo:
  1. Numa tigela, misture a farinha, o sal e as sementes de papoula. Junte a manteiga em cubos e esfregue com as pontas dos dedos até obter uma farofa grossa. Junte a gema e a água e misture com um garfo até começar a formar uma massa. Amasse com as mãos, formando um disco, embrulhe em papel-alumínio e leve à geladeira por 30 minutos. 
  2. Pré-aqueça o forno a 180ºC. Abra a massa em uma superfície ligeiramente enfarinhada e forre uma forma de fundo removível de 23-25cm, de bordas altas. Fure o fundo com um garfo, forre a massa com papel-alumínio e cubra com feijões secos. Leve a base da torta ao forno por 30 minutos, removendo os feijões e o papel-alumínio no meio do tempo. 
  3. Enquanto isso, corte o brócolis em floretes pequenos e cozinhe por uns 2 minutos em água fervente com sal. Escorra e reserve. 
  4. Corte o salmão em pedaços de cerca de 2cm, tempere com sal e pimenta e reserve. 
  5. Numa tigela, misture os ovos, o creme de leite e a ricotta. Tempere com sal e pimenta.
  6. Retire a base de torta do forno e espalhe o brócolis e o salmão sobre ela. Cubra com o creme de ovos e leve ao forno por mais 45 minutos, ou até que o recheio esteja dourado e firme. Não se importe com alguns chamuscados nos floretes de brócolis. Sirva imediatamente.

23 comentários:

ila fox disse...

Confesso que tenho nojinhos destas tais receitas de "espumas" X-P
Mas sua torta tá com uma cara ótima!

Sil disse...

Olá Ana, saudades!!
A receita perece ótima, mas também tô com saudades do pequenino!! VC nem o falou dele hoje... :(
bjs

Silvana disse...

Ana,

Veja: minhas mãos e pés estão para o alto! Nem, nem com essa história de espuma! E como disse a outra Sil, também sinto falta de seus posts, apesar de não comentar sempre.
Espero que esteja tudo bem com o pequeno.
Abraço

miosotiis disse...

Ana: passei a última semana a fazer isso cá por casa, e ainda tenho uma pilha de revistas por ver! O.O

Mas, no final, é um alívio! ;)

Abraço!*

Andreia T. Farias Britez disse...

VC tá virando minha heroína.... Cuidar de um bebê e tirar da cozinha essas delícias... Eu até hoje me atrapalho pra cozinhar e olha que minha nenê tá com 1 aninho já!! Beijos!

angela disse...

Você me animou, tanto em fazer a torta quanto em rasgar revistas!

CRISTIANE LARA disse...

Oi Ana, tudo legal ? Adorei a combinação de salmão com brócolis ! Está lindíssma sua torta. Tenha um lindo dia !

Glória disse...

Humm tava procurando na net o que era creme fraiche, e achei aqui no seu blog, passei pra vê e adooooorei, estou te seguindo!!!

Laura Bicas disse...

Amei esta combinação de ingredientes. Vou tentar fazer esta semana! será que dá certo usar um pouco de farinha integral na massa?
Abraços,
laura

Dani Moll disse...

acabei de fazer e ficou sensacional :)

mundodamari disse...

Ana...essa receita parece ser ótima!! já anotei para futuros experimentos!!

Érica R. Baldon Pinto disse...

Essa torta deve ficar divina. Vai td que gosto, salmão, brócolis e ricota. Uma tentação.
bjs

Dona Boulanger disse...

A cara da torta ficou ótima! Vou experimentar qualquer dia frio destes...Sabe que também estou com um blog, na verdade, me inspirei ao ler o seu. Só que no meu caso, só experimento bolinhos e biscoitinhos....tenho uma quedinha por doce. Bem, mas o que eu queria dizer é que na semana passada, fiz a receita que publicou do brownie marmorizado de chocolate preto e branco e, confesso, foi o melhor da minha vida! Só não publiquei no meu blog porque não sabia se você iria autorizar, mesmo citando você, seu blog, além da Nigella....rs....Obrigada Ana pela publicação deste delicioso brownie!!!!bjs Paty

Patricia Scarpin disse...

Haha, tô rindo da "peixisse", porque é justamente por isso que nunca fiz torta de peixe. Bom saber que dá certo!
Quanto às espumas, morro de nojo. Quero comida de verdade, por favor.

Linda a torta, adoro tudo com brócolis.

Bj!

Regiane disse...

Confesso que tbm acho bem estranhas as "espuminhas" e não consigo rasgar uma revista se quer, tenho aos montes... Às vezes sento e fico folheando para encontrar algo diferente. Adooro.
Adorei a receita. Vou levar. Boa Semana. Bjs

Laísa Mangelli disse...

Olá Ana, nem preciso dizer que a cara da torta está divina. Qual a função dos feijões em cima do papel aluminio? Fiquei curiosa! Beijos!

anne disse...

Ana, aonde vc encontra semente de papoula?? nao consigo achar de jeito nenhum...obrigadaa
adoro seu blog!!!!

Paula disse...

Oi Ana, gostaria de saber sua opinião sobre a farinha de trigo orgânica, já que ela também contém gluten, quais seriam os beneficios?

Paula disse...

Oi Ana, gostaria de saber sua opinião sobre a farinhas de trigo orgânica, já que ela também contém glúten, quais seriam os benefícios?

Jux disse...

JaaaaaaJaaaa Jaaaaaa!!!
und alles gute zum Geburstag, Thomas!!!
Felizíssimo Aniversário para o pequeno grande matador de dragões, Thomas!!!

beijukkas

Jux
Sylt/DE

Ana E.G. Granziera disse...

Laura,
deve dar certo sim.

Laisa,
os feijões são o peso para que a massa não deforme: para que o fundo não infle e as laterais não encolham.

Anne,
as sementes de papoula eu comprei há muito tempo na Bombay. Acho que antes de ser proibido.

Paula,
o benefício é ser orgânica; é ser feita de trigo orgânico, sem pesticidas, e não ser branqueada quimicamente (sem alvejantes). Teoricamente, a falta do alvejante químico mantém a estrutura da farinha mais intacta, e ela acaba sendo mais nutritiva e melhor para fazer pães. Isso do glúten... vou ser sincera... as pessoas estão meio loucas. A não ser que você tenha doença celíaca, desencane de achar que glúten faz mal. Sério.

bjs

Jux disse...

um pequeno pitaco sobre a farinha de trigo orgânica:

Tenho feito pão em casa há algum tempo e sempre usava farinha de trigo comum. Nas últimas compras, convenci o marido a experimentarmos a farinha de trigo orgânica. Estou na segunda fornada de pão, e, em termos de sabor, não conseguimos ainda distinguir diferenças mais contundentes. On the other hand, a textura do pão feito com farinha de trigo orgância é linda, mais úmida, com uma densidade bem pronunciada, o que dá uma sensação tátil mais prazeirosa ao paladar. Amanhã será a vez de ver como os croissants reagem ao uso da nova farinha (tipo, sou master/PhD/Doctor em croissant caseiro com beeeeeeeeem menos manteiga pq, né....?)

Lembro que no Brasil eu sempre quis comprar farinha orgânica, ma não o fazia por conta do preço sensivelmente proibitivo. Aqui na Kartofelland, a farinha orgânica custa 0,80 Euros (aprox. R$ 1,90), o que torna seu uso bem mais acessível :D

Beijukkas novamente!

Ale. disse...

Deliciosa postagem!

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails