sexta-feira, 22 de dezembro de 2006

Quanto sal você consome?

Eu acabara de escrever o post abaixo quando vi na TV o programa You Are What You Eat, com a nutricionista Gillian McKeith, no GNT, em que ela citava e explicava um por um os grandes vilões da alimentação moderna. Apesar das estatísticas limitarem-se ao Reino Unido, não era difícil se identificar com alguns dos tópicos e conseguir enxergá-los em larga escala aqui mesmo no Brasil. O que mais me chamou a atenção foi um casal que salgava (como no texto anterior) qualquer prato, independente de ele já ter uma quantidade abissal de sal por ser comida processada. Eles consumiam cerca de 52kg de sal ao ano!!! Por isso estavam já hipertensos e com dores nas juntas, apesar de serem muito jovens.

A verdade é que um adulto não deve consumir mais de 6g de sal por dia. Parece muito pouco, mas na verdade, é mais do que suficiente. Se você fizer uma sopa para 4 pessoas e tomá-la no almoço e no jantar, não usará nem 1/3 dessa quantidade para temperar o prato. Se você for uma pessoa com o paladar normal, é claro.

Encasquetada com a informação, resolvi fazer o cálculo. Faz já um ano que estou morando fora da casa de meus pais, com meu namorado. Nesse tempo, lembro-me de ter comprado 1 kg de sal refinado quando mudamos, e 2kg de sal grosso (que coloco no moedor, como pimenta-do-reino, pois é mais saudável e saboroso), sendo que o segundo saco abri faz um mês. Ou seja: só para arredondar, em 1 ano, nós dois consumimos 2 kg de sal. O que quer dizer que, ao menos na comida que cozinho (almoço e jantar), nós consumimos por dia em média 2,74g de sal cada um. Muito bom! Claro, isso sem contar pães, pizzas, esfihas, pães de queijo congelados e quibes ou hambúrgueres de soja congelados, requeijão, queijos, azeitonas, alcaparras e anchovas, que são os únicos alimentos comprados prontos que entram nessa casa e os únicos ingredientes conservados em sal que uso. Mas mesmo assim, acredito que estejamos dentro do permitido.

Parece idiota, mas fiquei bastante feliz com a constatação de que não estamos nos matando através da comida. Convido você, então, a fazer a mesma conta (é só dividir a quantidade de sal que usou durante o ano por 365, ou faça a média do mês, se for mais fácil). O grande alerta, no entanto, vai para as pessoas que consomem uma grande quantidade de alimentos prontos, como enlatados que já vêm temperados, comida pronta congelada (como as famosas lasanhas com gosto de nada), ou qualquer alimento processado, como nuggets, hambúrgueres, salsichas, etc. Esses alimentos quase sempre contém, em uma só porção, o dobro da quantidade de sal recomendada diariamente (assim como de açúcar, gordura ruim e produtos químicos). Se isso constitui boa parte de sua dieta, talvez seja hora de reavaliar o que você anda fazendo com seu corpo...

Se quiser saber mais sobre nutrição (um pouco extrema para meu gosto, mas ainda assim interessante para quem quer mudar definitivamente seus hábitos ruins), veja o site de Gillian e o de seu programa, no canal inglês Channel 4:

Dr. Gillian McKeith - the official website

Channel 4 - You Are What You Eat

3 comentários:

Tatoo disse...

Ana,

se vc considerar que vc acaba não consumindo todo o sal que coloca na comida, acaba dando muito menos. Por exemplo na hora de fazer uma massa se coloca uma colher de sal na água. Não é todo esse sal que fica no macarrão. Ao escorrê-lo a água que vai ralo abaixo está salgada. Eu tb coloco sal pra cozinhar batatas etc...

Deda disse...

Ana, vc usa tabletes de caldo de carne, legumes, etc?! Sei que eles tem um alto teor de sodio, alem do glutamato, mas nao consigo cozinhar sem eles... A impressao que tenho e que estou estragando todos os meus ingredientes organicos!

Ana E.G. Granziera disse...

Oi, Deda.
No começo do blog, usava tablete de caldo de legume, mas usava meio tablete onde se mandava usar um inteiro, para que a comida não ficasse com gosto de sopa de pacote. Depois troquei para caldo em pó italiano, vendido no Santa Luzia, que não tinha glutamato. Então um orgânico, igualmente italiano. Hoje em dia guardo as aparas de verduras e legumes e faço meu caldo sempre que a tigela enche, com coisinhas da estação (uns 2-3 litros por vez) e congelo em porções de meio litro para usar quando precisar. Você pode ver isso aqui: http://www.lacucinetta.com.br/2009/11/uma-sexta-feira-frugal-6-caldo-de.html

abs

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails