segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Ana Corre!

Neste domingo não houve experimentos culinários. Não que eu não quisesse. Passei a tarde toda abrindo e fechando porta de geladeira, olhando em volta, na vã esperança de que um bolo surgisse espontaneamente sobre a mesa da sala, por um passe de mágica. Estava simplesmente cansada demais para cozinhar. Razão pela qual o almoço foi pastel de feira e o jantar, comida chinesa.

O motivo do cansaço começou na noite anterior. Talvez fosse ansiedade, talvez fosse apenas culpa do cão, insone, que vagou de um lado para o outro do apartamento durante toda a noite; seja qual for a razão, tive insônia das bravas de sábado para domingo. Péssimo momento para isso: justamente no domingo tive de acordar às 5 horas da manhã, tomar meu café e pão com manteiga, vestir a roupa de ginástica, o tênis de corrida e ir pegar o carro da minha mãe (a uns 3 quarteirões de casa) para dirigir-me ao estacionamento do World Trade Center. Para quê, você pergunta, para quê? Para então pegar o ônibus fretado que me deixaria, às 7 horas da manhã, na largada da Nike 10k, na Cidade Universitária.

Mencionei que estava chovendo? Contei o detalhe da chuva torrencial às 5 da manhã? Falei da burrada de ir com o tênis no pé até o estacionamento pegar o carro? Preciso dizer que antes da largada, às 8 horas, quando ainda chuviscava, meus pés já estavam completamente encharcados? Não, não preciso dizer. Fazia o aquecimento e olhava para meus tênis, pensando "olá, bolhas!".

Bom, a despeito da insônia, da chuva, das bolhas, e do DJ sofrível contratado para tocar durante o evento, diverti-me muito com outras 24.999 pessoas. O que me fez pensar seriamente no poder da mídia e de marcas como a Nike, que conseguem convencer 25 mil idiotas (inclusa esta que vos fala) a pagarem 60 reais para se vestirem de azul e correrem 10 quilômetros debaixo de chuva. É... Para quê? Para quê? Para que eu e todos os outros idiotas possamos nos sentir orgulhosos e satisfeitos. Eu, pelo menos, sinto-me assim. Primeiro, porque foi minha primeira prova de 10k. Segundo, consegui fazer o percurso em 5 minutos menos do que esperava: 1 hora, 1 minuto e 53 segundos; ou seja, 6 minutos e 12 segundos o quilômetro. Terceiro, porque cheguei em 8.597º lugar. Tá, não é ouro, mas pelo menos eu fui melhor do que 16 mil pessoas. Hehehe... Quarto, porque, preciso lembrar-me disso: há 6 meses atrás eu não corria 300 metros sem ter meu coração fugindo pela boca.

Então, parabéns para mim! O descanso no domingo foi merecido. Agora, de volta às panelas.

Nenhum comentário:

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails