quinta-feira, 24 de março de 2011

Biscotti de chocolate para uma espera interminável

Senta e espera.

Primeiro o médico (e a família, e os amigos, e estranhos na rua) fazem terrorismo dizendo que o menino vem antes; depois pára tudo, que ainda tem mais um tempinho. Ninguém sabe nada. Profissional ou palpiteiro, o chutômetro corre solto.

Enquanto isso, senta e espera.

Tendo encerrado o trabalho há uma semana, tenho tido tempo para reavaliar minha rotina e restabelecê-la, depois dos meses de mudança de apartamento, excesso de trabalho, calorão e barrigão terem deixado minha vida de pernas pro ar. Bem, não de pernas pro ar, ou meus pés não teriam inchado. :P

Sou uma criatura de hábitos; e como boa filha de engenheiro, metódica e adoradora de listas. Então pode-se imaginar minha aflição ao me perder em minha antes tão bem estabelecida rotina doméstica. Eu tinha um dia de fazer feira, de fazer caldo, de fazer pão, de fazer geleia, de fazer sorvete, de fazer faxina, de levar o reciclável. E me vi comprando verduras em bandejinhas no supermercado, comprando pão, comprando geleia, comprando sorvete, deixando a faxina para o dia seguinte e o reciclável se acumulando por duas semanas em sacos imensos (por conta das embalagens das verduras, do pão, da geleia e do sorvete, antes inexistentes).


Nein, nein. Não é assim que gosto de fazer as coisas.

Comecei a entrar em pânico acreditando que meu pequeno guerreiro ítalo-germânico chegaria adiantado e bagunçaria ainda mais o meu coreto, e tive coceira de imaginar que nunca mais conseguiria me organizar.

Então essa semana foi tranquila, e pela primeira vez em anos eu não tinha mais nada para fazer a não ser ver filmes, desenhar e cozinhar, e pude, enfim, relaxando e sentindo meu cérebro voltando para seu tamanho normal, organizar minha vida.

Fui à feira, fiz caldo, estou fazendo pão, as ameixas estão macerando em açúcar para fazer geleia amanhã, e montei uma agenda com dias certos para cada coisa, uma vez que, chegado o pequeno matador de dragões, não me imagino ter nunca mais tempo para mais de uma atividade dessas por dia. E é assim que funciono. Se eu não souber que aquele é o dia de fazer pão (antes aos sábados), eu posso deixar passar e ficar sem pão em casa. Eu prospero com disciplina e rotina. Como tudo na vida.

Outro momento de ouro foi a organização da despensa. Ter jogado fora na mudança dois pacotes de farinhas diversas vencidas me fez pensar. Não adianta quanta coisa diferente eu compre: se for para ter farinhas diferentes das de trigo, que sejam centeio e sarraceno, que eu uso com frequência. O restante, a não ser que comprado em porções minúsculas e já tendo receitas planejadas, inevitavelmente irá para o lixo. Olhar com honestidade para minha despensa e acalmar minha curiosidade culinária, que me faz comprar mais ingredientes do que consigo de fato usar, fez com que eu conseguisse montar uma lista de compras mais enxuta, que promete diminuir meus gastos com supermercado [que, para minha surpresa imensa, estão abaixo da média de São Paulo, segundo uma reportagem no jornal sobre o alto custo de vida por aqui] e tornar minha despensa mais dinâmica e funcional, com mais rotatividade de produtos e menos itens de fundo de armário.

Foram cinco anos mudando, reavaliando, planejando, adaptando, evoluindo, até chegar numa rotina que me parecesse correta e confortável. É estranhíssimo sentir-me perdida novamente, como se não tivesse passado por todo esse processo antes. Mas, de certa forma, reconfortante poder reavaliar tudo mais uma vez e começar do zero. De novo.

Enquanto o mini-metaleiro não dá o ar da graça, tento entranhar na minha cozinha e na minha cabeça os novos-velhos hábitos. E crio novas neuras. Como esses biscotti de chocolate, que preparei especificamente com intenção de levar à maternidade, para comer depois do parto, uma vez que não anseio nem um pouco por comida de hospital, e sei que se tiver de passar um dia inteiro que seja por lá, vou querer comer algo que seja meu.

Esses biscotti, como todos os biscotti, são fáceis, crocantes, e duram semanas a fio num pote fechado. Perfeitos para quando você não sabe quando precisará deles. ;) Como tudo feito pela Alice Medrich, não são excessivamente doces. São suaves, perfeitos para acompanhar um bom espresso, mas também matam aquele desejo súbito por chocolate.

Senta e espera. E come um biscotto.

BISCOTTI DE CHOCOLATE
(do livro Chewy, Gooey, Crispy, Crunchy, de Alice Medrich)
Tempo de preparo: 1h30
Rendimento: por volta de 24 biscotti, dependendo do tamanho

Ingredientes:
  • 2 xic. farinha de trigo orgânica branca (ela pede por farinha não-alvejada)
  • 1/2 xic. cacau em pó, natural (pálido) ou alcalinizado (marrom-escuro)
  • 2 colh. (chá) café em pó (opcional)
  • 1/2 colh. (chá) bicarbonato de sódio, se usando cacau natural, ou 2 colh. (chá) fermento químico em pó, se usando cacau alcalinizado (usei cacau Callebaut e fermento químico)
  • 1/2 colh. (chá) sal
  • 8 colh. (sopa) manteiga sem sal, em temperatura ambiente
  • 1 xic. açúcar cristal orgânico
  • 2 ovos grandes, orgânicos
  • 2 colh. (chá) extrato natural de baunilha
  • 1 xic. nozes, picadas grosseiramente

Preparo:
  1. Pré-aqueça o forno a 150ºC e posicione a grade no meio do forno. Forre uma assadeira rasa e grande com papel-manteiga, papel-alumínio ou unte com óleo (usei meu silpat). 
  2. Numa tigela pequena, combine a farinha, o cacau, o café em pó (se estiver usando), sal, bicarbonato OU fermento químico, e misture bem com um fouet ou um garfo. 
  3. Em uma tigela grande, usando uma colher de pau, bata a manteiga e o açúcar apenas até que fique cremoso e uniforme. Junte os ovos e a baunilha e misture. Troque para uma espátula e incorpore a mistura de farinha, mexendo apenas até que não se vejam ingredientes secos. Junte as nozes. 
  4. Com a ajuda da espátula, espalhe a massa na assadeira, formando um retângulo achatado de cerca de 40x10cm (ou do tamanho que preferir seus biscotti, lembrando que a massa crescerá no forno; o tempo de forno não será afetado).
  5. Leve ao forno por 30-35 minutos, ou até que a massa esteja firme mas elástica ao toque (como a superfície de um bolo), girando a assadeira 180ºC dentro do forno no meio do cozimento, para garantir que asse por igual. 
  6. Retire do forno e deixe a assadeira sobre uma grade por no mínimo 15 minutos. Deixe o forno ligado. 
  7. Transfira cuidadosamente a massa para uma tábua de corte e, usando uma faca serrilhada, fatie os biscotti com uma espessura de mais ou menos 1cm. Os biscotti ainda terão consistência de bolo, então transfira com cuidado de volta para a assadeira (sem nada forrando), deixando um espaço entre eles de 1cm pelo menos.
  8. Leve de volta ao forno por 30-35 minutos (ou ajuste o tempo de acordo com o tamanho final dos biscotti), até que sua superfície esteja seca e crocante. Retire do forno e transfira os biscotti para uma grade e deixe que esfriem completamente antes de guardá-los em um pote hermético. Duram várias semanas.

32 comentários:

Luciana Betenson disse...

Querida, é uma doce espera esta :-) Você terá saudades, muitas, destes momentos mágicos. De fazer planos, de imaginar o futuro. Porque o futuro chega com um pé na porta rsrsrs! E bagunça muito o coreto de pessoas como nós, 'fazedoras de listas', organizadoras, planejadoras. Mas é muito bom isto! Quebra nossos paradigmas. De cá estou torcendo pro mini metaleiro chegar sossegado e com muita saúde :-) Mas acho que ele não chega logo não, taí meu palpite, vai esperar 42 semanas este menino :-D Fique firme. Um beijo!

miosotiis disse...

Ainda hoje tinha espreitado o teu blogue e, não sentindo movimento, imaginei que já pudesse ter nascido. :)

Espera mas não desesperes. Afinal, o que te espera dizem ser algo de maravilhoso.

E, não fosse isso por si só ENORME, ainda tens biscotti. :)*

Katia disse...

Ana,
Pelo visto, aposto que você está esperando por um parto natural, coisa cada vez mais rara num Brasil de cesarianas com hora marcada, não é?
Aproveite os próximos dias de espera e também toda a nova vida por vir com o mini-metaleiro!
Os biscotti parecem deliciosos!
Beijos para vc e o Allex!

Anônimo disse...

Nunca dei atenção para esse papo de vem antes ... já tem dilatação ... tua barriga está baixa ... ou sei lá o quê.
Acho que o bebê vem no tempo que ter de vir (claro se não o apressarem com soros, ou até uma desnecesárea)... e esse tempo ninguém sabe ... o papo é esperar sem pressa ...
Lindo texto ...

raquel disse...

Ana Elisa,
Pensei que tivesse nascido!
Ainda não comecei a pensar na minha futura rotina...tenho até medo!
Vem cá, quem vai passear o cachorro nos primeiros meses?

Érika Mori disse...

Querida...sou leitora assídua...diariamente faço visitinhas e que deliciosa surpresa quando há novos posts...pena que estão com maiores intervalos em virtude da gestação...infelizmente para nós, seguidoras, acredito que a maternidade é um tanto quanto mais complicada, especialmente nos primeiros meses, até a rotina e a ordem se instalar...
Torço por tí e pela boa chegada e saúde do mini metaleiro...
Enqquanto isso ando relendo os posts antigos e refazendo minhas receitinhas preferids...
Uma "boa hora " e muita paz para essa linda família.
Beijos.

Patricia Scarpin disse...

Eu vou acabar revendo a minha opinião sobre esse livro só por sua causa, Ana. :)

Quanto ao bebê, acho que tá tão gostoso onde ele está que o danado não quer saber de sair. ;)

Beijo!

Jacqueline disse...

Ana,
Os biscottis parecem estar deliciosos!Sou louca para comprar esse livro!

Boa sorte nesse finalzinho de gravidez. Aproveite cada minuto!
Muita saúde para o seu bebê :)

Anônimo disse...

haha, você é uma figura, Ana. Acho que ter filho vai te fazer bem!

Vou fazer essa receita hoje mesmo!

beijos

Ana Marta disse...

Ana.
Sei como é isso de ser organizada e ter lista para tudo (sou engenheira e filha de engenheiros). Qdo minha filha nasceu tinha até tabela para anotar os horários que tinha amamentado, para saber se o choro do bb era fome ou outra coisa. Meu conselho: relaxe e dê todo seu amor ao seu neném. As coisas vão se ajeitando para melhor sempre.
Tudo de bom!
Ana Marta

Livia Luzete disse...

Ana,tb adoro uma lista,mas relaxa.
Ah, aproveita bem cada minutinho do fim do barrigão...dá saudades viu?
Beijo e bom fim de semana.

Anônimo disse...

Ana, fique tranquila, é o seu filho que sabe o momento de nascer, o resto é palpite, o que nos cabe fazer é esperar maravilhados o começo de uma nova vida. Tudo de bom. Beijo. Chus

Flora disse...

Bom.. assisti minha sobrinha nascer semana passada.
Quatro semanas antes do tempo, menina (quando todos juravam que era menino, depois de todas as simpatias do mundo), e num parto super rápido pra uma yoge que demora o dobro do tempo pra tudo.

Ansiedade só atrapalha, e conselho do tipo "é assim ó..." também.

Boa hora Ana :) Que seja tudo ótimo, o jeito que é pra ser, e nós, os teus leitores descolhecidos vamos ficar aqui torcendo por vocês!

Beijo

Anônimo disse...

Ana, essa ansiedade é fisiologica.
tá tudo certo.
mas, qndo ela estiver ocupando muito espaço, faz umas respirações de ioga...
Olha só, vou te contar uma coisa:
chocolate dá cólica no bebe.
é comprovado cientificamente...
eles nascem com o aparelho digestivo ainda por terminar de amadurecer.
Então planeja outro biscoito prá comer na maternidade!
bjs!
Dadi

Carol disse...

Ana,
Logo que a minha bebê nasceu eu só queria comer salada e sorvete! Mas é mesmo bom ter da nossa comidinha no freezer, comida pronta não presta!
Tudo de bom pra vcs!

Renata de Oliveira disse...

Ana,
Estou experimentando essa sua receita hoje, na verdade, está na primeira assada, enquanto escrevo este comentário.
boa sorte para voce e o pequeno metaleiro!
Abs

Renata

Caren disse...

Ontem (25/03) meu filho mais novo completou seis anos. Tive meu parto na sexta-feira santa, no hospital só havíamos nós e mais um paciente de urgência... Foi muito tranquilo. Desejo tudo de bom para ti e o bebê, que tenhas um parto natural. Talvez a essa hora já sejas mãe... Ah! a tabela com os horários de amamentação, como disse a Ana Marta, foi fundamental para eu me organizar!
bjk, uma boa hora para vocês!

Anônimo disse...

Olá Ana, fiz os biscottis e ficaram deliciosos. Dificil será durarem semanas. Boa sorte com o barrigão.
ABRAÇOS,
Valéria

Sil disse...

Olá Ana,
fiz o bolo de banana com coco e pecãs... menina, que maravilha!! O bolo ficou como vc "disse": macio, perfumadíssimo, cheio de texturas, saborosíssimo!!...
Agora estou com raiva de mim, pq fiz só 1/2 receita... Ai, ai...
Bom, deixa prá lá. Queria te agradecer pela receita super deliciosa e te desejar uma ótima estadia na maternidade!! rsrsrs
bjsss

Adriane disse...

Ana, basta estar grávida para despencarem os conselhos !Mas ninguém é igual a outro e as respostas biológicas são diferentes ... Eu , quando tive minha primeira filha só queria saber de dormir e beber liquidos, não tinha fome nenhuma! Estou torcendo para um parto legal. Mil felicidades...

Chris disse...

Sempre estou por cá, dando uma espiadela e testando uma ou outra receita. Todas sempre especiais.
Como se diz aqui na roça lhe desejo uma boa hora.

Ive Resende disse...

Olá Ana. Sempre leio os teus posts mas nunca comentei. Resolvi comentar neste último pois minha fábrica de bebê está prestes a entrar em funcionamento e eu me imaginei nessa situação. Como também sou uma pessoa DE LISTAS, fico pensando no meu mundo metódico se desfazendo e ao mesmo tempo um novo surgindo, meio caótico, mas com cheiro de nenên. Adorei o comentário da Ana Marta, vou acreditar que as coisas vão se ajeitar. ;) Um abraço e que teu parto seja tranquilo.

Cintia Mara disse...

Ana Elisa!
Desejo uma boa hora pra vcs!!! Na Alemanha eles costumam dizer que uma taça de vinho, sexo e comidas apimentadas ajudam para o bebê vir logo. Afinal quem é que não gosta destas 3 coisas?! ;-)
Que venha mais um ítalo-germânico!

Margarida disse...

Querida Ana Elisa!

Quanta sintonia sem você nem saber!!!
Quero aproveitar para dizer que sigo seu blog, que adoro as coisas que escreve!!!Parecem todas feitas por alguém tão íntimo meu que muitos textos eu poderia até achar que eu mesma os teria escrito!
Agora mais uma coincidência...Também fiquei esperando o Francisco 2 semanas além do que imaginei, meio sem saber o que fazer, só existindo...Acho que esse tempo deve ser pra isso: pra gente entrar numa contagem diferente como se vários domingos se seguissem um ao outro... até que de repente: eles chegam com a avassaladora urgência das segundas!!! Estou torcendo muito muito por você ! Que Deus te dê um parto bem lindo e tranquilo e que possa sair logo do hospital com seu pequeno! Quero te mandar um presentinho, como faço?
Um beijo!
Margarida Leal

rane_aguiar disse...

Seu blog é deliciosamente inspirador. Você acaba de ganhar uma leitora e fã.

Carla Soar disse...

Delicia! Acabo de te descobrir e já me apaixonei por este estilo iso-vegan de ser... muita verdura e pouca carne, viva! Desejo q a nossa senhora do bom parto seja bem boazinha contigo... estarei sempre aqui, experimentando as tuas receitas e torcendo pela tua nova vida como mamã...

moranguita disse...

bem nossa qu ebelo biscoito
ja fiz parecidos e adoramos
vou levar a receita
beijos

A Cozinha de HG disse...

Adoro abrir meu reader e ver que tem post novo no La Cucinetta!
Receita deliciosa, textos leve e fotos lindas! Receita para um blog de sucesso, como o teu!
Tudo de bom pra ti nessa nova fase!
Beijos,
Heide

Anônimo disse...

estranho ... vir logo significa vir com 41 semanas feitas ... e não 39
... aí sim ... hots mils

Pérola disse...

Oi Ana,
Desculpa cair de sopetão aqui, mas lendo seu texto e olhando para as coisas que escreve imaginei que vc tem um perfil bacana para parto domiciliar. Enfim, coisas que a gente sente ao ler algo...Despertou isso em mim. Mas seja lá onde for que seja lindo e um novo começo. Esses pequenos têm a capacidade de dar um giro de 360° na vida da gente.
Bem vinda a essa jornada!
Beijo!

Bruna disse...

Como me identifico com você nessa necessidade de listas e organização! Espero que quando o "mini metaleiro" chegar as coisas fiquem fora de ordem, mas só um pouquinho.. Que logo vocês se ajeitem e criem suas novas rotinas.
Beijo

Caroline Rocha disse...

Que ele venha. Que os anjos possam cantar a sua chegada, celebrando tão grande conquista para o mundo. Que seja calmo e iluminado e que venha a fazer diferença em sua geração. Que seja doce, e que o potinho do amor semrpe esteja transbordando em sua despensa.
Peço a Deus que capacite os pais do "mini-metaleiro", pois só Ele tem conselhos que não são falhos!
Fiquem com Deus.

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails