quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Direitos Autorais, coisa que ninguém mais parece saber o que é (UPDATED)

A coisa que mais se discute em fóruns de ilustração e design hoje em dia é direito autoral, plágio, apropriação, etc. Para quem não sabe, direito autoral funciona da seguinte forma: eu desenhei/fotografei/criei, é meu, é meu patrimônio, é patrimônio dos meus descendentes. Quer usar? Por um valor X você pode imprimir aquela imagem na sua camiseta, você pode usar num livro, pode tatuar na testa se quiser.

Eu não sou fotógrafa profissional, o que só quer dizer que eu não tenho um cartão de visitas onde se lê "fotógrafa". O que não quer dizer que eu não tenha investido em cursos, equipamento e que eu não trabalhe com isso. Ou mesmo que meu tempo e meu esforço não tenham valor. Para evitar maiores úlceras estomacais de ódio, minhas fotografias e textos do La Cucinetta (MAS NÃO AS ILUSTRAÇÕES) estão sob o Creative Commons. Quer usar a foto no blog? Usa. Coloca um link ou diz que foi a Ana que tirou a foto. Sem problemas. Quer usar o texto? Idem. Não há nenhum problema, ninguém se machuca.

Agora o que fazer quando é uma empresa que resolve usar sua fotografia? Ela está usando para quê? Para deixar a área de receitas de seu site mais vistosa, gerar visitação, empatia com a marca e, logo, mais vendas. ELA ESTÁ LUCRANDO COM A FOTOGRAFIA.

E se alguém está ganhando dinheiro com meu trabalho, nada mais JUSTO do que quem fez o trabalho ganhar uma parte.

LOGO, SE A EMPRESA NÃO ESTÁ ME PAGANDO PELA FOTOGRAFIA (e nem mesmo dando créditos, diga-se de passagem), ELA ESTÁ ME ROUBANDO. E ISSO É CRIME. É VIOLAÇÃO DE DIREITOS AUTORAIS.

Eu vivo de criação. Ilustração (e muitas vezes fotografia) paga meu aluguel. Se todo mundo olhar para meu trabalho e achar que "tá na rede, então o uso é livre", COMO SE ESPERA QUE EU PAGUE MINHAS CONTAS????

O pior de tudo, é que a foto roubada nem mesmo corresponde à receita ao lado.

Aos ladrões, queimem no inferno, porque KARMA IS A BITCH!

É por causa dessa gente mesquinha e ignorante que não dá valor para o trabalho alheio, e que gosta do roubo como saída fácil para cortes em verba de comunicação, que a maioria das pessoas que trabalha com qualquer espécie de arte precisa de um segundo emprego para poder pagar as contas. E não se engane: aquela loja legal de camisetas cheia de fotos do Poderoso Chefão, do Homer Simpson e etc, não pagou cessão de direitos de impressão para os donos das imagens também. Essa prática tem se espalhado numa velocidade alarmante, e quando até empresas que deveriam ser nossos clientes estão nos roubando, eu duvido que haja um único ilustrador ou fotógrafo profissional daqui a 200 anos, pois não vai valer a pena financeiramente fazer cursos ou faculdades se ninguém vai te pagar pelo seu trabalho.

Mandei um email à empresa bastante educado, muito mais civilizado do que esse post-desopila-fígado. Mas quero que vocês visitem o site e vejam as imagens das receitas. Pois eu tenho certeza de que encontrarão muitas fotos suas ali também.

VEJA O ROUBO AQUI.

UPDATE: Olha só como a empresa foi LEGAL [note o tom de sarcasmo aqui]. Bastou que eu fosse alertada por uma leitora [obrigada, aliás!], e escrevesse um email reclamando para que eles dessem o devido CRÉDITO AO FOTÓGRAFO. UAU! Quão magnânimo da parte da empresa... Da próxima vez, que tal FAZER ISSO ANTES???? OU QUE TAL PERGUNTAR SE PODE???? Eles me responderam, no entanto? Não. Não recebi NENHUM email pedindo desculpas pelo "mal entendido".

Depois de escrever esse post, contei a meu professor de aquarela, que me aconselhou a processar a empresa. Mas eu sou muito boazinha e me contento com créditos, SÓ PORQUE É FOTO E NÃO ILUSTRAÇÃO. [PORQUE SE EU VIR ALGUÉM USANDO DESENHO MEU SEM MINHA PERMISSÃO, EU VOU ARRANCAR CADA CENTAVO DO FDP E SEUS DESCENDENTES.] Mas dentro do assunto do meu último post do Desenhoquê, ele me contou que quando resolve usar uma fotografia como referência para uma pintura, ele entra em contato com o fotógrafo para pedir permissão primeiro. Afinal, ele só consegue pintar aquela cena ou detalhe por conta do trabalho do fotógrafo, então, nada mais justo. ISSO É ÉTICA.

Pergunta: vocês que também tiveram fotos roubadas... vocês têm créditos ali também?

39 comentários:

Dani Franken disse...

Que absurdo!!! É de ficar realmente indignada!!! Além de crime, é falta de ética e educação.
Boa sorte, vc vai precisar pois suas fotos são lindas, mas são SUAS!
BEIJO
Dani

Carol disse...

que... que... que CANALHAS!

revoltante e antiético, pra dizer o mínimo.

Laura Rodrigues disse...

Oi Ana Elisa! Passei aqui mais para te dar os parabéns! Estava a procura de uma receita fácil e diferente de bolo e te achei! Adorei suas ilustrações (em especial o cartão de Natal com seu cachorro e a árvore derrubada)! Muito legal!
Bjão.

Lau Verrengia disse...

É muita falta de respeito e noção. Não entendo como uma empresa tem a capacidade de copiar uma foto e não colocar os créditos. Pega muito mal.
Espero que retirem todas as fotos logo e que as pessoas entendam de uma vez por todas que não é legal roubar, não é nada bonito.
Se não sabe fazer e gostou do que não seu, pede emprestado, se não lembra de onde copiou a foto, não usa. Deveria ser simples assim.
Achei ridículo tudo isso, se receber alguma resposta fala pra gente Ana.

Beijos

(compal? nunca tinha ouvido falar, mas já sei que é uma empresa que não posso confiar.)

Carol disse...

Putz.. que merda, hein?! Falando o português bem claro.. e ai, a empresa respondeu!?!?!?!?

bjos

DricaPeixoto disse...

Ana, merecem um belo processo.

Trainee de Cozinheira disse...

Eu me solidarizo com vc, já vi vários blogs reclamando, na verdade é porque acharam a sua foto muito boa, mas precisariam pagar por isso!
Não sei a melhor solução, mas vejo que as reclamções de gente inescrupulosa só cresce...
Eu mesma já usei o seu manual de intruções do cookie, mas modifiquei algumas coisas, me incomoda colar idéias, mas como não consegui criar um melhor fiquei com um parecido com o seu, mas coloquei os créditos, muito justo.

Bjs

Maura

Larissa disse...

Seu post já diz tudo, então venho prestar meu apoio. Se fosse comigo estaria muito P.... da vida. Corra atrás do que é seu MESMO!!! Só me responde uma coisa: como você descobriu essa "fraude"? Bjs!

Claudia Regina disse...

Que eu me lembre nunca comentei no seu blog, assino o feed e acho você maravilhosa, mas nunca tenho algo a adicionar! :) Só que esse seu desabafo merece um pouco de coro. Trabalho com fotografia e malemal os clientes entendem o valor, quanto mais essas “antas ambulantes” (tadinhas das antas) que acham que “tá na rede é público.”

Isso acontece ainda mais com o meu blog. Creative Commons para muitos é “pode copiar à vontade” - a parte dos créditos e “não lucrar com isso” é totalmente ignorada.

Também fico indignada e estou do seu lado.

Everson disse...

Ana, tu sabes se eles copiaram a foto pro servidor deles ou se estão linkando em referência (o que eu acho que é bem pior)?

Se for em referência, dá pra sacanear muito a empresa. Tipo trocar a foto do sorvete de uva por outra coisa que o Ivo não tenha visto quando passeou com o vovô... :-)

miosotiis disse...

Não queria ter-te dado esta notícia...
Mas não pude deixar de me sentir mal com o que vi.
*

Luana disse...

Ana, tô passada!!!! Já acompanho o La Cucinetta a um pouco mais de um ano... sempre achei suas fotos tudo de bom!!! Sempre tentei tirar fotos como as suas, mas não entendo necas de fotografia! É fácil de entender q tenham achado sua foto apropriada... mas daí a usar de forma a se promover às suas custas, é revoltante. Isso acontece muito na minha área... Sou Cake Designer (ainda em formação, devo deixar claro... rs) e é muito comum achar um concorrente usando uma foto sua como se fosse dele. A pouco tempo, ficamos sabendo de uma mulher que tem um site recheado de fotos de cakes amigas minhas... Nós fizemos um movimento e conseguimos tirar o site do ar por algum tempo, mas ela conseguiu voltar com o site, infelizmente.
O que fazemos para nos defender é colocar a nossa marca d'água nas fotos... Assim quem roubá-las, querendo ou não, vai ter q carregar nosso nome tb! Vi lá no site q colocaram seus créditos!
Que absurdo!

Fabiane disse...

Parece que agora colocaram os créditos..
Mas é muita cara de pau!

Parabéns pelo blog.

Dani - Paladar disse...

Boa sorte com essa briga, pois é uma baita sacanagem isso. Muito bem poderiam usar, mas colocando seu link como referência.

Fazer milagre com o santo dos outros é coisa fácil!

Margarete disse...

Ana, que "p"sacanagem!!!! Um absurdo! Só queria saber como vc.conseguiu descobrir isto... Trabalho de detetive. bjs.

Ali Ckel disse...

Neste meio tempo, eles colocaram a referência na imagem, com o nome do blog e a URL. Mas não muda em nada a sacanagem, pois a parte do "não usar comercialmente" do CC ninguém lê. "Ah, mas não estamos vendendo sua fotografia". Não diretamente. Lucrar por meio dela também significa usar comercialmente e "não pode". Tosco! Tosquíssimo... odeio essa "mania de querer ser esperto".

Boa sorte com a briga! Abraços!

Lu disse...

Nossa... que raiva disso. Acho que eles não copiaram o link Everson, eles devem ter salvo a foto, mas se está por link seria bem legal que ela trocasse a foto, por uma faixa branca escrito "roubo de direitos autorais é crime"..

miosotiis disse...

Filhos da mãe...
Nem um mail a pedir desculpa? Realmente...a sério...
É que, para além disso, nem a receita é a mesma...*

Dayana disse...

Ana, acompanho seu trabalho como uma mulher do lar... Suas receitas são práticas, reais e deliciosas... Sua maneira de escrever é única, assim como suas fotos... Parabéns pelo seu trabalho com seriedade e sua honestidade. É isso aí, faça valer seus direitos...

Paulo Werneck disse...

Prezada Ana Elisa,

A empresa e o sítio indicado são portugueses, o que complica - e muito - a busca judicial pelos direitos.

Sugiro que, como vc vive disso, comece a se articular com outros que vivam disso no sentido de criarem uma associação de defesa dos direitos autorais, o que divide custos e aumenta o poder.

Ação judicial é totalmente contraproducente. Os custos judiciais, a perda de foco e os aborrecimentos dificilmente serão compensados pelo valor da indenização.

Talvez em Portugal exista uma entidade dos artistas ou fotógrafos de lá que possa ajudar.

Boa sorte e obrigado pelo teu blog.

Rata de Cozinha disse...

Ana,
acompanho seu trabalho há muito tempo e gosto muito dos seus desenhos e fotos. Também tenho um blog e já tive minhas fotos (super amadoras) roubadas, por isso sei bem a raiva que isso dá.
Temos mesmo que nos unir e boicotar essas iniciativas sem nenhuma ética e respeito por quem faz um bom trabalho.
Um abraço,
Luciana

carladuc disse...

Oi Ana,

O meu comentário é pra deixar minha solidariedade e revolta com o acontecido!

Se tem algo que também me deixa louca da vida é essa mentalidade de que tá na internet é público e o desrespeito aos direitos autorais que como você mencionou, é CRIME!

Espero que ao menos você consiga alguma coisa através do contato que fez com eles.

Abraço,

manjericota disse...

Nossaaaa....q horror..!!!..que feio...copiar eh mta falta de criatividade...Vc esta certissima de divulgar isso.

Abr,
Dani

Flavia disse...

Ana, entendo a sua indignacao. Eh um absurdo mesmo! Quando fui ao Brasil, eu fiz um album de aniversario para a minha filha que tinha varias montagens com personagens da Disney e que ficou lindissimo. Qdo eu mostrei para os meus amigos de trabalho (industria fotografica) nos EUA, e falei o preco que tinha pago, todos ficaram impresionados como era barato e questionando porque aqui esse tipo de coisa eh tao caro. Ate que alguem na roda disse 'Claro que eh barato, o fotografo nao pagou direitos autorais para usar esses templates, vai fazer isso aqui.' Confesso que fiquei muito envergonhada pois me toquei que era a pura verdade. Viver de arte ja eh heroismo, no Brasil entao...
Se considere um guerreira. Sucesso!

Livia Luzete disse...

Muita cara de pau da parte deles!!!!
Concordo com você em tudo! Mas bem que eu tacava um processo!!!

Sabrina disse...

Ana,
Esses caras são uns FDP e a cada dia que passa sinto mais vontade de resolver as coisas com as minhas próprias mãos... A minha monografia na faculdade foi sobre um tema de literatura super escassa, e pouco tempo depois vi cópia na internet. A minha mãe é médica e professora de homeopatia e psicossomática e achou várias apostilas suas sendo postadas por um professor de outro Estado...

Quando li o seu post me lembrei de uma condenação que a Folha de São Paulo sofreu no mês passado. O Tribunal de Justiça de SP condenou-a ao pagamento de vinte e cinco mil reais por violação de direitos autorais de um jornalista que foi contratado para fazer comentários à "Videoteca Folha” mas teve o seu nome omitido... :/

Não sou especialista em direitos autorais, mas sei que os cartórios disponibilizam um serviço muito útil para produção de provas nesses casos; para tanto, você só precisa indicar o endereço do site e o cartório irá imprimir o material, conferindo-lhe, em seguida, fé pública. Você deve pedir cópia da página em que aparece a violação e da página do seu blog em que o texto/ imagem original se encontra. Uma coisa é você exibir, como prova judicial, um “print screen” ou a simples impressão da página, o que obviamente será contestado pela parte contrária; outra é esse mesmo documento contendo fé pública... É claro que isso tem um custo, e imagino que, como tudo em cartório, não seja tão barato, mas dependendo da pessoa que violar os seus direitos autorais é um procedimento bastante indicado, apesar de pouco conhecido. Se acontecer algo do tipo com alguma pessoa (física ou jurídica) que valha à pela - leia-se, que terá como lhe pagar a indenização-, antes de entrar em contato com a mesma, produza uma cópia em cartório. Dessa forma, mesmo que depois de uma reclamação informal ela faça constar os devidos créditos, você ainda poderá exigir uma reparação via judicial dos danos já sofridos.

Deixando de lado os casos que envolvam direito internacional, a forma mais fácil é procurar um Juizado Especial Cível, no qual a indenização fica limitada a 20 salários mínimos se você não estiver assistida por advogado, ou 40 salários mínimos, com a presença deste. Perto das nossas casas tem o JEC em frente ao Mackenzie.

Tenho de ser sincera e dizer que os JECs estão verdadeiros “mercados de peixe”; para nós isso pode soar como algo maravilhoso, mas não, é no pior sentido possível, pois a maioria dos juízes querem se livrar dos processos o mais rápido possível e praticamente obrigam as partes a fazerem acordo. Se pensar em justiça, realmente não se pode dizer que isso seja o mais descente, mas para muitas pessoas que nem pensavam em fazer valer seus direito, um acordo pode ser um bom negócio.

Abraço!

Adrina disse...

A rotina jurídica para casos como esse é procurar um cartório de notas e pedir ao tabelião para registrar o que você viu no site deles, ou seja, sua foto sem os créditos. Com este documento em mãos você aciona um advogado de sua confiança, de preferência especialista em direito civil, e deixa ele agir. A empresa pensará duas vezes antes de fazer isso de novo com alguém.

Patricia Scarpin disse...

Olha, esse tipo de coisa me dá um nojo...
Você fez bem em reclamar - e deu mesmo pra perceber que a empresa é uma bela porcaria.

Bruno Dreux disse...

Ana,
É realmente revoltante. Ainda mais quando lemos no link "Avisos Legais" do site da Compal a seguinte frase:

"RESTRIÇÕES DE UTILIZAÇÃO
O conteúdo do site www.compal.pt (...) não pode ser copiado, modificado, distribuído, publicado, enviado por via informática ou pelo correio, ou por qualquer forma transmitido ou reproduzido sem o consentimento prévio, por escrito, da Sumol + Compal."

Eles conhecem o conceito de Direito Autoral, sim, mas apostaram que, por estarem fora do Brasil, ninguém saberia.

Falando de problemas diplomáticos, acho que a Maitê pensou a mesma coisa... ;)

Danielle disse...

nossa ana.. que palhaçada!!!!
que bom que vc postou este assunto.. pois é bem delicado e as pessoas nao tem um pingo de respeito.. por isso tem de ser falado..
fiz sua receita de paella vegetariana.. amei...
ta la no meu blog...
bjs dani

Gourmandise disse...

Meses atrás, um site brasileiros de dicas e receitas gastronômicas fez isso conosco. Ameacei publicar um post sobre o ocorrido. 36h depois tiraram do ar. E para tentar reparar o dano, fizeram uma reportagem sobre o nosso blog.
bjo

CELSO MATHIAS disse...

TODO O MEU APOIO À VOCÊ,QUERIDA! SOU ILUSTRADOR E SOFRO FREQUENTEMENTE ESSE PROBLEMA.
USEI SEU TEXTO E LINK PARA DAR UM EXEMPLO DA LADROAGEM DE IMAGENS NA INTERNET.
MEU BLOG:
http//artedecelsomathias.blogspot.comINFELIZMENTE É UMA GENTINHA SEM CRIATIVIDADE!!!

ABRAÇOS

DarkLuneAngel disse...

Para quem não sabe: a Compal é uma empresa de refrigerantes (que se dizem naturais) portuguesa. É, aliás, uma das mais conhecidas e, até agora, uma das mais confiáveis.

Lamento que este incidente tenha acontecido. Fez bem em postar no blog, os seus leitores portugueses (como eu) vão pensar duas vezes antes de (não) consumir essa marca.

Joana * disse...

Ana Elisa, sou uma das suas leitoras portuguesas, e fiquei extremamente desiludida com o que acabei de ler. Para quem não sabe, a Compal é uma empresa altamente credenciada, que possui vários produtos, desde néctarde de fruta, a alimentos enlatados, enfim, uma panóplia de produtos. Todos de excelente qualidade.

Mas ao deparar-nos com tamanha falta de ética e profissionalismo, o que me apraz dizer é que caso a Ana fosse portuguesa deveria avançar com um processo judicial. Ao estar no Brasil todo o processo se complica, apesar de ser possível. Ficaria, no entanto, muito dispendioso para si.

Apenas a aconselho a colocar 'marca d'água' nas suas fotos: a Ana é extremamente talentosa e não merece que o seu trabalho não seja reconhecido.

Tudo de bom para si e para o seu blog.

Um beijinho solidário *

Paola disse...

Sou bacharel em direito e o tema do meu TCC da graduação foi esse. Infelizmente o desrespeito é geral.
Eu se fosse vc entraria najustiça contra a tal empresa. Nem que fosse só pra eles aprenderem que não podem fazer isso.
Vc ia poder levar umproduto sem pagar? Não. Pois é.
Adorei td isso aqui.
beijos,

Anônimo disse...

Ainda bem que não decidiste processar a Compal, porquê ias ficar pobre... eles são uma das grandes empresas de sumosl, estão cheios de advogados até ao telhado e provavelmente levarias meses a conseguir umas resposta.
Os sumos também não são grande coisa... acho que não bebo um compal faz uns 4 anos. : | Muito açúcar.

NHFoto disse...

è lastimavel, egente penssa que nunca passará por isso, um amigo meu de infância tem uma casa de decoração e eu sou fotografo, pois fui contratado para fazer uma formatura organizada por ele, pois nos convites que eles elaborou com outra empresa tinha o credito da foto das formandas o nome da empresa dele, a placa so o nome da empresa dele e as replicas tambem, fui falar com ele e ele terá o prazo de 1 mês para recolher a placa e as replicar para colocar meu credito se não for feito assim entrarei com um processo contra a empresa dele pois ele agiu de má fé como se eu fosse da equipe dele e ele so quiz credito para ele, assim sendo perdi a amizade e ganhei um problema. é sempre lamentavél.
mais como vc falou sempre acontece isso.
Neto Herculano, Sirinhaém-PE
abração e fica com Deus...

Alaian disse...

Acho que a complicação para processar deve ser tanta, que as vezes é melhor ficar com o crédito agora obtido.
Hoje com o GOOGLE IMAGENS todo mundo sai pegando qualquer foto para por em seu blog. Eu aconselho por marca d'gua em todas suas fotos compartilhadas na internet, é o mínimo que deve ser feito.

Onecyna disse...

tenho uns textos num blog do word press e alguns no PENSADOR. Notei que algumas pessoas usaram meus textos e nao colocaram autoria em baixo. O que posso fazer em relação a isso. Tem alguma forma de provar que os textos são meus? beijos

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails