segunda-feira, 26 de novembro de 2007

Muffins de corrida 2: quando a receita não atravessa a linha de chegada

Faz muito tempo que não levo quitutes para o pessoal da corrida. Por isso, resolvi preparar uma receita na qual estava de olho havia muito tempo, mas para o qual sempre faltavam dois ingredientes cruciais: leitelho e mapple syrup. O leitelho já procurei a torto e a direito, e ninguém — ninguém! — vende por aqui. Já em outra receita (para falar a verdade nem me lembro mais de qual) eu resolvera o problema com uma dica de um outro blog (que também não me lembro mais qual é) dizendo que, na falta do leitelho, pode-se substituí-lo misturando uma colher de sopa de vinagre ou suco de limão para cada xícara de leite e deixando-se a mistura quieta por 10 minutos. Sucesso total! O mapple syrup não é problema, tem no supermercado e sempre em nossa geladeira, mas eu ficava morrendo de dó de gastar 200ml de um Grade A numa receita. Por isso apenas agora, com um Grade C que Allex achou fraquinho demais para panquecas, pude experimentar os muffins.

Acabei adaptando (isso está começando a se tornar um hábito) segundo o que havia na despensa: substituí o farelo de trigo por flocos de aveia passados no processador para deixar os flocos mais finos; e as avelãs, por castanhas de caju, que acredito que vão super bem com maçãs. Também não havia (e nunca há, na verdade) farinha com fermento na despensa. Desde que vi a dica de Nigella, nunca mais vi necessidade de comprar o produto. No entanto, só depois de prontos os bolinhos é que descobri que anotara no livro a "receita" errada para farinha com fermento. E acabei usando muito menos bicarbonato do que o necessário, razão pela qual ele não reagiu com o "leitelho" como deveria, não crescendo tanto quanto seu potencial.

O processo, como é com todos os muffins, foi muito fácil. Mas na hora de distribuir a massa nas forminhas, veio o primeiro obstáculo: apesar da receita indicar 12 muffins, havia muito mais massa na tigela. Acabei incorrendo no mesmo erro de sempre, e preenchendo as formas até a boca. Ainda assim havia massa sobrando, e acabei colocando-as em ramequins de 90ml e colocando-os junto no forno. A receita na verdade produz 16-18 muffins no lugar dos 12 anunciados.

Outro problema foi constatado apenas depois de experimentá-los, o que me deixou muito muito MUITO frustrada: pela primeira vez na história dos muffins, eles grudaram nas forminhas de papel. Grudaram irremediavelmente, de uma forma que ou você destrói o muffin na tentativa de "descascá-lo" ou o come com cuidado, mordiscando em torno da forma, como quem tira com os dentes uma bala do papel. Isso me entristeceu demais, pois, apesar de eles terem ficado saborosíssimos, ficaram imprestáveis para serem dados de presente. Também fiquei muito encasquetada, pois, apesar de a massa ter ficado mais líquida que o normal, sua textura depois de assada ficou muito fofa, leve e aerada, bastante úmida, mas não mais do que qualquer bom muffin deva ser. Tenho vontade de me dar uma panelada na testa, pois justamente antes de enformar os muffins eu pensara "será que desta vez não é melhor fazer sem os papéis?". Deveria tê-lo feito, pois a forma untada e enfarinhada impediria esse pequeno desastre.

De qualquer forma, deixo aqui a receita adaptada, muito saborosa, ainda que o mapple syrup tenha dado uma contribuição um pouco mais sutil do que eu esperava... Sorry, guys, a corrida ficará sem muffins amanhã...

MUFFINS DE MAÇÃ E MAPPLE SYRUP
(ligeiramente adaptado do livro Biscuits et Petits Gâteaux)
Tempo de preparo: 40 minutos
Rendimento: 16-18 muffins


Ingredientes:
  • 60g de farelo de aveia
  • 375ml de leite integral
  • 1 colh. (sopa) de vinagre branco suave ou suco de limão
  • 185ml de mapple syrup (Grade C para um sabor suave e B ou A para um sabor mais forte)
  • 1 ovo ligeiramente batido
  • 60ml de óleo vegetal
  • 1 maçã descascada e cortada em cubinhos bem pequenos
  • 70g de castanhas de caju bem picadas
  • 250g de farinha de trigo
  • 1 colh. (chá) de fermento químico em pó
  • 1 colh. (chá) de bicarbonato de sódio
  • 1 colh. (chá) de canela em pó

Preparo:
  1. Em uma tigela, misture o leite em temperatura ambiente ao vinagre e deixe por 10 minutos, até talhar. Misture com o farelo de aveia e deixe descansar por 5 minutos.
  2. Junte o mapple syrup, o óleo e o ovo e misture bem até ficar homogêneo. Junte a maçã e as castanhas picadas.
  3. Em outra tigela, peneire a farinha, o fermento, o bicarbonato e a canela. Misture bem e junte aos ingredientes líquidos, misturando com uma colher apenas para que a farinha seja incorporada, mas sem desfazer os grumos.
  4. Distribua entre as formas untadas e enfarinhadas e leve ao forno pré-aquecido a 180ºC por 20-25 minutos, até que estejam bem dourados e um palito saia limpo quando inserido em um dos muffins. Deixe descansar por 2 minutos antes de removê-los das formas.

6 comentários:

Juliana Zanatto disse...

Oi, Ana!
Descobri seu blog semana passadam, quando procurava por uma receita de frozen yougurt, e desde então tenho visitado todos os dias! Hoje li todos os arquivos e A-D-O-R-E-I tudo! Penso muito parecido com você sobre vários assuntos, principalmente no que diz respeito a margarinas, produtos light, gordura vegetal e outros ingredientes industrializados do gênero. Sempre tive problemas em explicar para as pessoas como pretendia emagrecer sem substituir alimentos por coisas light e continuando com o azeite, a manteiga, etc... Que bom ver que mais gente pensa assim! Ainda não estou no seu nível na cozinha... Estou começando e ainda sou muito dependente de receitas e medidas (que sigo à risca)... Mas um dia quero fazer como você e começar a substituir ingredientes e criar minhas variações. Por enquanto me concentro em fazer algo que se possa comer... Essa semana já fiz 2 receitas que encontrei aqui (frozen yogurt e chilli) e deram certo. Vou voltar aqui sempre pra ir me aperfeiçoando.
Beijos e parabéns pelo linfo blog!!!

Ana Elisa disse...

Muito obrigada, Juliana! Seja sempre bem-vinda!!
:D

eu mesma. disse...

gente, que alivio.
eu comprei um livro chamado "500 cupcakes", e estava sofrendo aqui com essa historia de leitelho. nunca tinha ouvido falar nisso, porque... cozinha pra mim é hobby, e eu adoro experimentar coisas novas, mas não sou nenhuma mega-entendida no assunto.

muito obrigada pela dica de "produção" do leitelho. vou testar isso na receita que eu tenho aqui, e depois eu digo se funcionou ;]

CozinheiroNovato disse...

Estou vendo algumas receitas do livro "O livro essencial das sobremesas" recém-adquirido. O livro é de Portugal e volta e meia aparece esse leitelho. Procurando meios de substituir o tal, achei o seu blog. Gostei e já está no meu "favoritos".

Carol Fernandes disse...

Olá Ana! Procurando pelo tal leitelho achei seu blog e a sua descrição foi muito interessante! Eu pergunto, isso está me parecendo iogurte! Será que o iogurte natural não seria o tal leitelho? Pois se fizermos iogurte em casa tanto o limão quanto o vinagre fazem coalhar o leite, o que vc acha?
De qualquer forma amei ter encontrado seu blog e já estou seguindo!
Quando tiver um tempinho faz uma visitinha no meu, ok?
Beijos e um ótimo fim de semana!

Dani SOmmer disse...

Oii, como assim: "Faz muito tempo que não levo quitutes para o pessoal da corrida"
Vc corre e então leva tb coisinhas gostosas para seus amigos na chegada? Ou vc só leva e não corre? rs Fiquei curiosa. Recebi seu link de uma amiga q sabe que pratico corrida de rua.
Bjs Dani

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails