quarta-feira, 22 de julho de 2009

Fake chicken meatballs, ou sensacionais almôndegas de tofu para "tofu-haters"

Sempre que digo a alguém que não como carne [vou parar de dizer que sou vegetariana, porque apesar de ser mais fácil dizer isso, alguns amigos de fato vegetarianos andaram me olhando feio... :P ], lá vem as receitas com proteína de soja texturizada e leite de soja. Eu sei que tem gente que adora. Mas eu destesto, DETESTO, DE-TES-TO proteína de soja texturizada e leite de soja. Não sei na boca dos outros, mas na minha fica um retrogosto meio amargo inconfundível, que me faz passar o resto do dia lembrando meu almoço. Por algum motivo bizarro, no entanto, eu gosto de tofu. Tofu não tem aquele retrogosto e não me incomoda de jeito nenhum. Mas eu nunca tinha feito muita coisa com ele; primeiro, porque não costumo preparar muitos pratos de origem asiática, e segundo, porque nunca foi minha missão como cozinheira procurar substitutos para a carne. Já falei disso aqui. Não gosto de colocar um pedaço de sabe-deus-lá-o-quê no meio do prato, cercadinho de arroz e batata, só porque ali deveria estar um bife. Como um prato inteiro só de legumes (aliás, cada vez mais). Com ovo, com queijo, com a proteína que for, mas sem ficar imitando bife.

Ah, mas o que diabos são essas receitas de almôndegas, então? Que feio, Ana Elisa, se contradizendo dessa forma... tsc...tsc...

Explico-me. ;)

Eu tenho um bocado [um belo bocado] de livros de cozinha. E posso dizer seguramente que 1/3 das receitas contidas neles são com carne ou aves. E isso começou a me irritar. Muito. Não pelo fato de não comer bife ou frango assado, mas pelo fato de que há ali uma centena de combinações de temperos interessantíssimas, e outra centena de acompanhamentos perfeitos para esses pratos, e eu nunca vou provar nada disso. Hunf. Foi nessa que mandei tudo às favas e comecei a preparar as receitas de carne usando cogumelos. [Quando os pedaços de carne são grandes, como bifões mesmo, uso os chapéus inteiros de cogumelos grandes; nos cozidos ou assados muito longos, cozinho os legumes no tempo da receita e acrescento os cogumelos no final, para que não passem do ponto, mas absorvam os temperos. Tem dado muito certo e rendido ótimas refeições.]

Mas e frango? O que eu poderia usar no lugar de frango? Hmmm... Pensei naquele peito de frango branquinho e completamente sem gosto (quando sem tempero), e imediatamente me lembrei do tofu. O tofu não vai imitar a textura do frango, isso com certeza. Mas vai prover a mesma base neutra para variados temperos e a mesma versatilidade de preparo. Pelo menos essa é minha teoria.

Ontem à noite, cortei um pedaço de tofu [orgânico, porque se vou comer soja, que não seja transgênica nem cheia de veneno] do tamanho de um filé de frango, esfreguei uma quantidade abissal de temperos (pimenta calabreza, sal, anis moído e orégano) em todo ele e grelhei o bendito no azeite até que ficasse crocante e dourado por fora. Comi acompanhado de rabanetes fatiados e salsa verde. Dexeufalar? Surpreendentemente gostoso. O segredo do tofu é temperá-lo quase que na medida do exagero, aparentemente. Não vai funcionar como aquele franguinho de todo dia, só com salzinho e pronto.

Hoje no almoço, apanhei uma receita de Chicken Meatballs, do fabuloso livro A16 Food + Wine [A16 é um restaurante americano especializado em cozinha do sul da Itália], reduzi as quantidades para duas porções e troquei todo o frango por tofu e toda a banha por manteiga. E prossegui exatamente como mandava a receita. Com a diferença de que eu não precisei cozinhar um pedacinho da massa para experimetá-la, uma vez que não estava lidando com frango cru.

As almôndegas saíram crocantes e douradas, macias por dentro, e deliciosas. Sem brincadeira. Servi com cenouras assadas com ervilhas, cebolinha e hortelã, outra receita adaptada do mesmo livro.

Meu paraíso será o dia em que eu conseguir pele sintética para fabricar minhas próprias salsichas, porque as salsichas de soja que existem no mercado são de doer... :P

FAKE CHICKEN MEATBALLS - ALMÔNDEGAS DE TOFU
(Adaptado do livro A16 Food + Wine)
Tempo de preparo: 40 minutos
Rendimento: 2 porções (8 almôndegas de 5cm)


Ingredientes:
  • 1/4 colh. (chá) sementes de erva-doce
  • 3 grãos de pimenta-do-reino
  • 1/2 colh. (chá) sal
  • 150g tofu orgânico firme
  • 1 colh. (sopa) manteiga
  • 1/4 xíc. farinha de rosca
  • 1 punhado generoso de salsinha picada
  • 1 dente de alho pequeno, bem picadinho
  • 1 colh. (sopa) de água
  • 1 ovo grande
  • azeite de oliva

Preparo:
  1. Pré-aqueça o forno a 205ºC. Unte uma assadeira pequena com azeite de oliva e reserve.
  2. Num pilão de pedra, esmague a erva-doce, o sal e a pimenta-do-reino até obter um pó. Reserve.
  3. Passe o tofu por um processador manual (passa-verdure) com o disco de buracos largos. Deve funcionar também num amassador de batatas, ou use um garfo. Junte os temperos em pó, a manteiga em floquinhos, a farinha de rosca, a salsinha e o alho. Misture bem.
  4. Junte o ovo e a água e misture. A massa deve parecer flocosa mas pegajosinha. Experimente e acerte o sal se necessário.
  5. Forme 8 bolas de 5cm de diâmetro com a massa, apertando-a bem nas palmas das mãos para que a mistura mantenha-se unida. Delicadamente coloque as bolas na assadeira untada.
  6. Leve ao forno por 20-25 minutos. No meio do cozimento, vire cuidadosamente as almôndegas com a ajuda de uma colher, para que dourem por igual. Elas devem ficar douradas, firmes e com uma leve casquinha crocante em torno. Sirva as almôndegas quentes, com o acompanhamento de sua preferência.

11 comentários:

Natália Leão disse...

Nossa que ótimo que você voltou com esses posts tão deliciosos e divertidos. Sou repórter e para relaxar no meio da correria do dia-a-dia leio seu blog.
ADORO

Monica disse...

Hum, parece tão bom! E a fumacinha saindo do prato, coisa linda! Também acho a mesma coisa das salsichas!

Beta disse...

Ana, vi um dia um episódio do Claude no Menu Confiança em que ele fazia salsichas com carnes de boi e porco -não xingue até ler o final - e ele usava saco de confeitar pra moldar as salsichas em cima de um papel filme bem grande, depois fazia uma espécie de salame com o filme de tal forma a reproduzir o formato da salsicha, cozinha com papel e tudo e uma vez cozida não precisa mais do tal invólucro, achei interessantísma e estou doida pra fazer. Vai la no site do GNT e procura por lá. Eles harmonizaram com cervejas. Lembro que foi um dos 4 episódios do verão desse ano, se ajudar na procura. Um beijo
Roberta

Tangerina disse...

Eu sou uma comedora de carne moderada ;) mas adoro tofu, já o seitan... tem dias :)

Amei sua receita e vou fazer em breve.

Beijinhos,
Carlota

caosnacozinha disse...

Ana, sobre a proteína de soja. Eu acho que você já deve saber, mas fica a dica.
A proteína de soja tem na sua constituição uma substância (acho que é uma proteína, mesmo) que é amarga. Talvez seja isso que causa o amargo na sua boca depois de comer. Para contornar esse problema, ela deve ser deixada de molho durante 30 minutos a uma hora antes de usar e depois lavada muito bem. Ou então - e eu acho que essa forma até resulta melhor - ela deve ser fervida durante 5 minutos, depois lavada e espremida em água fria corrente, como uma esponjinha, para retirar toda a tal substância amarga. Depois ela pode ser cozinhada como a carne. Eu tive uma altura em que deixei de comer carne e ainda usei a soja bastantes vezes. Adorava uma feijoada de soja que eu fazia. Mas sempre com este tratamento, senão ela realmente fica amarga.

Beijo *
Mariana

Flávia J. F. Solís disse...

Nada a ver com as suas almôndegas, só estou aqui pq me andei lembrando do seu blog. Lembro-me de vc ter dito que Callebaut era belga e fiquei intrigada com isso. Agora descobri que a marca é suíça, mas está espalhada por aí, inclusive na Bélgica (o que pra mim parece incrível, rs). Enfim, só me lembrei de tudo isso por causa desta matéria:

http://www.swissinfo.ch/por/capa/Suicos_planejam_revolucao_do_chocolate.html?siteSect=108&sid=10968952&cKey=1248275009000&ty=st

E depois fui pesquisar no próprio site da empresa pra entender. Enfim, só contando que sempre me lembro daqui, do blog. :)

Mexerica disse...

Que bom que voltou. E com receitas ótimas!!!!
Adoro seu blog!
Abraços.

Marcão disse...

http://www.kraki.com.br/novo/tripas.php
Taí o q vc procura, Ana. Tripas sintéticas. Boa sorte.

carladuc disse...

Oi Ana,

Passo aqui para dizer que preparei estas almôndegas para o jantar hoje e o resultado foi SENSACIONAL! :)

Mudei um pouco os temperos, troquei a erva-doce que o marido não curte por sálvia seca e nós-moscada e deu super certo. Também adicionei um pouco de manjericão fresco picado.

Adoramos! Parabéns pela adaptação/criação desta receita e obrigada por compartilhá-la!

Abraço,

Simplesmente Mariza disse...

Amei, e gostei, e adorei e me encantei com tudo. Não sou vegetariana, mas não costumo abusar das carnes. Quero experimentar tuas receitas, são cuidadosamente elaboradas. O início de uma refeição começa pela escolha dos ingrediente, e tu faz com todo o cuidado. Isto é imprescindível.

Camilla disse...

Ameeeeeeeeeeeee seu Blog!!!!
Acho q mais importante que receitas de comida Vegetariana ooops... qr dizer sem carne :) sao os segredos na hr de preparar por exemplo o Tofu... Os meus SEMPRE ficam sem gosto! eh um causo sério ;)

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails