terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

Aaaaah, polenta quentinha...

Não sou muito fã de polenta instantânea. Normalmente prefiro reclamar durante os 40 minutos que fico em frente à panela, mexendo a bendita da polenta de verdade, do que reclamar depois, com o gosto e a textura da polenta instantânea no meu prato. No entanto, quando a cunhada me deu um pacote da instantânea, quem sou eu para fazer desfeita?

A primeira coisa que notei foi o número de ingredientes da polenta: um. Pois é, 100% farinha di mais, dizia. Lembrei-me da Polentina e outras calamidades que já passaram por minhas mãos. Não gosto de Polentina porque ela já vem salgada, e acho o uso de sal em processos industriais sempre muito além do necessário, e acabo, após a refeição, bebendo água como se tivesse atravessado um deserto.

Ao contrário da Polentina, entretanto, essa polenta ficava pronta em menos de 2 minutos após ser acrescentada à água, um milagre conseguido por um processo misterioso de pré-cozimento, segundo a embalagem. No fim das contas, a danada ficou muito boa para uma polenta instantânea. Se conseguirem encontrá-la em algum empório por aqui, recomendo àqueles que têm medo da polenta tradicional: Molino di Ferro, chama-se.

Servi-a com lentilhas verdes cozidas com cebola, alho e ervas provençais, e temperadas com tomates, salsinha fresca e um vinaigrette de azeite, vinagre balsâmico e mostarda de Dijon.

Aliás, obrigada novamente à cunhada, que foi responsável, com seus presentes, por todas as nossas refeições desde sua chegada: tortellini di radicchio num dia, piadina com queijo e tomates no outro, polenta com lentilhas, sopa de cogumelos porcini, e spaghetti al pesto. Supermercado para quê?

12 comentários:

Rogério disse...

Ana,
Sempre faço polenta por aqui com sêmola de milho. Sempre de olho. Uma pergunta: que proporção de àgua x farinha (sêmola?) você usa?
Beijo
Rogério

Ana Elisa disse...

Oi, Rogério!
Também uso a sêmola, mas costumo comprar a italiana, tipo Bramata, que acho muito saborosa (frescura minha). A proporção de água depende muito da consistência que eu busco, e às vezes substituo uma parte da água por leite e acrescento parmesão no fim do cozimento, para a versão veneziana, mais molinha. Mas faço mais ou menos 4 xícaras de água para cada xícara de sêmola.

Beijos!

Patricia Scarpin disse...

Eu amo polenta, Ana Elisa, e prefiro sim fazê-la do fubá, mexendo de vez em quando e desviando pra não levar uma queimada... :)
Deu até vontade agora!

Andreia T. Farias Britez disse...

Oi Ana,
Perguntinha básica: vc tem indicação de lugares em são Paulo legais pra encontrar produtos bacanas pra cozinhar? Já vi vc fazer menção a Casa Santa Luzia algumas vezes mas eles nao trabalham com delivery. Queria um local em que eu pudesse encomendar e eles enviarem via correio ou trasportadora coisas como a semola, o limoncello, etc... Beijão!

Gourmandise disse...

Você conhece aquela polenta que é com sarraceno? Não encontro por aqui (São Paulo). Será que dá certo misturar uma boa polenta com farinha de sarraceno? Qual será a porcentagem de cada uma?
bjo,
Nina.

Ana Elisa disse...

Patrícia,
eu costumava fazer com fubá, até descobrir que a verdadeira é feita de sêmola. Ela fica mais cosistente assim, e eu, pelo menos, gosto mais.

Andreia,
Talvez o Empório Sta. Maria trabalhe com delivery. Mas não sei de informar, porque nunca precisei do serviço... Iiiih... Difícil essa pergunta...

Nina,
já achei farinha de trigo sarraceno adivinha onde? No Sta. Luzia. Mas deve ter em um monte de empóriozinho de comida natural, porque foi justamente nesse setor que encontrei. As proporções variam muitíssimo dependendo da receita. Tentei fazê-la uma vez, mas saí me atropelando por causa da pressa e ficou uma droga, e acabei morrendo de medo de tentar de novo...

Beijos!

Dani disse...

Oi, Ana Elisa!

Conheci seu blog há pouco tempo, mas já devorei os arquivos! Adoro desde a forma divertida como escreve à simpática figurinha da nonna.

Aproveitando o comentário, gostaria de perguntar se vc tem alguma receita de lasagne que leve carne ou até frango... sei que vc é vegetariana, mas se tiver e puder compartilhá-la com seus leitores seria ótimo!

Beijos!

Michel disse...

Que maravilha! Porcinis, polentas...
Vida boa a tua hein.

Abrços

Ana Elisa disse...

Dani,
Muito obrigada! Continue aparecendo por aqui! Minha mãe costumava fazer uma lasagne de carne que era muito gostosa, mas não era nada de diferente: só carne moída e molho de tomate. Há uma receita aqui no blog de lasagne de palmito com leite de coco. Dá uma olhada. A receita original levava peito de frango desfiado no lugar do palmito, mas eu adaptei. Tente adaptar de volta, que deve ficar muito gostoso!

Michel,
É, dessa parte da vida não posso reclamar não!
:)

Beijos!

Tatoo disse...

Oi Ana,

desde que eu li o seu post sobre polenta (vc falava sobre a bramata) que fiquei com vontade de comer uma polenta. Procurei no supermercado uma polenta e estou com dificuldades de achar. Farinha de milho e fubá é a mesma coisa? Só achei polenta instantânea (cheia de coisas no rótulo) e fubá. Mais nada. No Google achei algumas informações nada confiáveis.

Aqui perto de casa não tem nada parecido com esse Empório Santa Luzia.

Beijos,

Rodrigo

Ana Elisa disse...

Rodrigo,
use sêmola de milho. A polenta bramata é o grão de milho moído em moinho de pedra. Fica com textura de açúcar granulado, mas com cor de gema de ovo. E produz uma polenta saborosíssima. Dá para fazer polenta com fubá/farinha de milho fina. Era assim que minha mãe fazia. Já vi marcas populares vendendo sêmola de milho (sabe que nem "semolina" é de trigo? Então, a polenta é a "semolina" de milho), e deve ter em qualquer supermercado. Ok?

Bjs

Andrea disse...

Oi Ana
Sou sua fã há algum tempo mas ainda considero um mistério a questão da escolha da melhor farinha de trigo para se fazer pão com alvéolos grandes e rústico como o italiano. Leio seus comentários mas ainda não identifiquei uma 'marca' de um produto adequado para esse resultado. Ou seja, devo usar farinha tipo 1, especial, semolina ou misturar gluten à farinha de trigo para torná-lo mais forte?
Beijão!

Andrea

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails