quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

Mac & Cheese my way



De vez em quando tudo o que uma pessoa pode querer é macarrão com queijo. Muito queijo. Apanhei minha maior travessa e despejei-lhe 400g de rigatoni cozido até 80% do tempo da embalagem, depois de passá-lo embaixo da água fria para evitar que passasse do ponto. Misturei à massa cerca de 500ml de molho branco que fiz derretendo duas colheres de manteiga, dourando nela ligeiramente uma colherinha de orégano seco e um dente de alho descascado inteiro, antes de acrescentar uma colher de farinha e prosseguir com o molho normalmente, juntando os 500ml de leite integral quente, aos poucos. Antes ainda de misturá-lo ao rigatoni, derreti no molho quase 2 xícaras de parmesão ralado grosso e uma colher do queijo Melba que havia na geladeira, junto com uma colherinha de cebolinha picada. Temperei com noz-moscada, sal e pimenta-do-reino moída na hora. Polvilhei mais um punhado generoso de parmesão por cima e levei ao forno pré-aquecido a 200ºC por 10 minutos. Liguei o grill e deixei que ele finalizasse o prato, tornando a superfície dourada e crocante sobre o fundo cremoso. Mac & Cheese, my way.

4 comentários:

cozinhaquantum disse...

Oi
Deixa eu te perguntar. Quando fui ao Brasil, em Porto Alegre, nao consegui achar em lugar nenhum o parmiggiano reggiano, que aqui nos eua se acha em qquer mercado. Comprei umas 3 marcas diferentes de "parmesao", feito no proprio estado, mas o gosto chega a ser uma piada. Como vc tem feito por ai?

Flávia J. F. Solís disse...

Isso tem a minha cara. Só que eu às vezes mergulho na geladeira (não faço tão bonitinho como vc, hehe), e me acabo no macarrão com queijo. Mascarpone ou cream chease, parmesão e até, acredite se quiser, uma azeitona chilena picadinha. Nham! Ah, tb vale um gorgonzola, um gruyére... nem precisa pensar muito, sempre funciona. E eu amo!

Ana Elisa disse...

Hahahaha! A gente faz o que pode com o que tem disponível!!

Quando tenho paciência, vou até o Mercado Municipal de SP e compro meio quilo de Grana Padano italiano, que já tá muito bom e lá é metade do preço do supermercado. Se não, vai Faixa Azul mesmo ou variações argentinas, uruguaias e afins. Essas versões costumam ser bem mais doces que o Reggiano ou mesmo o genérico Grana, mas são mais baratas, e para ralar eles se comportam bem. Se for para comer às lascas, aí não tem conversa: no mercadão ou nos empórios chiques, compro Reggiano ao preço que for, que aqui em SP tem.

ruivo! disse...

quero um desse qdo eu voltar de viagem! yum

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails