quarta-feira, 9 de julho de 2008

Scones para alegrar meu café-da-manhã




Se alguém me perguntasse, eu diria que minha refeição favorita é, sem sombra de dúvida, o café-da-manhã. Imagino que não seja uma resposta muito comum entre brasileiros, uma vez que, ao contrário do que tentam retratar as novelas da globo e os comerciais, nós não costumamos sentar à mesa e nos banquetear de manhã cedo, a não ser quando de férias. A maioria de nós, pobres mortais sem cozinheiros particulares, tem de tomar uma xícara de café e uma fatia de pão com o que tiver, assim, de pé na cozinha, e sair correndo para trabalhar ou para qualquer outro compromisso bem cedo (no meu caso, a corrida). Resta pouco tempo e pouca inspiração para cozinhar às 7 horas da manhã, razão pela qual tenho amigos que acham que sou louca por ter ânimo de preparar qualquer coisa além de uma torrada depois de acordar.

Se pudesse, porém, faria muffins, ovos, bolos, scones, todos os dias, mesmo que tivesse de acordar mais cedo para fazê-los. Ainda que não viva meu próprio comercial de margarina, e mesmo que em dia de panquecas tenda a comer em pé na cozinha ou sentada no sofá, ter um bom café-da-manhã (como o ovo poché sobre torradas de pão integral de alecrim e geléia de laranja que comi hoje) sempre garante meu bom humor matinal.

Sem contar, é claro, a oportunidade de experimentar novas receitas, sabores e texturas que de outra forma não conheceria a não ser durante viagens.

Por isso, ao comer minha última fatia de pão hoje de manhã, pus-me a procurar imediatamente, nesse feriado meio fué sem nada para fazer, o que eu prepararia para o café de amanhã. Os escolhidos foram os cream scones de Dorie Greenspan.

Scones já são velhos conhecidos dos blogs de culinária, mas sempre vale a pena falar mais sobre eles. São muito fáceis de se fazer, deliciosamente leves, flocosos, amanteigados, perfeitos para acompanhar geléias, e uma boa variação no desjejum, se você já se cansou do velho pão com manteiga.

A receita produzia 12 scones, mas não queria tantos, apesar de eles serem pequenos. Gosto de preparar bateladas menores desse tipo de quitute, justamente para que acabem logo e me dêem a oportunidade de testar outra coisa. Por isso, apesar de a receita original pedir apenas 1 ovo, resolvi preparar metade da receita, conseguindo 6 pequenos e dourados scones, salpicados de passas. Para tanto, quebrei o ovo, bati-o e usei apenas metade. Também substituí o creme de leite fresco por creme de leite comum, de lata, pois, ainda que leve muito a sério essa história de creme de leite (pode rir da minha cara, vai), era o que havia aberto na geladeira, e fiquei com preguiça de ir até o mercado comprar uma garrafinha inteira de creme para usar tão pouco dele. Nesse caso, acredito que eles eram intercambiáveis, pois a textura do scone ficou excelente.

Outra dificuldade escalafobeticamente idiota foi cortar os scones. Estou tão acostumada a que as receitas peçam para se cortar as massas em 8 pedaços, que, quando Dorie pediu 6, meu cérebro travou. Ok, é uma vergonha horrível dizer isso, mas eu olhava para aquele círculo de massa, posicionava a faca de um lado, depois do outro, e não conseguia de jeito nenhum visualizar a proporção daquilo. Acho que se passaram bem 5 minutos até que a cachola voltasse a funcionar.

Tudo bem, foram os chopps do almoço...

Encontrei a receita integral aqui, para quem quiser, apenas porque não quero publicá-la ipsis literis do livro (sei que dá na mesma, mas me sinto mais confortável dessa forma...)

14 comentários:

Bella disse...

Adorei os scones! Gosto da french toast pela manha , uma delicia! :)

Laranja com Canela disse...

Só agora descobri o seu blog e adorei!
Vou voltar.

laila disse...

q lidnos q ficaram..compartilho da apixao por cafe da manah...bjs

Mônica disse...

Eu sei que aí em cima está falando de pessoas que têm blog, mas não é o meu caso...só estou comentando porque fiquei de cara com seu blog, de tão delicioso que ele é (e como parecem ser as receitas que vc menciona)! Nossa,parabéns mesmo! O engraçado é que o descobri porque estava procurando sobre creme de leite fresco e...eis que me surge este blog encantador!! Valeu.

Patricia disse...

Ana, por favor, qual a medida de uma tbs? E tsp é tea spoon, certo?
Obrigada!

Em tempo, adoro o seu blog! Descobri recentemente e é, no mínimo, inspirador!! Parabéns!!

Ana Elisa disse...

Bella, "Laranja" e Laila,
Obrigada! Ficaram bem gostosos também, e recomendo. Quase mais fáceis que muffins...

Mônica e Patrícia,
Muito obrigada! Sejam bem-vindas!
Patrícia, uma tsp (teaspoon = colher de chá) tem 5ml, e uma tbsp (tablespoon = colher de sopa) tem 15ml. Mas se a receita for australiana, tem 20ml.

Beijos.

Amanda disse...

Olá Ana,
Não te conheço, mas amei o seu blog. Procurando umas receitas na internet, o encontrei! Nossa... As receitas parecem ótimas e as fotos...
Hummmm.
Abraços,
Amanda
Recife/PE

Cozinha Travessa disse...

Oi Ana... tô meio sumida porque não estou tendo muito tempo pra navegar, nem pra cozinhar... rsrsrsrs...
Adorei a receita desse biscoitinho e gostaria muito de fazê-la. Também ADORO café-da-manhã, quanto mais incrementado melhor. Meu inglês não é muito bom, por isso te peço (se você puder é claro) me envie uma receita em português... depois te conto o resultado.
Beijo grande e bom final de semana!

raquel disse...

Menina,
O café-da-manhã é a refeição mais importante pra mim. É impossível sair em jejum, só faço isso por exame de sangue! Como não tenho tempo pra fazer, só faço rangos rápidos, mas como em pé na cozinha!

Karen disse...

Ana, testei essa receita ontem, ficou uma delícia. Como eu queria um pouco mais adocicado, coloquei mais uma colher de açúcar e o resultado ficou ótimo. Mas levou uns quarenta minutos pra assar, bem mais que na receita. Parabéns pelo blog.

Ana Elisa disse...

Amanda,
obrigada! Fique à vontade e volte sempre!

Dani,
o melhor conselho que te dou é correr atrás e tentar melhorar seu inglês, pois a quantidade de excelentes livros que você está perdendo que não são nem serão nunca traduzidos para o português é enorme. Quando comecei o blog e só três pessoas liam, dava, mas agora, infelizmente, se eu for traduzir e enviar todas as receitas que me pedem, eu vou ter que parar de trabalhar. Nada pessoal... Desculpe-me por não poder ajudá-la nisso...

Raquel,
Nossa, ficar de jejum em exame de sangue me mata. Não sei sair de casa sem café.

Karen,
é, o resultado depende de forno para forno, não tem jeito. Eles ficam só ligeiramente dourados nas pontas, com aquela cara de massa de quiche, e, pressionados ainda no forno, você sente uma casquinha por fora, mas maciez por dentro. A receita em inglês não deixa isso claro, e pode ser que você esperasse que eles ficassem duros dentro do forno? Acho? Eu gostei deles assim, neutros, com geléia por cima, principalmente de laranja!! Mas que bom que eles deram certo!

Beijos!

Karen disse...

Ana,
Na verdade minha referência foi a cor maravilhosa dos seus Confesso que também prefiro mais neutro qdo é pra saborear com geléia, mas meu marido não curte geléia por isso resolvi fazer um agrado pra ele. Sabe, junto com os scones preparei uma fornada de mini bagels (não ao mesmo tempo no forno), mas eles ficaram duros, por acaso vc teria alguma receita que já tenha testado pra me passar?!
Obrigada desde já.
Bjus

VARIEDADES DE MIM disse...

Ana, parabéns pelo seu lindo blog! Estava procurando uma receita e o encontrei...
Achei muito interessante vc escrever sobre seus erros,porque normalmente apenas são descritos os acertos.
Amanhã estarei experimentando esta receita e vou aproveitar para atualizar meu inglês.
Já voltei várias vezes aoLa Cucineta e com certeza voltarei outras.

Glenda disse...

Oi ana!

Virei fã do blog! Parabéns!!
só que entrei no link da receita e não consegui. Tem como você mandar um link novo, ou a receita para o meu email: glenda.araujo.s@gmail.com?

Muito obrigada!!

Glenda

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails