quarta-feira, 18 de junho de 2014

Medo da sopinha de inhame e agrião


Noutro dia estava assistindo a um programa em que uma família chamava uma nutricionista em casa para resolver o problema do filho criança que se recusava a comer carne. Achei engraçada a cara dos pais quando a profissional lhes disse que não havia problema nenhum em ser vegetariano – era óbvio que eles esperavam que a nutri forçasse o moleque a comer o estrogonofe que o resto da família comia. Olhando para o pratinho de legumes sem graça do menino, sempre exatamente os mesmos, acompanhado sempre do mesmo ovo cozido, fiquei pensando em como é difícil para quem não curte cozinhar como hobby criar pratos vegetarianos minimamente interessantes. Também pensei em como a família andava perdendo a oportunidade de aproveitar o vegetarianismo do filho para diversificar a alimentação de todos.

Mas é aquilo: tenho sempre de lembrar que existe gente que não gosta de cozinhar e, o que mais me surpreende, gente que não gosta de comer. (Como isso é possível??)

De qualquer forma, pensa nessa dificuldade no preparo dos legumes me lembrou de toda uma época em que eu ainda tinha medo da cozinha. Mais precisamente, na verdade, medo dos ingredientes. Medo de testar uma receita e errar. Medo de não gostar do resultado.

Apesar de minha mãe sempre preparar muitos legumes, eram sempre os mesmos, durante minha infância, e meio que preparados sempre do mesmo jeito. Então muitos legumes e verduras fui experimentar apenas quando adulta. Então quando vi uma receita de sopa de inhame com agrião, a foto me apeteceu o bastante para recortar a receita e colar no caderno, mas o medo do ingrediente desconhecido era tanto, que o prato ficou só no papel durante anos e anos e anos, apenas esperando esse momento mágico em que eu me suficientemente sentisse confortável na cozinha para prepará-lo.

Uma bobagem sem tamanho.

Mas fazer o quê?

Olho para uma dezena de receitas recortadas há 15 anos e ali, coladas no caderno, sem nunca terem sido preparadas, por medo de ingrediente que nem comprar eu sabia. Agora saio correndo atrás do prejuízo, e me perguntando por que diabos deixei passar tantos invernos sem sopa de inhame.

E toda vez que encontro na feira algo que nunca comi na vida, faço questão de levar pra casa para experimentar. Tanta verdura, fruta e legume bom no mundo, que é um crime comer todo dia a mesma coisa!

PS: uma semana cheia de posts, outra não. Culpa da maldição da mão do cozinheiro louco, que fez com que os almoços saíssem meio mequetrefes. Ainda bem que a maldição vem rápido e passa rápido. ;)

SOPA DE INHAME E AGRIÃO
(De uma antiga revista Gula)
Rendimento: 6 porções

Ingredientes:

  • 1kg inhame
  • 1 dente de alho picado
  • 1/2 cebola média picada
  • 50g manteiga
  • 2 litros caldo de legumes
  • 1 xic. folhas agrião
  • 1 colh. (sopa) manteiga para refogar o agrião
  • sal e pimenta a gosto


Preparo:

  1. Descasque e pique o inhame. 
  2. Refogue o alho e a cebola nos 50g manteiga até que murchem. 
  3. Junte o inhame e refogue por 3 minutos.
  4. Junte o caldo e cozinhe em fogo baixo até que o inhame esteja macio. 
  5. Deixe esfriar um pouco e bata no liquidificador. Volte à panela, tempere com sal  e pimenta e reserve. 
  6. Em uma frigideira, derreta a manteiga restante e junte o agrião. Refogue até que murche. Volte para a tábua de corte e pique muito bem, voltando para a sopa reservada. 
  7. Volte ao fogo e cozinhe por mais 5 minutos. Sirva quente.

12 comentários:

Viagem Doce Viagem disse...

Que delicia!

viagemdoceviagem.blogspot.com | Facebook

Daniel disse...

Hahaha...

Estou com um post parado bastante na linha do que você disse:

eu não sou vegetariano (nem pretendo ser) mas adoro restaurantes vegetarianos.

Ao meu ver, aí não usar carne, eles se esforçam para conseguir tirar os melhores sabores dos vegetais.

E as pessoas que eu conheço que resistem a tentar comida vegetariana têm essa imagem de "mesmos legumes de todos os dias, preparados do mesmo jeito de todos os dias', e acham que comida vegetariana vai ter aquele aspecto de incompleto ('mas tá falando uma carninha aqui')

XD

Camila Perroni disse...

Oi! Adoro seu blog!
Quanto à sopa de inhame, tenho uma sugestão. Sempre faço com bastante coentro, principalmente os talinhos, e, na hora de servir, espremo um limão cravo por cima. Dos deuses!!!! Pra quem gosta de limão, claro!
Nunca tinha colocado agrião, mas vou experimentar!
Bjs!

Anônimo disse...

Ana, que sopa bonita!
Também acho meio triste viver de comer as mesmas coisas do mesmo jeito. Mas só eu acho isso aqui em casa, e como não cozinho apenas pra mim, sei que se ficar inventando demais, só eu como e a comida acaba indo pro lixo. :( Certeza que essa sopa seria uma dessas receitas, que aqui em casa o povo só come comida mainstream... rs

Cris

Junji Takeda disse...

Essa sopa parece ser uma delícia! Pena que aqui no Japão já é verão (que é pior do que o Brasil, e olha que eu sou de Manaus...) :(

Quando não tem post novo, eu leio os antigos ;) Já comentei aqui que li todo o seu blog, desde o primeiro post, né?

Abraços,

Junji

Sadhia Hage disse...

minha querida vendo esta história eu e depare com a minha ,meu filho também não come carne ,e muitas vezes encuquei porque ele não queria comer ,sabe que largueid e mão e resolvi apoiar a ideia dele ,hoje vivemos muito bem assim ,davi esta com 5 aninhos alias já vai fazer 6 no dia 24 e vive muito bem sabe .Procuro criar receitas nas quais não levam carne e ele adora ir para a cozinha comigo.Esta sua sopinha esta divina ,aqui em casa tomamos sopas até mesmo no calor ,e como o inverno esta chegando vou aproveitar para testar mais esta ..Parabens querida bjokas doces

thatiana Bandeira disse...

Minha sopinha de inhame tem óleo de coco (no lugar da manteiga), coentro e em dia especial camarão!!! É maravilhosa.
Beijos
P.S. Amo sopas e amo inhame, com agrião nunca tinha feita, só tinha comido cru, mas estou louca para provar!!!

Anna disse...

Tenho grandes dificuldades para entender quem não gosta de comer, mesmo conhecendo muita gente assim.Onívora que sou gosto tanto de pratos vegetarianos quanto de carne. Doces gosto de alguns, um deles é apfelstrudel. Acredita que toda semana venho olhar se você já foi autorizada a publicar a receita da avó do seu marido? Nunca achei uma receita que fosse tão boa quanto o apfelstrudel que a mãe de uma amiga de infância
fazia.

Fúlvia e Suzie disse...

Puxa, essa sopa me pareceu uma delícia!!! Na minha próxima ida à feira, com certeza comprarei inhame para fazê-la!

Sei que no nordeste o inhame é o que se chama aqui de cará. Esse serve ou tem que ser o pequenininho mesmo?

Beijos!

Livia Luzete disse...

Que dez, tem mais pessoas esperando por essa autorização. \o/

Anônimo disse...

Acabei de fazer essa sopa, até medi os ingredientes. Ficou uma delícia! Obrigada por compartilhar.
Adoro seu blog e o modo como você compatilha suas inspirações, citando a fonte e com um toque seu, as receitas dão sempre certo, o pão sour cream é o mais pedido aqui em casa.
Suas histórias e sua arte também são incríveis, parabéns.
=)
Renata

Kelly disse...

Tbm estou em uma fase de querer provar tudo... Comecei esta semana comprando Cenoura amarela... Morando na França, há 1 ano, morro de saudade de tudo o que temos no Brasil (legumes, frutas e alguns ingredientes). Mas este Ano decidi enterrar minha melancolia e experimentar tudo o que puder! Ainda mais que agora, tenho um bebê de 7 meses em plena fase de introducao alimentar!

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails