segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Baguettes


Acho que já falei de minha relação de amor e ódio com esse livro, Professional Baking. Sou neurótica e filha de engenheiro, então é muito difícil eu me meter a fazer qualquer receita nova sem antes buscar sua técnica específica em alguma fonte confiável e ler, entender, aprender. Adoro saber os "como acontece" das reações entre os ingredientes, e acredito que isso me faz cometer menos erros. Lógico, de modo algum estou sugerindo que todos devam comportar-se da mesma forma. Afinal, como já disse, EU SOU NEURÓTICA. Ninguém mais tem que ser. Como esse livro é inteiro repleto de explicações minuciosas sobre cada técnica e processo, sua leitura foi para mim um prato cheio. Mas me irritam suas matemáticas malucas para saber quantos pães uma receita produz, ou o fato de muitas receitas não dizerem o tamanho que eles devem ter para que assem no tempo certo.

Hoje na hora do almoço, saí correndo para preparar essas baguettes para o café de amanhã. O novo espaço anda me inspirando a tentar todas as receitas de pães disponíveis (faço qualquer coisa para não comprar pão de forma industrializado). As baguettes são muito simples, mais uma vez feitas apenas de farinha, sal, água e fermento (nem mesmo açúcar elas levam), e com o gancho da batedeira, levaram 15 minutos para serem feitas e mais 10 minutos para serem moldadas. Enquanto elas fermentavam, eu almocei (1 hora), e enquanto assavam, chochilei um pouquinho (20 minutos).

Depois da aquisição do termômetro, meu ódio pelo livro diminuiu consideravelmente, já que agora o tempo de forno é absolutamente exato. Não levaram nem 30 segundos a mais para que os pães ficassem prontos e dourados. O único problema é que, como o livro foi escrito para padeiros profissionais, eles indicam que se "programe o forno para liberar vapor pelos 10 primeiros minutos", o que obviamente meu forno convencional não faz... Pela falta de vapor, a casca endureceu muito cedo e rasgou nas laterais, o que não compromete o sabor, mas com certeza enfeia o pão um pouquinho.

Ainda falta muito para que minhas baguettes fiquem com cara de padaria, mas estou louca para prová-las amanhã com meu queijinho cottage (parece coisa de dieta, mas eu realmente gosto de cottage no pão quentinho) e um cafézinho antes de sair para correr.

Nenhum comentário:

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails