terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Clafoutis de Roquefort


E eu pensava que após o Natal eu voltaria às saladas. Para quê? Tanto ingrediente gostoso ainda na geladeira para ser usado... O resto do arroz selvagem recheou pimentões, o que sobrou do recheio dos tortelli foi misturado a arroz integral e ovos e tornou-se um tian de abóbora, e o queijo Roquefort virou esse maravilhoso clafoutis.

A inspiração veio do novo livro de Heloísa Bacellar, mas resolvi usar minha já confiável receita de clafoutis salgado, pois já sabia quanto renderia e era exatamente o que precisava. Basta seguir esta receita da revista francesa Saveurs, omitindo a abobrinha, o alho, o manjericão e o parmesão. Use creme de leite fresco no lugar de leite. Refogue em azeite ou manteiga, em fogo baixo, meia cebola grande ou 1 inteira média, fatiada fino, com um pouco de sal e tomilho fresco, até que caramelize, acrescentando uma ou duas colheres de água caso comece a queimar. Misture ao creme de ovos e a uns 100g de queijo Roquefort esmigalhado. Coloque em uma travessinha refratária untada com azeite e leve ao forno a 200ºC por cerca de 40 minutos, até que esteja inflado, firme e ligeiramente dourado em cima e nas bordas. Serve 2 pessoas generosamente, acomanhado de uma saladinha.

11 comentários:

Bia disse...

Ana,li o blog inteirinho nesta ultima semana. :) E já fiz duas das suas receitas. A quiche de cogumelos e beringela e o pão de leite e azeite ficaram perfeitos e foram devorados pelo marido em poucos dias!!! Delícias. Continuarei vindo aqui pra buscar inspirações. Beijos e um ótimo ano novo!

Arte&Reciclagem disse...

Muito bom seu blog. Adorei suas receitas. Estarei sempre p. aq.
Bjs

laila disse...

qntao a sra nao resistiu a novo livro da heloisa... eu preciso retornar as saladas mas já decidi... só deposi do dia 02! bjs

Vinícius disse...

Delícia!!!
Aqui em casa eu só pedi uma coisa pra minha mãe, não poderia faltar...
Biscoito de canela, hmm
:D

Carol disse...

Olá Ana, gostaria de saber como conservo parmesão. Eu comprei um pedaço de 700g, embalado em isopor e papel filme, para uma receita que fiz na ceia. Porém a metade que sobrou, que eu deixei embrulhada e no armário, ficou embolorada rapidinho. Como devo então armazenar o parmesão? Agradeço a ajuda, e até mais.

Mari disse...

Nem me fale das sobras de natal. Aqui em casa tudo foi reaproveitado. Adorei a receitinha.

Anônimo disse...

Ana Elisa, dei uma "passada" aqui
para lhe desejar e ao seu querido
mais um ano de muita saúde e dispo-
sição...continue e nos fará muito
bem! Se puder faça um post para nos
ensinar como conservar queijo par-
mesão, pois mesmo na geladeira, os
meus ficam embolorados. Agradeço
por tudo que sabe, aprende e divi-
de conosco. Glaucia

Ana Elisa disse...

Bia,
que bom! Fico sempre contente de saber que minhas receitas dão certo com os outros tbm! hehehe...

"Arte & Reciclagem", obrigada! Assine para eu saber seu nome! ;)

Laila,
É... não resisti. Tem coisas legais nele, numa segunda olhada...

Carol e Glaucia,
o melhor jeito de conservar parmesão é, primeiro, só comprar o que você consegue usar. Hehehe... Aqui em casa vai 500g por mês. Mais do que isso fica seco e só serve para aromatizar sopa. Mas nunca o vi embolorar, no entanto. Só secar. Bom... quando comprá-lo, não embrulhe em filme plástico. Embrulhe MUITO BEM em papel manteiga e depois em papel alumínio. Mas embrulhe bem mesmo, porque se tiver 1cm de queijo prá fora, é o suficiente pro bicho ficar todo ressecado de geladeira. E guarde-o na prateleira inferior ou na gaveta de legumes. Ele é mais fácil de ralar gelado. Se for para comer em lascas, tire da geladeira uma hora antes. Manter o queijo fora da geladeira aqui no Brasil é complicado. A não ser que você pretenda usá-lo todo em poucos dias, não vale a pena.

Beijos e feliz ano novo a todos!

Stive Ferreira disse...

Olá,
Parabéns pelo blog! Já nem lembro mais o que eu estava procurando quando cheguei por aqui, tamanho o encantamento que seu blog me causou.
Ainda tô fuçando os arquivos,hehehe... Adorei as dicas sobre os risotos. Acho que, agora, vou finalmente acertar a minha receita básica e partir para todas as variações possíveis.

Adorei! Voltarei sempre.

Ana Elisa disse...

Stive,
bem-vindo! Fico feliz que esteja gostando! Continue aparecendo por aqui. :)
Bjos

Pedro Teixeira disse...

Muito bom aspecto o seu clafoutis.
Eu já fiz um com ameixas frescas, pode ver no meu blog. Também fica uma delicia.
http://1guy1bimby.com/?p=133

Ps: Parabéns pelo blog, muito bonito, adorei :D

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails