sábado, 15 de dezembro de 2007

Sopa de ervilhas e açafrão

A receita muito me apeteceu quando a vi na revista portuguesa Blue Cooking. Com marido meio borocochô e com dor de garganta depois de uma semana corrida, nada como sopinhas cremosas e adocicadas para, "ayurvedicamente", ajudá-lo a sarar logo.

Comecei com a receita exatamente como ela era, omitindo apenas o vinho por sua ausência em minha despensa. Então começou a adaptação. Adicionei um naco de manteiga às cebolas, e resolvi incrementar a sopa com uma batata, pois temia que apenas as ervilhas resultassem em algo ralo demais. Como estava usando ervilhas secas ao invés das congeladas ou enlatadas, o cozimento demorou um pouco mais, e tive de acrescentar um pouco mais de água para que a sopa não pegasse no fundo. Na hora de bater no liqüidificador, então, a sopa estava bastante densa, e resolvi afiná-la com leite. Para mais untuosidade, um naco de manteiga, e um pouco de queijo parmesão ralado. Para um contraste, cortei em cubos duas fatias de pão preto e refoguei-os em fogo alto numa frigideira bem quente, com uma colher de azeite e generosas pitadas de sal e pimenta-do-reino, até que dourassem e secassem.

Allex, para minha supresa, adorou a sopa. Eu, no entanto, também para minha surpresa, não. Gostei de todas as minhas adaptações, pois não há como errar com ervilhas, batatas, leite e queijo. Gostei do fato de ela ter ficado incrivelmente densa e cremosa. O açafrão deu um toque interessante e ligeiramente exótico à sopa. Mas a erva-doce, que constava na receita original, dominou por demais o sabor e tornou-a um pouco mais adocicada e anisada do que eu gostaria. Numa próxima tentativa eu diminuiria a quantidade pela metade ou omitiria completamente as sementes. Como, no entanto, isso vai de gosto, deixo-as nesta receita, como uma opção.

SOPA DE ERVILHAS E AÇAFRÃO
Tempo de preparo: 1 hora
Rendimento: 4 porções


Ingredientes:
  • 300g de ervilhas secas
  • 1 batata pequena em cubos, com casca
  • 1 cebola pequena picada
  • 2 dentes de alho picada
  • 1 pitada de açafrão em pó
  • 2 colh. (sopa) de manteiga sem sal
  • 1 colh. (sopa) de azeite
  • 1 xíc. leite
  • 1 colh. (chá) de sementes de erva-doce (opcional)
  • queijo parmesão ralado
  • sal e pimenta-do-reino

Preparo:
  1. Aqueça o azeite numa panela e doure ligeiramente o alho. Junte a cebola e refogue até amolecer. Se estiver usando a erva-doce, refogue-a junto com a cebola. Junte uma colher de manteiga de mexa para derreter.
  2. Junte a batata em cubos e misture bem por um minuto. Dissolva o açafrão em 1 litro de água e derrame na panela, misturando as ervilhas secas. Deixe levantar fervura, tampe, abaixe o fogo e deixe cozinhar por cerca de 30 minutos, ou até que as ervilhas estejam macias. Adicione um pouco mais de água durante o cozimento se necessário.
  3. Desligue o fogo, passe tudo pelo liqüidificador e volte para a panela. Junte o leite, um punhado de parmesão ralado e acerte o sal e a pimenta. Mexa em fogo baixo para reaquecer a sopa.
  4. Sirva com croûtons, um fio de azeite por cima e parmesão à parte.

Nenhum comentário:

Cozinhe isso também!

Related Posts with Thumbnails