quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Tarte de legumes

Não consigo resistir à tentação de chamá-la de "tarte" ao invés de "torta", que evoca em minha mente um recheio rico em ovos e creme, enquanto, na verdade, esse prato nada mais é que uma pâte brisée com legumes.

Havia abobrinhas e uma metade de pimentão abandonada em minha geladeira, mas nada de ovos. Por isso mesmo resolvi preparar essa tarte leve, bem temperada, no melhor estilo "aproveitamento-de-restos". Achei que seu recheio merecia uma base mais rústica, então preparei a massa o mais flocosa possível, aproveitando a temperatura mais baixa do dia (que impediria a manteiga de derreter na bancada) e abri-a num retângulo tosco, enrolando as bordas sem grandes pretensões. O toque do alho assado foi um presente para o Allex, pois sempre que vamos à Lanchonete da Cidade e pedimos a batata rústica, ele devora os dentes de alho assados (ok, eu também faço isso), que ficam muito doces e pouco picantes, e dão um toque sensacional ao já saborosíssimo resultado da tarte. Você tem a textura flocosa da massa, com a manteiga derretendo na língua, o doce das cebolas e pimentões caramelizados no vinagre balsâmico, a mordida ainda firme das abobrinhas, que absorvem bem todos os temperos das ervas quentes e pimentas, tudo emaranhado num fio sutil de queijo derretido, salgado, contrastando com o manjericão fresco, mentolado e o alho assado, doce, carnudo, desmanchando.

O maior teste de tortas que existe aqui em casa é o do ketchup. Sei que uma torta está mais do que aprovada quando Allex não "complementa" o prato com outros temperos. Desta vez, preciso dizer, o ketchup não apenas ficou na geladeira como sequer foi mencionado. Esta "torta de improviso" entrou com louvor no hall da fama dos pratos a serem servidos para os amigos.

O recheio foi feito a olho, segundo a vontade do momento, da seguinte maneira:

TARTE RÚSTICA DE LEGUMES
Tempo de preparo: 1h30min
Rendimento: 4 fatias


Ingredientes do recheio:
  • 1 cebola grande cortada ao meio e fatiada fino (meias-luas)
  • 1/2 pimentão vermelho sem sementes, cortado em tiras finas
  • 2 abobrinhas italianas cortadas em quartos (no comprido) e fatiadas com 0,5cm de espessura
  • 1 colh. (sopa) de manteiga
  • 2 colh. (sopa) de azeite extra virgem
  • 1/2 colh. (sopa) de vinagre balsâmico de qualidade, xaroposo
  • 4 ramos de tomilho fresco
  • 2 punhados de salsinha picada
  • 4-5 tomates secos reidratados e picados
  • 2 pitadas de pimenta calabresa seca
  • sal e pimenta-do-reino moída na hora
  • 1 punhado de parmesão ralado
  • 4 dentes de alho inteiros, com casca
  • 1 punhado de folhas de manjericão
Preparo:
  1. Prepare a massa, usando 180g de farinha de trigo, 120g de manteiga gelada sem sal e 60g de água gelada com 1 colher (chá) de sal. Embrulhe em filme plástico e leve à geladeira, enquanto você prepara o recheio.
  2. Em uma panela grande e de fundo grosso, aqueça a manteiga e o azeite. Junte a cebola, uma pitada generosa de sal, e mexa bem em fogo baixo, até caramelizar, sem deixar queimar (elas devem estar macias e castanhas; junte colheres de água caso comecem a queimar).
  3. Junte o pimentão em tiras e mexa bem para amaciar. Acrescente o vinagre balsâmico, o tomilho e a salsinha e misture bem. Junte 1/4 xíc. de água, para evitar que o açúcar do vinagre queime, e deixe reduzir, mexendo sempre.
  4. Acrescente as abobrinhas, tempere com sal, pimenta-do-reino e pimenta calabresa seca e misture bem, até que as abobrinhas estejam cozidas mas ainda al dente. Desligue o fogo. Junte os tomates secos e deixe esfriar.
  5. Abra a massa numa superfície enfarinhada, formando um retângulo de cerca de 32x25cm (ou um círculo, ou a forma que desejar). Transfira a massa para uma assadeira (não precisa untar) e enrole as bordas, apertando bem, para criar uma amurada para o recheio, não maior que uma borda de pizza. Espete o fundo com um garfo diversas vezes, cubra com papel alumínio e feijões secos (para manter a massa no lugar) e leve ao forno pré-aquecido a 180ºC por 15 minutos. Retire o papel com os feijões e asse por mais 10 minutos ou até que a massa pareça seca.
  6. Retire do forno e espalhe o refogado de legumes sobre a massa (use uma escumadeira, para que o recheio não encharque a massa). Polvilhe com queijo parmesão, espalhe mais um punhado de salsinha, coloque os dentes de alho com casca sobre o recheio e leve ao forno até que as bordas estejam ligeiramente douradas (como a massa não tem ovos, ela não doura muito, mas fica mais leve e flocosa desta forma), cerca de 25-30 minutos.
  7. Pode ser que haja um pouco de óleo no fundo da assadeira, proveniente do recheio. A tarte é pequena e fácil de transferir para outra travessa, e a massa embaixo não estará encharcada, mas levemente crocante e muito saborosa. Na hora de servir, esprema o alho assado sobre as fatias, espalhe o manjericão e um fio de azeite. Coma quente ou em temperatura ambiente.

Nenhum comentário:

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails