quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Fotografias gastronômicas

Outro dia mostrei ao Allex o blog Nordljus, da Keiko, sobre o qual já comentei por aqui. Como ele gosta de fotografia, achei que se interessaria. Algumas fotos, ok, eu tenho de concordar que são comuns. Comuns do tipo: qualquer foto de um vilarejo medieval cheio de flores numa manhã perfeita sem nuvens VAI sair maravilhosa, não importa se for tirada por um chimpanzé. Mas principalmente o que Allex chamou de "fotos de estúdio" é sensacional.

Perguntei-lhe como era possível que ela produzisse fotos assim bonitas e com tal controle de luz dentro de casa, sem um zilhão de holofotes e refletores. Reclamei que minhas fotos constantemente saíam ou azuladas ou amareladas, não importava o quanto eu ajustasse a luz na minha câmera e o quanto ficasse mexendo no obturador e na velocidade. Com o agravante de que detesto o flash da minha câmera (flashes embutidos são uma droga), então todas as fotos noturnas são tiradas em velocidade baixíssima, meio na unha mesmo, sem tremer. Estou ficando especializada em tirar fotos de comida segurando o obturador aberto na mão, por 1 segundo inteiro... Controle total!

"Você lembrou de mexer no ponto de branco da foto?", perguntou-me. Hein?? "Regula o branco antes de tirar a foto e a luz sai perfeita!". Ahn... Dã. De fato, eu notei uma melhora significativa em minhas fotografias gastronômicas, e espero que vocês tenham gostado dessa melhora. Vai então a dica idiota prá quem é desligada como eu mas gosta de ficar fotografando guloseimas...

Um comentário:

Giovana Martini disse...

Oi,Ana.

Eu também aprendi recentemente mexer no ponto branco das fotos e realmente faz diferença!


Abraço,

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails