sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Pudim de iogurte: o nome é tão leve que você finge que ele não engorda...

Eu não sou de ferro. Tendo aqueles cookies olhando para mim e me chamando, e tendo já sucumbido à tentação e roubado uns três ou quatro deles, achei melhor preparar algo que aplacasse minha insaciável fome por doces de um modo mais... bem, mais ou menos dentro da dieta. Como o negócio é cortar carboidratos, achei melhor comer um docinho bastante proteico e sem farinha nenhuma. Ok, ok, o pudim não é NADA light. Acho que até é possível substituir tudo por coisas light se for tão importante assim para você, mas só por cima do meu cadáver você me verá recomendando um pecado desses. Ainda estou para provar um iogurte light que seja tão saboroso quanto um integral caseiro.

Apanhei uma receita antiga de uma Cláudia Cozinha, adaptei-a e dividi-a até criar duas pequeninas porções, absolutamente suficientes. O pudim resultou muito mais saboroso do que esperava, principalmente porque adoro sobremesas azedinhas. É claro que ele depende completamente da qualidade do iogurte. Caseiro é o melhor. A receita original mandava produzir uma calda de frutas vermelhas com açúcar e licor, mas é lógico que preferi frutas frescas.

Esse é para comer mesmo depois que a dieta acabar, tão fácil e tão gostoso que ele é...

PUDIM DE IOGURTE
(ligeiramente adaptado de uma revista Cláudia Cozinha)
Tempo de preparo: 20 minutos + 3 horas de geladeira
Rendimento: 2 porções


Ingredientes:
  • 1/2 colh. (sopa) de gelatina em pó incolor e sem sabor
  • 1 colh. (sopa) de mel
  • 1/2 xíc. de iogurte integral natural
  • 1 colh. (sopa) de queijo cottage bem amassado com um garfo
  • 1/4 xíc. de creme de leite fresco
  • 1 colh. (sopa) de açúcar

Preparo:
  1. Misture a gelatina com 2 1/2 colh. (sopa) de água fria e leve a banho-maria para derreter.
  2. Enquanto isso, leve a fogo baixo em uma panela o mel, o iogurte e o queijo, apenas para aquecer, sem deixar ferver. Misture bem para que fique homogêneo.
  3. Bata o creme de leite com o açúcar até o ponto de chantilly.
  4. Misture a gelatina derretida ao iogurte, mexa bem e junte o chantilly. Misture até ficar homogêneo e distribua entre dois ramequins pequenos. Leve a geladeira por 3 horas para firmar. Desenforme e sirva com as frutas frescas de sua preferência.

9 comentários:

risonha disse...

ah como eu te entendo... tem dias que também estou doida por algo doce.
o pudim ficou amoroso!

dani oliveira disse...

Que pudimzinho lindo Ana. Vou me arriscar, tenho os ingredientes em casa.

Ivette disse...

Oi Ana!

É a primeira vez que fico tanto tempo sem visitar o seu blog desde que tenho conhecimento do mesmo. Pelo visto vc não perdeu a inspiração com a sua re-educação alimentar! Eu tb estou com os ingredientes desta receita em casa, e já que eu tb comecei uma "atualização alimentar" (sem perceber aumentei demais a qtde de pães deliciosos na minha dieta ... rsrs ... ) esta opção de pudim parece interessante ...

Com relação ao ceviche (não pense que esqueci) eu vou testar duas versões que tenho e passo pra vc. As coisas são muito corridas nesta época do ano para pesquisadores que nem eu, mas assim que passar esta fase eu capricho e envio informações pra vc.

Abraços e ótimo fds!

Iv.

Ana Elisa disse...

Risonha,
é fogo, né?

Dani e Ivette,
façam e me digam se gostaram. Só atenção: vi que coloquei a quantidade errada de água: são 2 1/2 colh. de sopa de água, e não 5 como estava antes... Ok?

Beijos!

taisando disse...

Olá, Ana!

Acabei caindo por aqui por acaso. Sabe como é, mocinha que está começando a gostar da gastronomia e que passeia em blogs de culinária. E o seu blog é muito mais do que isso! Você escreve muito bem, e talvez me arrisque até a dizer que a sua descrição dos alimentos e dos pratos é tão boa que o leitor se sente saboreando cada coisinha. E olhe que você tem aqui uma carnívora e que come muitas coisas industrializadas. Mas tenha um pouco de paciência, sou ainda uma estudante dura. :P
Meus parabéns pelo blog, Ana!
Ganhou mais uma leitora assídua. E uma admiradora dos dotes culinários!
:)
Um cheiro!

Laurinha disse...

Fingir que não engorda, fingir que só um pedacinho satisfaz...
aiai, é dureza!
Ficou super charmoso...
Beijinhos

Simone Izumi disse...

Olha, eu te admiro muito por produzir seu próprio iogurte e valorizar os produtos organicos. Meu Deus, eu quero ser você quando crescer!ahhahaahahha...
Fora que eu não acredito que você continua em dieta ainda!!!Vc é de ferro sim!!E dos bons!!!
Eu continuo na minha vidinha regada a tranqueiras...ahhahahah
bjs

Magia na Cozinha disse...

Parece uma delícia! Eu gosto muito de iogurte natural, se for caseiro melhor ainda!
Quando morava no Brasil não existia iogurte dietéico com sabor, com excessão de um de morango.
Quando vim para os EUA me admirei com a variedade de sabores e comi tudo o que tinha direito. Agora não posso nem ver... :(
O natural é o melhor de todos e com mel então, hummmm...
Esta receita não é tão pecaminosa afinal de contas!
Bjs :)

Ana Elisa disse...

Taís,
Ah, relaxa que logo logo te converto a largar as porcarias... hehehe... Muito obrigada pelos elogios! Continue aparecendo por aqui.

Laurinha,
é por isso mesmo que só fiz duas porçõezinhas. Aí não corro o risco de comer meio quilo de pudim! ;)

Simone,
e eu admiro suas habilidades com chocolate! Fala sério! É que iogurte caseiro é tão fácil de fazer e fica tãaaaaaaao mais gostoso que o industrializado... E a dieta persiste! Agora que estou vendo resultados, então...

Cláudia,
ah não, de todos os doces que eu poderia ter preparado, esse é o mais levinho... Mas ficou tão gostoso que vou com certeza fazer mais mesmo depois da dieta...

Beijos!

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails