segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Salada de arroz, pepino e mozzarella para um menino que ainda não come pepinos

Minha mais recente missão na cozinha tem sido ensinar o pequeno escalador de poltronas e perseguidor de Border Collie a comer coisas cruas. Agora que todos os seus dentes nasceram (os caninos já despontaram todos, e eram só os que faltavam), ele está pronto, a meu ver, para qualquer tipo de textura. Qualquer rejeição da sua parte será efeito do gosto ou costume, e não de uma dificuldade em mastigar, como era antigamente o caso de alguns alimentos como folhas e feijões. 

Foi engraçado notar que o primeiro entrave dele foi ter algo frio em seu prato na hora do almoço ou jantar, quando a comida vinha sempre fumegante. Juro que podia ver em seus olhinhos a expressão inconformada de "não vai esquentar isso não, mãe?". Mas aos poucos a coisa vai andando. 

Comecei com cenouras, que são doces, e que já haviam figurado cruas em seu prato há muitos meses atrás, quando usava apenas as gengivas para mastigar. Raladas bem fininhas, naquela textura para bolo de cenoura, elas viravam quase um purezinho cru, naturalmente docinho. Já naquela época eu misturava a passas escuras, temperava com sal, pimenta-do-reino, uma boa quantidade de azeite e um salpicar de vinagre de jerez. (Segredo de uma boa salada de cenoura: não economize no azeite ou óleo utilizado; salada de cenoura muito seca fica sem gosto.) A única diferença dessa para uma de minhas saladas de cenoura favoritas é o tamanho da cenoura ralada. Logo, quando preparei a versão adulta, com a raiz ralada grossa, não foi um estranhamento tão imediato. Ele olhou, olhou, apanhou uma passa, outra, e logo havia devorado toda a salada. 

Depois foram os tomates. Thomas come qualquer coisa que esteja envolta em molho de tomate, mas toda vez que eu colocava tomates frios no seu prato, ele estranhava e não comia. Mesmo quando tentei um molho de macarrão com tomates crus. Comeu toda a massa, deixou todo o tomate no prato. Desta vez, para acompanhar a omelete de talos de espinafre [melhor jeito de preparar talos de espinafre para qualquer uso: cozinhar em água fervente com sal até que fiquem bem macios, escorrer e refogar em alho e manteiga, temperando um pouquinho de suco de limão], fiz os tomates picadinhos, apenas temperados com sal, pimenta, azeite e vinagre de jerez, que junto com o de maçã é dos meus favoritos. Demorou, enrolou, fez que fez, não foi, acabou experimentando. E no que experimentou, tive de dar o que havia também no meu prato. 

Os pepinos tem sido mais difíceis. Tentei palitinhos de pepino temperadinhos, imaginando que ele acharia divertido mordiscá-los, mas nada. Quando mais novo, ele engasgava com folhas verdes que não estivessem bem picadinhas, e por isso criou uma cisma com coisas verdes grandes no prato, a não ser que sejam abobrinhas. Via de regra: se estiver irremediavelmente misturado ao resto, ele come as coisas verdes; se estiver remotamente separável, ele separa. Cuidadosa e meticulosamente. Então quando servi essa salada quente de arroz com pepinos e mozzarella, lá foi ele separar os pepinos. Eventualmente comeu um ou dois, meio que por engano. Mas eu não desisto. A próxima tentativa será num tzatziki, pois ele gosta um bocado de iogurte e adora comer qualquer coisa melequenta. Ainda estou pensando na melhor estratégia para apresentá-lo às folhas de alface. Hmmm...

Enquanto isso, esse é um almocinho tranquilo e gostoso: arroz integral cozido, misturado a pepinos fatiados bem fino, deixados previamente salgados durante o tempo de cozimento do arroz, e espremidos antes de serem juntados ao arroz ainda quente. Mozzarella de búfala em pedaços, algumas folhas de manjericão, cebolinha picada, casca ralada de um limão e um vinaigrette de azeite, suco de limão, sal e pimenta-do-reino. A proporção de arroz, pepinos e queijo depende do gosto do freguês: se estiver de dieta, mais pepinos; se for uma grávida faminta, mais arroz. ;)

16 comentários:

dri disse...

Parece bem gostoso

Mafalda disse...

Esse jantarinho está bom é para mim... ;) adoro.. :)
um beijinho

Mariana disse...

Oi Ana!
Eu adoro misturar pepino em comidas quentes.. muita gente estranha, achando que não combina..
Quando tiver pepinos, vou testar no arroz :)
Sobre os alimentos crus, minha filha, além da cenoura, come beterraba ralada no ralo grosso com sal.. já vi que seu filho gosta dela assada também, né? O pepino aqui ela só come se for em palitos, rodelas nem pensar!
É tão lindo ver esse gosto deles, né? :)

Jô Bibas disse...

Uma dica-mãe cheia de dicas-filhinhos. Gosto muito do jeito como você mistura receitas culinárias com receitas de uma maternidade linda.
Duvido que você precise, mas tem uma receita no ArteAmiga de Tzatziki, direto da minha sogra grega...

Livia Luzete disse...

hummm mais uma receita quente com pepino. A primeira foi o seu macarrão com pepino,parmesão e alguma oleoginosa (eu só uso castanha de caju) agora essa.

Tão interessante e prazeroso poder ver a descoberta de cada um,melhor ainda sendo nossos filhos.
Meu provador oficial de tudo o que eu fazia(e faço),na época com 1 anos e pouco,tinha dificuldade com as folhas.Entalava no céu da boca,ele ficava com cara de "me socorre" e nós dizíamos: "põe o dedo e tira".Nunca oferecíamos folhas na casa dos amigos,para evitar o constrangimento a mesa...rsrsrs

Patricia disse...

Oi, Ana.
Adorei a receitinha do talo de espinafre. Não consigo fazer um espinafre minimamente gostoso. Vou tentar essa dica.

Sobre as tentativas do menino comer alface, quando meu Samuel era pequenino (hoje, aos 11 anos, só é pequeno) a babá fazia enroladinhos de alface. Não é lá muito saudável, mas foi o jeito que ela encontrou para fazê-lo se acostumar com a textura da folha (hoje ele come folhas de alface americana inteiras, sem tempero). Ela enrolada uma fatia de mussarela, uma de presunto e uma de alface americana (essa última tinha de ficar para o lado de dentro) e cortava em rodelinhas. Ele estranhou no começo mas ela brincava dizendo que era o caminho do bicho xis. Um dia o bicho queria andar pelo amarelo, outro pelo rosa e outro pelo verde. Enfim, recorríamos ao universo lúdico infantil para ele comer o enroladinho de alface, que ele adora até hoje. A etapa seguinte foi fazer o enroladinho com a folha de alface para fora e, por fim, enroladinhos de alface puramente.
Mas, veja como o paladar é algo único e individual, meu Miguel ama alimentos crus. Quando o apresentamos ao enroladinho de alface,ele puxou a tira de alface, colocou de escanteio para comer primeiro o queijo e o presunto. Por fim, comeu o alface purinho, algo que faz até hj, mas para ele melhor que seja com azeite e sal.

A prática do dia a dia é que nos ensina e ensina nossos filhos.

beijos,
Patricia

Marília disse...

Oi Ana, adoro seus posts, principalmente os que falam sobre estimulo mastigatório do seu filhote, que é a minha praia. Sou odontopediatra, especializada em oclusão. Permita-me te alertar que após a erupção dos caninos de leite, ainda faltam nascer os 4 últimos dentes. São os 2os molares de leite, que geralmente nascem após os 2 anos e meio. Mas o Thomas já está apto a mastigar todo tipo de alimento, como você bem percebeu.
Só fique atenta para esse dente quanto à higiene. Como fica lá no fundo, é o mais difícil de escovar e o mais acometido por lesões de cárie.
Desejo uma vida muito saudável para seus filhotes. Conte comigo!
Um grabde beijo.

Karin disse...

Ana Elisa, teste um pepino concassé bem pequeninho. Se quiser, pode tirar a casca, para ele não ver um "verdão" e assustar. Às vezes eu tiro um pouco das sementes também, dependendo da quantidade que delas vieram no pepino. Pico também em quadradinhos microscópicos um pouco de cebola crua e misturo nos quadradinhos de pepino. Tempero com limão (acho que o vinagre não combina muito nesse preparo), sal, pimenta do reino e uma boa quantidade de azeite e coloco as ervas que tiver em casa - salsa, tomilho ou hortelã. Bem, se colocar hortelã, falta pouco para virar tzatziki... ;)

CRISTIANE LARA disse...

Oi Ana ! Que cara boa esse arroz com pepino ! Hummm... Vou fazê-lo amanhã. Abc

Macagnan disse...

Oi Ana.
Desde que li o post sobre leite que quero mandar esta dica, em Minas tem essa empresa (http://www.queijosnobrasil.com.br/)
que, entre outras coisas, tem o fermento lácteo para iogurte, já comprei e atesto que funciona, o único problema é o leite, como tu bem coloca, o leite comum achado em mercado não se presta nem para uma coalhada meia boca.
Boa sorte!

Stéphanie disse...

Oi Ana!
Fiz essa salada hoje no almoço e adorei!!
Com bastante pepino, estou querendo dar um jeito na minha cintura (que está uma vergonha para quem nunca esteve grávida! hehe)
Da última vez que eu fiz dieta seu blog me ajudou, e agora que eu quero voltar a comer direito (nada mais de porcaria por estar sem tempo!), ele já está me ajudando de novo!
beijinhos e tudo de bom ;*

Cynthia Nogueira disse...

Outro dia refoguei pepinos e coloquei shoyu e salpiquei castanhas. Meu marido fez cara de estranhamento, pediu para provar e comeu tudo. Pepino quente pode ser a saída para fazer o meu menino comer, vou tentar. Criei vergonha na cara e comprei suas coisas. Mando sexta. Música de suspense, será que vc vai gostar de pequi????

Patricia Scarpin disse...

Ana, eu jamais teria imaginado juntar pepinos e mozzarella assim - que delícia de salada! Adoro tudo com arroz. :D

Júlia Caires disse...

Oi Ana, como não sou vegetariana, tenho uma dúvida. Vc dá carne ao Thomas? Se não, o que vc dá no lugar para ingestão correta de proteína e B12?
Bjs.

Ana E.G. Granziera disse...

Julia,
Tecnicamente, não dou carne a ele não. Ele comeu peixe acho que umas 5 ou 6 vezes sua vida toda, camarão 1 vez, e patê de fígado de frango no começo da minha segunda gravidez, quando fiquei com vontade. A dieta dele é muito variada, e isso supre tudo o que ele precisa, além de todos os ovos e laticínios. Tecnicamente, a combinação de qualquer feijão com verdura escura supre o que você precisa no lugar da carne. O bicho tem 1 ano e 8 meses, com tamanho das crianças de 2 anos e meio que conhecemos. E nunca ficou doente. Então não acredito que a carne lhe esteja fazendo falta. ;)

bjs

Anônimo disse...

Fiz esta receita http://www.receitasja.com/torta-enrolada-com-doce-de-cenoura/ e estava muito boa. Agora vou fazer esta, obrigado pela sugestão

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails